Como o euro (armando) ficou afro (tundavala)...

APESAR DAS NOSSAS HISTÓRIAS TEREM MUITO EM COMUM, ESTOU CERTO DE QUE SERÃO TODAS DIFERENTES. REGISTA AQUI O QUE ACHARES RELEVANTE SOBRE A TUA PASSAGEM OU PERMANÊNCIA EM ANGOLA

Como o euro (armando) ficou afro (tundavala)...

Mensagempor Tundavala em Terça Out 27, 2009 1:32 am

Continuando a ver fotos do Teixeirinha, encontrei outra que também tem história...
marginal_luanda_anos_60.jpg


Acho que todos conseguem imaginar rapazes de 20 e poucos, com carta de condução acabadinha de tirar, dando o litro no seu primeiro emprego, ainda nos primeiros degraus da escada da vida à procura de um lugar ao Sol...

O meu colega e grande amigo Casinhas conseguia ser mais destravado que eu a conduzir, o que era difícil, convenhamos...

Pois bem, há um dia em que ele vem no seu MINI, à sua velocidade normal, ou seja, voando baixinho, dali dos lados do Banco de Angola, quando, de repente, se lembra que tem de ir ao BCA (Banco Comercial de Angola), aquele do arranha céus que passou a ser postal de Luanda...

E que pensou o Casinhas? Fácil, viro rapidamente à direita já aqui no largo, contorno, volto à marginal e toca a andar para o BCA! Rápido que está quase na hora de fechar!!!

Ora bem. Conforme ele vira à direita, preocupado em evitar todos os outros carros, ouve um estrondo e trava!

- *****! Em que é que eu bati? - Sim, por que ele não tinha visto nada...

Sai do carro, dá a volta pela frente e o que vê? Uma senhora sentada no chão com ar atarantado. Um sapato estava junto ao carro, o outro lá mais para diante. Uma mala a um metro dela, donde tinham saído um lencinho branco com rendinhas, um espelho, um baton, um bloquinho de notas, um escova grande e outra mais pequena, o rímel, mais outro lencinho azul celeste sem renda, enfim, todos aqueles sei-lá-o-quê que as senhoras transportam nas suas malas e que acham indispensáveis...
E o bendito do Casinhas: - Oh minha senhora! Desculpe, mas não a vi! A senhora está bem? - E vá de a ajudar a levantar e sentar-se no carro. Vai buscar-lhe os sapatos. Apanha a mala, mais os objectos que vai encafuando na mala...
- Caramba! A senhora precisa de alguma coisa? - Não. Deixe lá... Já estou bem... Obrigado! - E levantando-se seguiu à sua vida, cruzando o largo.
O Casinhas mete-se no carro, lembra-se do BCA, arranca, dá a volta ao largo e, quando vai para entrar na Marginal, preocupado em evitar todos os outros carros, ouve um estrondo e trava!

- *****! Em que é que eu bati? Sim, por que ele, mais uma vez, não tinha visto nada...

Sai do carro, dá a volta pela frente e o que vê? A mesma senhora sentada no chão com ar atarantado!

E eis que a história se repete: Um sapato estava junto ao carro, o outro lá mais para diante. Uma mala a um metro dela, donde tinham saído um lencinho branco com rendinhas, um espelho, um baton, um bloquinho de notas, um escova grande e outra mais pequena, o rímel, mais outro lencinho azul celeste sem renda, enfim, todos aqueles sei-lá-o-quê que as senhoras transportam nas suas malas e que acham indispensáveis...

E o bendito do Casinhas: - Oh minha senhora! Desculpe, mas não a vi! A senhora está bem? - E vá de a ajudar a levantar e sentar-se no carro. Vai buscar-lhe os sapatos. Apanha a mala, mais os objectos que vai encafuando na mala...

- A senhora precisa de alguma coisa? - pergunta o Casinhas, vendo-a já mais recomposta...

- Não. Deixe lá... Já estou bem... Obrigado! Espere! Afinal preciso de uma coisa!

- Oh minha senhora! Diga! Eu faço o que quiser!

- Diga-me só para onde vai, que é para eu ir para o outro lado!!!
Você não tem permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Avatar do utilizador
Tundavala
Moderador de sala
 
Mensagens: 149
Registado: Sábado Set 19, 2009 5:36 pm
Localização: Loures, mas à sombra de um Imbondeiro!

Re: Como o euro (armando) ficou afro (tundavala)...

Mensagempor Euclides em Sexta Out 30, 2009 8:29 pm

Tenho lido aí bonitas e bem contadas histórias, cheias de lembranças e saudades e algumas feridas mal-curadas...

Angola que é um país grande e de solo rico tem todo o necessário para construir seu futuro com riqueza e felicidade. Espero que seu govêrno saiba investir maciçamente em educação pois só um povo bem preparado fará de Angola a nação que merece ser.

Paz, harmonia e felicidade a vocês.
Euclides
Membro kamussel
 
Mensagens: 4
Registado: Terça Out 27, 2009 11:52 pm

Re: Como o euro (armando) ficou afro (tundavala)...

Mensagempor Tundavala em Sábado Out 31, 2009 3:57 pm

Tenho lido aí bonitas e bem contadas histórias, cheias de lembranças e saudades e algumas feridas mal-curadas...

Angola que é um país grande e de solo rico tem todo o necessário para construir seu futuro com riqueza e felicidade. Espero que seu govêrno saiba investir maciçamente em educação pois só um povo bem preparado fará de Angola a nação que merece ser.

- - - - - - - - - - - - - - - - -

Caro Euclides

Repeti o seu texto da mensagem anterior, propositadamente, quer pela simpatia que nela transparece, quer para não me perder na resposta...

Tem toda a razão quando afirma que há feridas mal curadas... É verdade e sobre isso nada podemos fazer... elas estão cá! Já não têm a força de outros tempos, que o tempo tudo desvanece, mas que elas continuam por aqui, nem vale a pena tentar disfarçar isso... Só há que aprender a lidar com a situação...

Quanto ao progresso do país, estou convencido que o governo está a tentar melhorar a situação, só que os "poderes instalados" e os "interesses pessoais" fazem com que esse objectivo não seja nada fácil... e isto é verdade em qualquer parte do mundo.

Obrigado pela sua análise atenta!
E, também, muito obrigado pela mensagem de esperança!
Avatar do utilizador
Tundavala
Moderador de sala
 
Mensagens: 149
Registado: Sábado Set 19, 2009 5:36 pm
Localização: Loures, mas à sombra de um Imbondeiro!

Re: Como o euro (armando) ficou afro (tundavala)...

Mensagempor Euclides em Domingo Nov 01, 2009 3:29 pm

Bem verdadeiro, caro Tundavala o que diz:

Quanto ao progresso do país, estou convencido que o governo está a tentar melhorar a situação, só que os "poderes instalados" e os "interesses pessoais" fazem com que esse objectivo não seja nada fácil... e isto é verdade em qualquer parte do mundo.


isso é verdade por toda parte. Há 50 anos dizia-se no Brasil que o país crescia à noite, enquanto os governantes dormiam.... Todavia crescemos. A educação é, para qualquer país, a ponte para o futuro. É verdade que Angola ainda é carente de soluções básicas e imediatas (já tive oportunidade de ler aqui algumas delas em andamento), mas convém lembrar que um projeto educacional bem sucedido frutifica em 20 ou 25 anos, quando as crianças educadas serão então os adultos a conduzir o país. É, para uma nação, na verdade um projeto de curto prazo.

Novamente deixo minhas simpatias e desejos do melhor futuro para todos.

PS: dos relatos pessoais que já li aqui no Kamussel tenho certeza de que vale a pena reuní-los num livro, pelo belo caráter humano que apresentam e pela inequívoca historicidade das narrativas. Fica aí a sugestão.

abraços a todos.

euclides
Euclides
Membro kamussel
 
Mensagens: 4
Registado: Terça Out 27, 2009 11:52 pm
---------

Anterior

Voltar para AS NOSSAS HISTÓRIAS - RELATOS E FOTOS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron