Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

NOTÍCIAS, FOTOS E VÍDEOS

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor António Kalunga em Segunda Nov 29, 2010 8:37 pm

Imagem
Huambo na década de 50

Em 1928, o Alto-Comissário e Eng.º Militar Vicente Ferreira enamorou-se da cidade tão jovem, para a qual prognosticou um devir auspicioso. Outra vez por força de lei e em coerência com essa intuição, mudou-lhe o nome para Nova Lisboa, teve até o atrevimento surpreendente de elevá-la a capital da Colónia. O que não passou do papel.
António Kalunga
Top membros
 
Mensagens: 203
Registado: Quarta Out 14, 2009 5:36 pm

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor António Kalunga em Segunda Nov 29, 2010 8:39 pm

A determinação de Norton de Matos e a solicitude de Vicente Ferreira não são de facto vãs. Nova Lisboa corresponde desde o início aos augúrios de ambos e procura não desmerecer o seu topónimo.

Gente oriunda da Metrópole chega ao ritmo dos paquetes que escalam o porto do Lobito. São famílias inteiras de carpinteiros, pedreiros, torneiros, escriturários, até de técnicos com formação superior (como médicos, advo-gados, engenheiros), que vêm em ondas ajudar a concretizar o sonho visio-nário.

Alguém escreverá anos mais tarde que quem chega tem a sensação ime-diata de encontrar uma cidade «à procura de casas» ou de casas «à procura de uma cidade», tal a inexistência de planificação urbana. De cores variegadas (brancos, amarelos, cor-de-rosa) os cosmos florescem sobre o capim que abunda por todo o lado e avançam até às bermas dos arremedos de ruas e avenidas que as Comissões Municipais abrem da Alta à Baixa.

Os espaços vazios entre os edifícios em construção são numerosos, mas também tão grandes e extensos que revelam bem o potencial de progresso que hão-de propiciar. Quem queira e possa abrir aí alicerces para levantar uma residência, uma loja, uma oficina, não importa o quê, encontrará facil-mente o terreno necessário.

Premiando todo este esforço, Nova Lisboa é designada em 1934 para sede do então criado Distrito do Huambo, que faz parte da Província de Benguela. O facto é importante e estimula significativamente o acréscimo de fogos e de habitantes, que há-de ultrapassar as previsões mais optimistas. Para o surto agora imparável, contribuem o recurso à energia eléctrica, que passa a ser possível com a construção pelo CFB da barragem do Cuando; a criação pela Santa Sé de uma diocese católica, com a instalação do epis-copado respectivo; a proliferação de actividades económicas diversas; até mesmo o arranque de iniciativas mutualistas e cooperativas.

Em relação ao perímetro de expansão, a cidade desdobra-se: não é já apenas um, mas três aglomerados distintos. O fenómeno acompanha aliás o que sucede frequentemente em África, sempre que o colonizador branco estabelece povoações para garantir a ocupação do território e favorecer o desenvolvimento subsequente.

Fica de um lado o bairro residencial do CFB, que se basta a si próprio. Há aí quase tudo: um centro de aprovisionamento de bens de consumo essen-ciais, chamado o Armazém; um clube de futebol, o Ferrovia, com o campo de jogos e um salão de festas muito activo; um hospital provido de pessoal especializado e equipamento técnico; outros recursos importantes, que facilitam o dia a dia das pessoas.

Fica do outro lado a cidade propriamente dita, com as repartições públi-cas, a estação do caminho-de-ferro, as escolas e os colégios, os estabele-cimentos de comércio, as sedes e as delegações de sociedades empresariais de origem local ou de proveniência exterior (como a Companhia de Bengue-la, «Chibera», e a Companhia Agrícola e Pecuária de Angola, «Capa»), agremiações de desporto e cultura (como o Rádio Clube do Huambo e o jornal O Planalto, que reclamam o dever de dar voz e palavra aos que pugnam pelos interesses da terra), por fim os bairros que se formam à volta e são baptizados com nomes que têm pouco de angolanos, mas muito de portu-gueses (São João, São Pedro, Santo António, Benfica).
António Kalunga
Top membros
 
Mensagens: 203
Registado: Quarta Out 14, 2009 5:36 pm

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor António Kalunga em Segunda Nov 29, 2010 8:42 pm

Imagem
Huambo na década de 70

Como que empurradas para a periferia circundante, à maneira de um cinturão também irregular e incompleto, ficam as senzalas da população negra (Calumanda, Carilongue, Sacaála, Mucolocolo, Canhe), que fornecem diariamente a força de trabalho indiferenciado indispensável às actividdes em curso e às tarefas domésticas.

Extraído de:
António Kalunga
Top membros
 
Mensagens: 203
Registado: Quarta Out 14, 2009 5:36 pm

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor Xico Zé 64 em Quinta Jun 23, 2011 10:29 am

Olá amigos
Venho pela 1.º vez e não li toda a informação que está já registada sobre a arquitectura de Nova Lisboa.
Se por um lado de facto grande parte da constrição é do movimento moderno onde predomina a funcionalidade, penso que podemos também falar da arquitectura urbana relacionada com a construção da cidade e a sua planificação.
Nova Lisboa era e ainda é na sua zona antiga, o protótipo da Cidade Jardim. Aliás, essa era uma das designações com que era conhecida. E tinha tudo a ver com o verde que ostentava, mas também com a sua geometria.
Caso a imagem que tento postar não fique (estou por aqui a dar os primeiroa passos) fica o link para poderem iniciar - caso seja do vosso interesse - mais pesquisa. E a designação de cinturão já aqui referida faz parte dessa geometria.
Apresento desculpas caso já se tenha falado do tema sem que eu percebesse.

Abraços a todos
Francisco
(Xico Zé)
Você não tem permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Xico Zé 64
Membro kamussel
 
Mensagens: 2
Registado: Quinta Maio 05, 2011 10:21 pm

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor Xico Zé 64 em Quinta Jun 23, 2011 10:32 am

Olá mais uma vez

Faltou o link :D :D :D .
Aqui vai:


Abraços a todos
Xico Zé 64
Membro kamussel
 
Mensagens: 2
Registado: Quinta Maio 05, 2011 10:21 pm

Re: Arquitectura de Nova Lisboa - Huambo

Mensagempor Paulo Santos em Quinta Jun 23, 2011 6:51 pm

Obrigado amigo Francisco

Continue a divulgar temas sobre Angola que o fórum agradece.
Avatar do utilizador
Paulo Santos
Administrador do fórum
 
Mensagens: 103
Registado: Quinta Jun 10, 2010 5:47 pm
---------

Anterior

Voltar para SALA DO HUAMBO

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron