DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

DESENVOLVIMENTO - SAÚDE - ECONOMIA - LIBERDADE - CRIMINALIDADE - LUSOFONIA

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor Vitor Oliveira em Terça Fev 08, 2011 9:07 pm

Mota-Engil aproveita expansão bancária em Angola
A expansão das redes comerciais dos bancos que operam em Angola tem estado a ser aproveitada pela Mota-Engil.
A expansão das redes comerciais dos bancos que operam em Angola tem estado a ser aproveitada pela Mota-Engil, que nos últimos dois anos construiu 12 agências bancárias no país e tem neste momento mais três sucursais já contratadas.

O grupo português tem estado envolvido na construção de balcões do Millennium Angola, Banco de Fomento de Angola (BFA) e o Banco Espírito Santo de Angola (BESA), instituições controladas pelos principais bancos nacionais, não só em Luanda, mas também nas províncias de Huambo, Kuito e Cabinda.
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 11, 2011 11:28 pm

Luanda
Arruamentos do Panguila recebem obras de restauração

Luanda
Os arruamentos do Complexo Habitacional do Panguila, no município do Cacuaco, em Luanda, estão desde o principio do corrente ano a beneficiar de restauro com vista a melhoria da circulação dos transeuntes, dos automobilistas e da imagem da circunscrição, constatou a Angop no local.
Os trabalhos decorrem no sector I do complexo com a restauração do sistema de distribuição de água potável e rede de esgoto.
Em declarações à Angop, o coordenador do projecto habitacional, Edson Emanuel da Rocha, fez saber que o projecto vai abranger os 10 sectores existentes na localidade e contempla o asfaltamento dos arruamentos, construção de passeios e lancis, iluminação pública, arborização e sinalização.
Realçou que o programa visa a criação de espaços recreativos para a ocupação dos jovens, bem como o aumento de diversos serviços básicos.
Interpelados pela Angop, moradores do complexo manifestaram-se satisfeitos com as obras em curso e sublinharam que a empreitada irá contribuir para o melhoria da qualidade de vida dos mesmos.
Os habitantes afirmaram que o asfaltamento dos arruamentos, a sinalização rodoviária e a iluminação pública dará maior conforto e segurança aos motoristas e transeuntes.
Apelaram, por outro lado, para a aceleração da implementação dos projectos nos diversos sectores do complexo, por forma a se solucionar os problemas dos habitantes, principalmente na época de chuva.
O projecto habitacional do Panguila foi inaugurado em Janeiro de 2003 para acudir as populações que viviam em zonas de risco ou em perímetros para projectos de alargamento de estradas levada a cabo pelo executivo.
A zona conta com seis mil e 200 residências T2 e T3 distribuídas em dez sectores.
Você não tem permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 18, 2011 10:05 pm

Tecnologia
Especialista aponta vantagens do uso de energia solar

Luanda
-
O especialista em engenharia electromecânica da empresa Sosol Moisés Paixão enalteceu hoje, quinta-feira, em Luanda, o uso de energia solar como fonte alternativa, enquanto vantajoso por apresentar um baixo custo para a sua instalação, manutenção e por ser de longa duração.
Ao dissertar no seminário interno sobre "Energia Renováveis", organizado pela Ministério do Ambiente e pela empresa Sosol, Moisés Paixão referiu que a energia solar tem como ponto positivo a sua longa duração, e permite também a criação de novos postos de trabalho com pessoal especializado no ramo.
“Este tipo de energia pode ser considerada inesgotável à escala humana, comparando com os combustíveis fosseis e o seu impacto, por não produzir dióxido de carbono ou outros gazes e no ambiental é menor do que o provocado pelas fontes de energia com origem nos combustíveis fósseis como o carvão, petróleo e o gás, para o efeito estufa”, explicou.
Segundo o técnico, se a sociedade adoptar este tipo de energia haverá maior autonomia energética no país, uma vez que a sua utilização não depende da importação de combustíveis fósseis, assim como reduzirá as emissões de dióxido de carbono, e melhora a qualidade de vida das pessoas.
Ao explicar os pormenores técnicos, Moisés Paixão sublinhou que a produção de energia eléctrica, através de luz solar se dá pelo uso de captores chamados de painéis fotovoltaicos, que produzem energia na presença da luz, e não necessariamente a incidência da luz solar.
Para ele, o Governo deve promover concursos públicos de projectos ecológicos, como para a projecção de casas chamadas “amigas do ambiente”.
Chamou a atenção para a necessidade de se aumentar a fiscalização pública nas empresas produtoras de energia eléctrica, e a realização de mais palestras para dar a conhecer sobre a energia solar.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Abr 09, 2011 4:28 pm

Requalificação
Recuperados 45 quilómetros da rede de esgotos do Sambizanga


Imagem
Empreitada vai melhorar saneamento básico da localidade

Luanda - Quarenta e cinco dos 60 quilómetros da rede de esgotos das ruas secundárias e terciárias do município do Sambizanga, em Luanda, foram recuperadas no quadro de uma iniciativa do Governo Provincial visando a reabilitação da malha viária da capital do país.
Contactado hoje (quarta-feira) pela Angop, o administrador municipal adjunto do Sambizanga, Agostinho da Silva, fez saber que os trabalhos, iniciados em Janeiro deste ano, estão a cargo da Empresa Nacional de Construção de Infra-estruturas Básicas (Encib) e consistem na construção de novos colectores públicos, sarjetas e caixas de visitas.
Relativamente à malha viária, segundo o responsável, os trabalhos decorrem a bom ritmo e consubstanciam-se na terraplanagem, reabilitação de passeios, asfaltamento e operação de tapa-buraco.
"Penso ser oportuna esta intervenção visto que as chuvas que se abatem sobre cidade tem vindo a causar vários transtornos para a circulação de viaturas e transeuntes no interior do município com destaque para as zonas do Mota, Santo Rosa, Lixeira e Boavista", disse.
Consta igualmente do programa do GPL para a melhoria da imagem da capital do país, a modernização da rede de distribuição de água potável e de energia eléctrica e a criação de espaços para plantação de árvores.
Quanto aos passos verdes foram recuperados os largos maitre Beye, Mbaca, e Unidade Africana, cujas obras estão em sua fase conclusiva.
Situado a norte da capital do país, o município do Sambizanga, com três comunas: Sambizanga (sede), Ngola Kiluanje e Bairro Operário, conta com uma extensão de 14 mil e 18 quilómetros quadrados.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Jun 02, 2011 9:02 pm

02-06-2011 14:31

reabilitação
Avenida 21 de Janeiro em revitalização do Rocha à Multiperfil

Luanda
- O projecto de revitalização da Avenida 21 de Janeiro ganhou outra dinâmica com a colocação de passeios desde a Padaria do Rocha Pinto em direcção a Multiperfil, onde em alguns troços já é possivel observar-se os canteiros com jardim e iluminação pública - constatou hoje Angop no local.
O trabalho é parte do projecto vias de Luanda que consiste no reforço do pavimento e na melhoria do sistema de drenagem das águas pluviais.
Da zona da Gamek até a Multiperfil o trabalho de revitalização está concluido uma acção que envolveu também a plantação de árvores (palmeiras).
A empreitada prossegue em conjunto com a reabilitação e ampliação da avenida que vai facilitar a circulação rodoviária entre o centro e a zona sul de Luanda.
A acção cinge-se ainda na montagem das redes técnicas de água potável, energia eléctrica, esgotos, telefone, sinalização e ordenamento do trânsito.
A primeira campanha de manutenção urbana das ruas e avenidas de Luanda iniciou em 2008, enquanto a segunda, em Janeiro do ano transacto que contemplou as avenidas Deolinda Rodrigues, Ho Chi Minh, I Congresso, Amílcar Cabral, Pedro de Castro Van-Dúnen Loy e de Portugal.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Jul 04, 2011 9:25 pm

Construção civil
Segunda fase da nova centralidade do Kilamba Kiaxi pronta em Dezembro

Luanda
-
Oito blocos com 218 novos edifícios estarão concluídos até Dezembro deste ano na nova centralidade do Kilamba Kiaxi, em Luanda, no âmbito da segunda fase da implementação do projecto, em curso desde o início de 2007.
Desta fase, segundo dados da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), gestora do empreendimento, serão igualmente entregue às autoridades angolanas oito jardins de infância e seis escolas entre primárias e secundárias.
A terceira fase está prevista para Outubro de 2012 e contemplará 377 edifícios, 12 jardins infantis, seis escolas primárias e três secundárias.
A primeira fase foi concluída em Março deste ano e consistiu na entrega de 115 edifícios. Após concluídas as três fases, a nova cidade do Kilamba Kiaxe albergará 485 mil famílias.
Localizada nas imediações do Estádio Nacional 11 de Novembro, a nova vila, que está erguida numa área global de três milhões e 200 mil metros quadrados e inclui habitações, escolas, creches, estradas e estruturas para o fornecimento de água e energia, mereceu hoje (sexta-feira) a visita do ex-presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva.
Acompanhado pela secretária para os assuntos sociais da Presidência da República, Rosa Escórcio Pacavira de Matos, e pelo coordenador do Programa de Realojamento da População, Bento Soito, Lula da Silva ouviu explicações sobre o andamento do projecto.
A Nova Cidade do Kilamba Kiaxi surge de uma parceria público/privada e abrange a edificação de vinte mil apartamentos espaçosos dos tipos T2, T3 e T4, 24 creches e jardins infantis, nove escolas primárias e oito secundárias, parques de estacionamento, paragens para transportes públicos e lojas.
Consta igualmente do projecto a construção de arruamentos com sistema de esgoto e drenagem residual, redes de água e telecomunicações, estação para tratamento das águas residuais com capacidade para 35 mil metros cúbicos/dia e subestações de energia para abastecer todo o quarteirão.
Está também prevista a criação de estação para tratamento de água potável e redes de distribuição de electricidade, postos de combustível, esquadras policiais, quartéis de bombeiros, igrejas, cemitérios, instituições financeiras, centros de saúde e museu.
Antes disso, Lula da Silva inteirou-se do andamento da construção de três mil residências, num total de 20 mil previstas, com todas as infra-estruturas sociais na zona do Zango 4, no quadro do realojamento da população residente em zonas de risco.
Neste local, a empreitada encontra-se na fase de ligação domiciliar de água potável, rede eléctrica, iluminação pública e criação de vias de acesso.
Em declarações à imprensa, o antigo presidente do Brasil ficou impressionado com o que viu, tendo enaltecido o esforço do Executivo angolano na melhoria da vida social e de habitabilidade a população.
O ex-presidente que foi já recebido pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, vai orientar nesta sexta-feira, dia 01 de Julho, na sala 2 da Assembleia Nacional, uma conferência intitulada “Desenvolvimento do Brasil: Um Modelo Possível para África”, numa organização do CEEA em parceria com a Odebrecht.
A 21 de Junho, Lula da Silva foi anunciado como um dos vencedores do prémio World Food Prize, de 2011, pela criação de políticas públicas que aliviaram a fome e a pobreza na sua gestão.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Ago 09, 2011 5:24 pm

09-08-2011 13:18

Evento
Cooperação científica e tecnologia em abordagem

Luanda
A comunidade científica nacional e sul-africana realiza, quarta-feira, em Luanda, um encontro relacionado com a implementação do acordo de cooperação bilateral na área científica e tecnológica entre os dois países.
Segunda uma nota do Ministério do Ensino Superior e da Ciência e Tecnologia, chegada hoje, terça-feira, à Angop, o evento visa recolher subsídios relativos a identificação das principais linhas de investigação científica a serem desenvolvidas pelos dois países.
Outro dos objectivos do encontro, ressalta o documento, é o reforço da cooperação entre Angola e a África do Sul no ramo da identificação de projectos de acordo com as linhas de investigação contidas no plano de acção.
O reforço da capacidade nacional de investigação e a promoção de candidaturas conjuntas, entre Angola e África do Sul, para o financiamento de projectos científicos e desenvolvimento tecnológico constitui outro dos propósitos do encontro.
Participarão dos debates, vice-reitores para a área científica, directores técnicos de instituições de investigações, pró-reitores para cooperação, docentes universitários, investigadores, entre outros péritos nacionais e sul-africanos.
O encontro surge na sequência da recente aprovação pelo Executivo angolano do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Domingo Out 23, 2011 2:10 am

Reconstrução
Seis terminais marítimos serão construídos em Luanda

Luanda
– Pelo menos seis, de um total de oito terminais marítimos, serão construídos na província de Luanda, num período de dez meses, anunciou hoje (sábado), nesta cidade, o ministro dos Transportes, Augusto Tomás.
Em declarações à imprensa, o governante referiu que a implementação deste projecto enquadra-se na estratégia que visa ajudar a descongestionar a cidade de Luanda, do ponto de vista do trânsito.
Segundo anunciou, os referidos terminais marítimos estarão localizados na zona do Museu da escravatura, Macoco, Mussulo, Benfica e Chicala, Porto de Luanda, Cacuaco e Panguila.
"Nós temos um litoral bastante largo que não é aproveitado neste momento e que poderá ser utilizado para ser também uma via para
ajudar a transportar as populações do norte e sul de Luanda", disse o ministro.
De acordo com o governante, a capacidade de atendimento dos portos será de 800 passageiros hora. Os primeiros seis terminais de Ferry Boats terão uma capacidade de mil e 600 passageiros hora.
Na sua óptica, esta questão deve ser vista e combinada com outras medidas a nível do sector rodoviário e ferroviário
Por outro lado, fez saber que está sendo avaliada também a construção de uma segunda linha ferroviária entre Luanda e Viana, através de uma instalação de comboios, que por sua vez estará combinada com a ligação rodoviária, entre Estalagem/Viana, Campus Universitário/Cidade do Kilamba, Morro Bento/Benfica e Corimba.
Disse que estas movimentações serão feitas através de autocarros articulados e biarticulados, com estações próprias e vias exclusivas de circulação.
Para o governante, a combinação destes meios de transportação, nomeadamente marítimo, ferroviário, rodoviário, bem como as outras medidas de natureza organizativa a nível do trânsito em Luanda, vão ajudar de certo modo a desafogar a situação complicada que a cidade capital hoje vive no domínio do trânsito.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Dez 05, 2011 4:39 pm

Kuando Kubango
Caminho-de-ferro de Moçamedes previsto para o final deste ano

Menongue
– O ministro dos Transportes, Augusto Tomás, garantiu hoje em Menongue, província do Kuando Kubango, que as linhas do caminho-de-ferro de Moçamedes serão concluídas ainda este ano.
Segundo Augusto da Silva Tomás, depois de terminadas as linhas do caminho-de-ferro, seguir-se-á a conclusão em detalhe do sistema eléctrico, telecomunicações, acabamentos da fibra óptica, apetrechamento das estações e o treinamento do pessoal.
De acordo com o responsável, o desempenho do caminho-de-ferro de Moçamedes será visível até finais do primeiro semestre de 2012, o que vai permitir o funcionamento do comboio entre as províncias do Namíbe, Huíla e do Kuando Kubango.
Afiançou que a empresa chinesa encarregue da reabilitação dos caminhos-de ferro em Angola já adquiriu locomotivas vagões e carruagens, a partir da China, que começam a chegar em Abril do próximo ano, para os três caminhos-de ferro do país.
O ministro fez saber que a partir do próximo ano serão instalados centros oficinais e de formação profissional, um movimento acompanhado de um programa amplo de reformas institucionais dos caminhos-de-ferro de Angola.
Augusto da Silva Tomas comunicou que o Executivo aprovou novos diplomas legais que regem a actividade ferroviária no país, assim como aprovou um novo figurino funcional do órgão regulador e fiscalizador que é o Instituto Nacional dos Caminhos de Ferro de Angola, e uma nova estrutura do modelo de governação e gestão das três empresas ferroviárias: Luanda, Benguela e Moçamedes.
Para ele, esta é uma grande revolução que se faz ao nível dos caminhos-de-ferro de Angola.
O dirigente, que falava à imprensa a pós a sua chegada de comboio experimental de passageiros e carga de Matala/Huíla a Menongue/Kuando Kubango, salientou que os objectivos preconizados para esta viagem foram alcançados, a linha férrea está em condições, foi feito um trabalho eficaz e as estações estão na ponta final da sua execução.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Dez 06, 2011 4:52 pm

06-12-2011 17:38

Construção
Nova marginal de Luanda entra na fase de asfaltamento

Luanda
- A construção das seis faixas de rodagem na nova avenida na Marginal de Luanda, em curso desde 2009, entrou segunda-feira na fase de asfaltamento da via, constatou hoje (terça-feira) a Angop no local.
Segundo o gestor do projecto, Miguel Carneiro, a empreitada consiste também na criação de oitos faixas nas zonas de intercepção com outro rodovia, bem como um novo passeio marítimo.
A obra em curso desde 2009 está a transformar a Baía de Luanda num local ambientalmente moderno e renovado, com uma intervenção entre o Largo da Amizade Angola/Cuba, Ilha do Cabo e a Chicala.
Quanto ao sistema de esgotos da nova Baía de Luanda, cuja recuperação encontra-se em conclusão, de acordo com o responsável, contam com cinco estações de bombagem dos afluentes para o emissário da Chicala e uma tubagem interceptora desde o porto de Luanda até a entrada da Ilha do Cabo.
Miguel Carneiro fez saber que as estações bombearão o conteúdo reciclado dos esgotos para dois quilómetros da costa, através de uma tubagem submarina controlada por computador.
A primeira e a segunda fases da requalificação da Baía de Luanda, que decorreram em paralelo, consistiram na construção da nova via rodoviária no limite exterior da Marginal, a ponte Kianda que liga a Marginal à Praia do Bispo, a construção de uma estação de serviço de combustíveis e a inspecção de todo sistema de afluentes ao longo da marginal.
A terceira fase arranca no princípio de 2012, terá uma duração de seis meses e corresponderá à intervenção na actual Avenida da Marginal, que será convertida em novos espaços pedonais e parques de estacionamento.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: DESENVOLVIMENTO EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Dez 14, 2011 9:54 pm

14-12-2011 2:00

Retrospectiva 2011
Construção da nova centralidade marca o município de Cacuaco

Luanda
-
As obras de construção da I fase da nova centralidade do município de Cacuaco, província de Luanda, que conheceu a visita do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em Junho último, constituiu o facto marcante para os munícipes locais, tendo em conta que o mesmo vai melhorar as suas condições de habitabilidade.
No local serão construídos 419 edifícios T3 e 329 T4 todos de cinco andares, assim como 45 T3 e 67 T4 de nove andares, e 23 T4 com 11 andares, estando prevista a entrega das primeiras casas ainda neste ano.
A empreitada, a beneficiar mais de 60 mil famílias, ocupa uma área de 1.718.881 metros quadrados e reserva quatro fases de entrega, depois de concluído em 2012.
No sector da saúde, Cacuaco beneficia da construção do Hospital Municipal, localizado no bairro da Nova Urbanização, que ocupa uma área de 20 mil metros quadrados e compreenderá vários blocos para serviços administrativos, consultas externas, farmácia, cinco laboratórios, diagnósticos por imagem, bancos de urgência para cirurgias e de ortopedia, além de enfermarias com a capacidade de 70 acamados.
Campanhas de vacinação contra a poliomielite, a raiva, seminários de capacitação e atribuição de quites às parteiras tradicionais tiveram igualmente lugar na circunscrição durante o período em referência.
Relativamente à educação, foram realizadas as I jornadas científicas e pedagógicas locais com o objectivo de identificar as dificuldades e encontrar soluções das insuficiências, tendo contado com a participação de directores de escolas públicas e privadas, responsáveis tradicionais e de organizações não governamentais.
Ainda neste capítulo, o projecto de alfabetização "Sim eu posso" beneficiou 1.164 participantes, dos quais tiveram aproveitamento 935 alfabetizados.
No âmbito da nova divisão administrativa, o município de Cacuaco transferiu para a província do Bengo 11 escolas públicas. Marcou também o ano 2011 a abertura da primeira instituição do ensino superior denominada "Instituto Superior Politécnico Kangonjo de Angola", que ministra aulas nas especialidades de economia e gestão, direito, ciências políticas e relações internacionais, educação, engenharia informática e comunicações, entre outras.
O sector da agricultura registou a entrega de imputs agrícolas aos camponeses organizados em cooperativas locais, no âmbito do programa de combate à fome e à pobreza e consequente redução das importações de produtos alimentares.
De igual modo, os pescadores receberam instrumentos de trabalho e formação profissional tanto da pesca marítima como da continental.
No sector da energia e águas, o município de Cacuaco viu inaugurar este ano vários postos de transformação de energia eléctrica, e construir fontenários nas comunidades.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

Anterior

Voltar para ANGOLA - OUTROS TEMAS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron