CULTURA ANGOLANA

NOTÍCIAS FOTOS E VÍDEOS
ESTE FORUM SERÁ DEDICADO A ASSUNTOS RELACIONADOS COM A ATUALIDADE DESPORTIVA E CULTURAL ANGOLANA. PRETENDE-SE AINDA QUE SEJA UM ESPAÇO DE PARTILHA CULTURAL E DESPORTIVA ENTRE ANGOLA E PORTUGAL.

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Ago 27, 2009 2:14 am

Música
Cantora Fatozinha lança primeiro disco



Luanda - A cantora angolana Fatozinha, que está fora do mercado musical há mais de 30 anos, vai apresentar o seu primeiro trabalho discográfico denominado “ Divua”, em Setembro deste ano.



Em declarações hoje à Angop, o produtor da cantora, António dos Santos “Kito” disse que o disco, que está a ser masterizado em Portugal e que será editado, em breve, na África de Sul, chega ao país nas próximas semanas.



Fatozinha, que cantava no agrupamento “Quissanguela” nas décadas 1970 e 1980, segundo Kito, vai apresentar um disco com estilos variados como semba, kizomba e rumba.



Natural de Luanda, a cantora traz para o público neste CD, que terá uma tiragem de 10 mil exemplares, temas originais cantados em português e kimbundo tais como “ Fatozinha”, “ Lamento aos Heróis”, “Desobediência”, “ Divua” e “ Amor Falso”.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Ago 27, 2009 2:15 am

Cinema
Ministra encoraja agentes culturais a unirem-se na promoção de casas de exibição



Ministra da Cultura quer união entre agentes liagados ao sector do cinema



Luanda - A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, solicitou nesta terça-feira, em Luanda, que os agentes culturais unam esforços tendentes à recuperação e consequente mudança da imagem das casas de exibição de filmes no país.




Falando no acto de apresentação da segunda edição do Festival Internacional de Cinema de Luanda (FicLuanda), a ter lugar de 20 a 27 de Novembro, nesta cidade, afirmou que unidos poderão ultrapassar a crise e dar ao sector uma outra imagem, proporcionando aos frequentadores maior e melhor comunidade.



"A área de exibição de cinema deve trabalhar em parceria para a melhoria da imagem das casas de cinema do pais", disse.



Disse pretender, com esse alerta, propiciar a reabilitação das casas danificadas ou completamente destruídas. “Vamos juntar esforços para termos casas de cinema condignas e em condições adequadas para receber os cinéfilos”, frisou.



O Festival Internacional de Cinema de Luanda é generalista, dedicado aos filmes de longa e curta-metragem de ficção e documentários, podendo, no entanto, albergar outros géneros cinematográficos.



O evento subdivide-se em secções competitivas, não competitivas e outras actividades paralelas.



São secções competitivas: competição oficial de longa-metragem de ficção, competição oficial de curta-metragem de ficção e competição oficial de documentários. As não competitivas referem-se às retrospectivas de autores ou cinematografias, homenagens e temáticas.



Os principais prémios a serem atribuídos pelo júri das secções competitivas no FICLuanda, constituído por cinco elementos, são:



Prémio de Melhor Longa-metragem de ficção, Prémio de Melhor Curta-metragem de ficção, Prémio de Melhor Documentário e Prémio Cidade de Luanda.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor anabela em Quinta Ago 27, 2009 7:41 am

Tapeçaria de Cabinda
Imagem
Imagem
Imagem
anabela
Moderador de sala
 
Mensagens: 981
Registado: Sexta Maio 22, 2009 6:12 am

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Ago 28, 2009 1:42 am

Música
Casa70 realiza show de apresentação do álbum "Kuma Kua Kié"

Luanda - Três espectáculos de apresentação oficial do álbum "Kuma Kua Kié", do músico angolano Yuri da Cunha, serão realizados no mês de Setembro, em Luanda, pela promotora Casa70.



Em conferência de imprensa realizada hoje, o músico informou que os shows serão realizados nos dias três quatro e cinco de Setembro.



Nessas actuações, de aproximadamente uma hora e meia, o músico referiu que vai brindar os presentes com temas do seu disco novo, como “PPP”, “Quero Saldo”, “Mwana Cabinda”, “20 anos” e “Krukutetas”, cantadas em português e nas línguas nacionais kimbundo e fiote.



Acrescentou que, para os shows, preparou igualmente temas cantados por Teta Lando, Urbano de Castro, David Zé e outros, por forma a não só apresentar um disco, mas também um espectáculo “que vai buscar um pouco na nostalgia o sentimento da angolanidade”.



Dessa forma, julga poder recordar com os presentes que Angola “é um país para frente, sem esquecer dos valores que ficaram”.



"Farei a apresentação oficial dos temas do novo disco, mas também vou em busca das músicas antigas e algum resgate que fiz da musica angolana, para mostrar um pouco mais da nossa cultura dentro do nosso país", acrescentou.



Segundo o músico, participarão consigo nos shows os integrantes da sua banda, constituída por Carlitos Chiemba (baixo), o brasileiro Chimbinha e Nelas Som (guitarra), Tavinho (teclado), Dinho (bateria), Joazinho Morgado, Chalana (percussão), Neuma Patrícia e Fausto Fonseca (coros), entre outros.




Por outro lado, o também conhecido “show man” disse que a música angolana tem evoluído com o tempo, mas é preciso apostar-se na formação dos músicos e técnicos de música, para que se possam situar.



Em relação a outras actividades agendadas, o músico disse que tem em carteira projectos de resgates da música angolana antiga, para valorizar a mesma e dar uma outra visão.



Yuri da Cunha, que começou na música como cantor piô, lançou o primeiro CD “È tudo Amor”, em 1999, e o segundo intitulado “Eu”, em 2005.



Vencedor de vários troféus nacionais e internacionais, ganhou o prémio Rádio Luanda 2008, na categoria “Kianda do Sucesso”, pela quantidade de shows realizados ao longo do ano e valorização da cultura nacional.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Ago 28, 2009 1:42 am

Luanda
Agentes culturais em seminário sobre delinquência no Cazenga

Cazenga - Agentes culturais e actores do município do Cazenga, em Luanda, participam desde hoje num seminário sobre estratégias de prevenção da delinquência infanto-juvenil, promovido pela Companhia de Artes Tweza.

O encontro, a decorrer sob o lema “Todos juntos é possível”, tem por objectivo encontrar meios visando contribuir para o plano de prevenção e combate à delinquência juvenil.

Durante o evento, os participantes vão debater temas como “O papel dos agentes culturais no combate à delinquência infanto-juvenil” e “A visão estratégica e o papel da igreja na prevenção deste fenómeno”.

Em declarações à Angop, o responsável da Companhia de Artes Tweza, Afonso Van-Dunem, disse que este exercício que as ONG estão a desenvolver visa ajudar o Governo a solucionar os problemas sociais que afligem a sociedade.

Para si, o Governo por si só não vai poder resolver todos os problemas, motivo que leva várias organizações a abraçarem a iniciativa em prol de uma sociedade sem crimes.

A Companhia de Artes Tweza é uma associação filantrópica de carácter associativo-cultural, que existe há mas de dez anos, trabalhando no domínio sócio-cultural, com acções nas zonas suburbanas.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Ago 28, 2009 1:43 am

Cultura
Professor de arte defende maior sincronia entre promotores e criadores


Luanda - O professor de arte Paulo Kussy afirmou hoje, em Luanda, que para haver uma séria dinamização artística nas artes plásticas do país precisa-se uma maior sincronia entre os promotores culturais, mecenas e os próprios criadores.

Em declarações à Angop, Paulo Kussy fez saber que apesar de haver interesses de algumas entidades em dinamizar a arte, nos últimos anos, há que se trabalhar bastante de modo a que as sensibilidades apontadas acima surjam cada vez mais e se entreguem mais em prol da arte.

“Nota-se não existir ainda galerias como tal, logo, não se verifica um comércio de artes plásticas como devia ser não obstante o engajamento de espaços como Celamar, Salão Internacional de Exposições(Siexpo), União Nacional de Artistas Plásticos(UNAP) e a Humhumbi”, referiu.

No entanto, fruto da paz que Angola conquistou, disse, há perspectivas de melhorias deste sector, já que se está a criar, por exemplo, uma infra-estrutura adequada para o ensino artístico, propiciando assim o surgimento de mais técnicos médios capazes de encontrar as soluções para o progresso da “arte do belo”.

Se surgirem deste modo, segundo disse, haverá mais técnicos médios capazes de formar as crianças ao nível elementar e os superiores para formar os médios, assim como se vai criar um número elevado de artistas e professores com um poder de investigação cada vez mais avançado, influenciando, assim, o surgimento de galerias de facto e museus de arte.

“O curso da actual Escola Nacional de Artes Plásticas(ENAP), como nota, podemos dizer que está bem estruturado, sendo que os alunos apresentam, no quarto ano, um trabalho de investigação sobre um determinado estilo artístico, mas o problema deve-se ao facto de que esta pesquisa não continua por ausência de uma Escola Superior de Belas Artes.Logo, tem de surgir igualmente em Angola a escola artística de nível superior”, salientou.

Paulo Kussy reafirmou que o produto artístico tem necessariamente de fazer parte do imaginário de qualquer indivíduo desde o início da sua escolaridade em diante, só assim se pode compreender e dar valor aos aspectos culturais importantes incorporados, por exemplo, na cor, na mancha e na imagem concebida pelo artista.

Nascido aos dois de Fevereiro de 1978, Paulo Kussy é licenciado em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade Clássica de Lisboa.

Actualmente, o também artista plástico é professor da Escola Nacional de Artes Plásticas(ENAP).
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor ANA em Sexta Ago 28, 2009 11:02 am

Artesanato da Lunda Norte (Dundo)
Imagem
Imagem
Dançarino
Imagem
Avatar do utilizador
ANA
Moderador de sala
 
Mensagens: 194
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:58 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Ago 29, 2009 1:00 am

29-08-2009 1:13

Huíla
Peça teatral "Gravidezes e gravidez"'será exibida no Lubango

Lubango - A peça teatral denominada "Gravidezes e gravidez" dos actores conhecidos por "Talibam" e "Cobra" será hoje, sábado, exibida na cidade do Lubango, no salão auditório da Emissora Provincial da Huíla da Rádio Nacional de Angola (RNA).

A informação foi avançada hoje (sexta-feira) à Angop, no Lubango, pelo promotor do evento, Timóteo Júnior, que fez saber que a
peça teatral, com dez integrantes, transmite uma mensagem para despertar à camada jovem e não só sobre as consequências de
gravidez indesejadas.

Timóteo Júnior assegurou que todas as condições para a actividade estão criadas, no sentido de que a exibição da peça
decorra sem sobressaltos, sendo que os bilhetes já estão a ser comercializados ao preço de mil kwanzas.

A abertura da actividade será feita pelo grupo teatral Candimbas de Santa Cecília, que vai apresentar dois números para animar o espectáculo.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Ago 29, 2009 2:00 am

Dança
Grupo Tuabixila vence festival de dança tradicional

Luanda – O grupo de dança Tuabixila venceu hoje, em Luanda, com 55 pontos, o Festival do Movimento de Dança para Jovens Bailarinos, realizado no âmbito do 67º aniversário do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

A final contou com oito grupos concorrentes, sendo Elenco Dance, Mwenho Eto, Brilho no Horizonte, Mini Yaka, Soca Dance, Bailado do Cazenga e Tuabixila, tendo sido assistida pelo Chefe de Estado e pela Primeira Dama, Ana Paula dos Santos.

Como prémios, o grupo vencedor recebeu cinco mil dólares americanos, o segundo -Elenco Dance (49 pontos) três mil 500 e o terceiro Mwenho Eto (48) dois mil e 500.

De acordo com o representante do grupo, António Mateus Sebastião, foi difícil alcançar a vitória, neste evento, visto que todos os grupos finalistas “mostraram trabalho e profissionalismo em palco”.

Avançou que, sendo o festival um evento alusivo ao aniversário do Presidente da República, nascido no município de origem do grupo (Sambizanga), o trabalho e a responsabilidade do Tuabixila também foi maior.

“Com nove anos de existência, o grupo Tuabixila é originário do município do Sambizanga, por sinal a região em que nasceu o nosso Presidente, uma razão que nos levou a dar o nosso melhor, como homenagem à sua excelência”, expressou.

Por sua vez, Ana Maria Vieira Dias, presidente do jurado, referiu que estas iniciativas são de grande valia para resgatar os jovens das drogas e delinquência.

“Hoje assistimos nos nossos jovens, que estiveram em palco, muito profissionalismo e Inovações. Seleccionar entre todos qual seria o vencedor não foi fácil”, explicou à Angop, a também profissional de bailado, com 27 anos de experiência.

Já o professor de dança Sacaneno João considerou que o acto veio mais uma vez valorizar a cultura e incentivar os jovens a darem continuidade aos ritmos que identificam o povo angolano.

As danças apresentadas ilustram a realidade cultural de algumas províncias do país, como Malanje, Huíla, Lunda Norte e Cabinda.

O evento foi organizado pela Associação dos Jovens do Morro da Luz (AJAMOLUZ) e teve animação dos músicos Bangão e Calabeto.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Ago 29, 2009 2:07 am

Cunene
Mincult promove campanha de pesquisa e divulgação de figuras históricas



Ondjiva - Técnicos do Ministério da Cultura estão a desenvolver, desde quinta-feira, nos municípios de Ombadja, Kwanhama e na localidade de Okafima, uma campanha de pesquisa, divulgação e valorização das figuras históricas da província do Cunene que mais se destacaram nas vida política, económica e cultural.



O facto foi avançado a Angop pelo historiador Camilo Afonso, tendo afirmado que a campanha visa estudar e difundir o papel desempenhado por determinas figuras históricas que emergiram durante o processo de formação da nação.



Outro propósito é assegurar a preservação do património histórico-cultural do país, através da recuperação da memória e do legado histórico dessas entidades.



Segundo informou, com este programa pretendem desenvolver na sua instituição trabalhos de pesquisa e recolha do maior número de dados possíveis sobre a vida e obra das figuras que contribuíram na preservação dos valores culturais, cívicos, entre outros.



Camilo Afonso salientou que a valorização das figuras históricas de Angola passa, por um lado, pela reconstituição da imagem destas pessoas e pela divulgação de seus feitos, através de fontes orais, escritas, arqueológica e fotografias.



A criação da Comissão Multisectorial encarregue da implementação do projecto de valorização e divulgação de figuras históricas angolanas, em todo o território nacional, tem prazo de vigência de um ano.


A referida comissão é coordenada pelo Ministério da Cultura e dela fazem parte representantes dos pelouros das Finanças, da Administração do Território, da Educação, da Defesa, das Obras Públicas e dos Antigos Combatentes e Veteranos de Guerra.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 04, 2009 1:19 am

Kwanza Norte
Músico quer mais eventos culturais

Ndalatando - O músico do Kwanza Norte de estilo Rap, Serafim da Graça Amaral "Macho Brown", apelou hoje, em Ndalatando, ao empresariado local um maior apoio na promoção dos artistas e a realização de actividades de índole cultural.


Em entrevista à Angop, o músico disse constatar-se uma grande abstenção do empresariado da província em promover actividades culturais ou apoiar as iniciativas espontâneas dos artistas locais.


Serafim Amaral disse contarem em algumas ocasiões com apoio singular do governo local através da Direcção Provincial da Cultura, factor que tem contribuído para que muitos músicos da província desistam das suas iniciativas, sobretudo na vertente de gravação de uma obra discográfica.


Apesar de haver algumas iniciativas espontâneas, a fonte disse haver falta de uma empresa local vocacionada à promoção de eventos culturais.


O Rap Serafim da Graça diz contar já com dois discos no mercado, cujo lançamento só foi possível "graças" a um investimento pessoal e do apoio recebido de familiares e amigos.


Lançou até ao momento duas obras discográficas, sendo a primeira, em 2004, com título "O real para a realidade" e a segunda "Caimanero sem fronteira", lançada em 2008.


Com vista a saudar o Dia do Herói Nacional e os seus 16 anos de carreira artística, Serafim Amaral tem marcado para o próximo dia 19 de Setembro, um espectáculo músico cultural com a participação de artistas locais e da capital do país (Luanda), a decorrer no Cine Ndalatando (Kwanza Norte).
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 04, 2009 1:20 am

Teatro
Enigma-Teatro realiza primeiro Festival Cultural

Luanda – O grupo Enigma-Teatro vai efectuar, de sete a 20 de Setembro do ano em curso, em Luanda, o seu primeiro Festival Cultural, sob o lema "Pela unidade da classe e pela dignidade da cultura viva o teatro”, no âmbito da sensibilização da população face as tarefas em curso no país.

Segundo o seu director artístico, Tony Frampénio, o festival terá três objectivos, nomeadamente, o de saudar o vigésimo segundo aniversário do grupo, unir a classe teatral, dignificar a cultura e promover o teatro, para que surjam mais salas de actuação.

No âmbito ainda das celebrações do 22º aniversário desta agremiação, serão realizadas palestras, acções formativas de formadores teatrais para os participantes das festividades.

Os participantes terão aulas de preparação de actor, jogos dramáticos, técnicas de actuação, construção do personagem, simulações cénicas técnicas de Espresonismo e encenação.

O festival contará com a exibição de vários grupos convidados, nomeadamente, os Oásis, com tema "Bié, o drama de Muayala", Os Twabichila, com o tema "A ilha", os Diassonama (entre um quarto e sala), os Protevida (Caminho do coração), enquanto que conjunto anfitrião exibirá as peças "A grande questão" e "Sambatchuca".

Integrado por 25 pessoas, dos quais 15 mulheres e 10 homens com idades compreendidas entre os 18 aos 38 anos, o Enigma-Teatro foi fundado no dia 10 de Setembro de 1987. Já exibiu várias peças teatrais como "Saba Tchuca" e "Luanda para Luandão", classificado na segunda posição no Festival Teatral de Luanda 2008.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Set 09, 2009 11:42 pm

Literatura
Lançada obra sobre fundo de apoio social

Luanda - Uma obra literária sobre estudo de apoio social intitulada "Fundos Sociais: Um Colírio no Combate a Pobreza?", da autoria do decano da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto (UAN), José Octávio Serra Van-Dúnem, foi lançada hoje (quarta-feira), em Luanda.


A obra, lançada no âmbito do 30º aniversário da UAN, contém 311 páginas nas quais o autor faz uma intervenção política no sentido mais amplo, não partidário, de forma vazada com sensatez de conhecimento de causa e desejo de um futuro melhor para Angola.


Publicado pela Editora "Kilombelombe", o livro, que está a ser vendido por dois mil kwanzas, oferece um perfil de recepção dos habitantes do município de Viana, Luanda, local onde foi efectuado o estudo como parte de financiamento dos fundos sociais.


A publicação do livro, com mil exemplares lançados no mercado, faz parte da tese de doutoramento em sociologia do autor, que foi orientado pelo professor do Instituto Universal de Pesquisa do Rio de Janeiro (Brasil), Luís António Machado Silva.


No acto, José Octávio Van-Dúnem agradeceu o apoio prestado pelas instituições públicas e privadas, entre quais o Banco de Poupança e Crédito (BPC) e do Ministério do Interior, que financiaram a obra.


Ele exortou os outros pesquisadores no sentido de delinearem as políticas públicas a partir de diagnósticos.


A cerimónia de lançamento da obra contou com a presença do reitor da UAN, João Teta, escritores, docentes universitários, entre outros convidados.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor Vitor Oliveira em Segunda Set 14, 2009 6:48 am

Reconhecimento
Actor "Sidónio" diz que Teatro angolano está a evoluir
Luanda - O actor angolano Luís Kifas, de nome artístico “Sidónio”, afirmou nesta sexta-feira, em Luanda, que o teatro angolano está num bom caminho, razão pela qual existem grupos a fazerem boas representações dentro e fora do país.
Em declarações à Angop, Sidónio fez saber que, por exemplo, grupos como Miragens e Horizonte Njinga Mbandi exibem-se com qualidade em países como Brasil, Cabo Verde e Moçambique, mostrando o o teatro nacional.
“Eu e a Lembinha estivemos em Moçambique e fomos muito aplaudidos pelo que representamos, o que demonstra que devemos continuar, mas, para tal, precisamos que haja mais investimentos estatais, em especial, nas artes cénicas”, referiu.
O Estado, disse, poderá juntar o seu engajamento, por exemplo, na construção de salas de espectáculos adequadas ao teatro, com a criação urgente da Lei do Mecenato, que permita propiciar as instituições empresariais do país a apoiarem a actividade artística com a contrapartida de isenção de alguns impostos
Para o também humorista do Conversas no Quintal, da Televisão Pública de Angola (TPA), se não se adoptarem medidas a curto prazo no que tange, em particular à construção de salas propiciais, desmotivará um conjunto elevado de grupos, na sua maioria em Luanda, que dia-a-dia se dedicam a esta arte.
“Temos, em Luanda, muita gente a fazer teatro, cerca de 160 grupos, pelo que é preciso que as infra-estruturas surjam e correspondam com a dinâmica artística que está a ser empreendida pelos teatristas”, asseverou.
Sidónio recordou que o Teatro Avenida era a única estrutura que tinha condições acústicas, mas foi demolido para a construção de um novo edifício com o fim igualmente cultural. “ Enquanto isso, a alternativa tem sido adaptar os espaços da Liga Africana, do Centro Cultural Kilamba e do Cine Nacional”, concluiu.
Luís Kifas, que está no teatro há já algum tempo, tendo feito parte dos grupos Horizonte Mjinga Mbandi e Julu, faz a dupla Sidónio e Lembinha.
Responsável da área cultural da Direcção Nacional dos Serviços Prisionais do Ministério do Interior e estudante do 4º ano do curso de psicologia criminal, na Faculdade de Letras e Ciências Sociais, da Universidade Agostinho Neto, Luís Kifas, vulgo Sidónio, participou em diversos cursos e eventos culturais no país e no estrangeiro.
Detentor de várias distinções no ramo do teatro, tem estado a mostrar o seu talento nos programas de rádio e televisão
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: CULTURA ANGOLANA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Set 17, 2009 5:58 pm

Cinema
Ministério da Cultura possui programa de cinema móvel

Luanda - Um programa de cinema móvel para os bairros da periferia será implementado em breve pelo Ministério da Cultura, soube hoje (terça-feira) a Angop de fonte segura.


A fonte referiu que em cooperação com os Governos provinciais está ser elaborado um programa que vai permitir a exibição de filmes em vários bairros periféricos de Angola.


"Todas as províncias de Angola tem salas de cinema, umas mais do que as outras e nem todas são propriedade do estado, por isso está-se a estudar o projecto para o cinema móvel nas comunidade" adiantou .


Segundo a fonte, actualmente a Edecine esta a trabalhar com os Governos locais no acompanhamento para a recuperação de algumas salas de modo que as normas exigidas neste tipo de actividades sejam respeitadas.


Esclareceu que o cinema é uma actividade específica, por isso, a Edecine é chamada para a troca de ideias com parceiros de forma que, quando forem recuperadas, as salas possam servir a sociedade com condições mínimas de projecção de conforto, som e classificados.


O director da empresa nacional de distribuição de cinema, Lourenço Roque, acredita que em 2010 Angola possa ter uma vida regular em termo de exibição cinematográfica, pois existem 32 salas públicas e 15 privadas à disposição.


Depois de Luanda em quantidade de salas de cinema, segue-se Benguela, Huambo e Huíla. Outras províncias têm salas pequenas, como as dos clubes com outras actividades, tendo o cinema como complemento.



Estas salas até um dado momento foram funcionando, mas ficaram sem capacidade para exibir filmes, pois estes tem que ser adquiridos no exterior, actividade antes realizada pela Edicine, explicou.


"A Edicine é a empresa que fazia este tipo de actividade, mas estamos a trabalhar para relançar a actividade de aquisição de filmes. Vamos continuar a apoiar todas as empresas interessadas na actividade ligada ao cinema", concluiu.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para CULTURA E DESPORTO DE ANGOLA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron