ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

DESENVOLVIMENTO - SAÚDE - ECONOMIA - LIBERDADE - CRIMINALIDADE - LUSOFONIA

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor Vitor Oliveira em Sexta Jul 30, 2010 7:24 am

Banco do Japão para a Cooperação Internacional analisa oportunidades no mercado angolano

Luanda, 29 jul (Lusa) -- O diretor geral do Banco do Japão para a Cooperação Internacional, Fumio Hoshi, está em Luanda para identificar prioridades de investimento e financiamento de projetos japoneses em Angola.

Fumio Hoshi, que realiza uma visita de três dias a Angola para prospeção de mercado, é acompanhado por 20 empresários japoneses, representantes de grandes empresas do Japão, como a Toyota Corporation e a Mitsubishi.

A delegação japonesa tem encontros agendados com o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Carlos Feijó, com o ministro da Indústria e Geologia e Minas, Joaquim David, e com o presidente da Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP), Aguinaldo Jaime.
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor Vitor Oliveira em Quarta Set 01, 2010 7:17 am

Investimento privado em Angola no 1º semestre ultrapassou 1,2 mil milhões de dólares

Luanda, Angola, 31 Ago - O investimento no sector privado em Angola ascendeu no primeiro semestre a 1 255 milhões de dólares, quase o triplo dos 450 milhões de dólares registados no período homólogo de 2009, afirmou segunda-feira em Luanda uma fonte oficial.

Aguinaldo Jaime, coordenador da comissão de gestão da Agência Nacional de Investimento Privado (ANIP), disse ainda que 64 por cento daquele valor é capital privado angolano e 32 por cento de origem estrangeira, tendo sido aplicado na totalidade na indústria transformadora.

Ao intervir no Fórum de Investimento e Negócios Angola/Japão, que visou a promoção de parcerias empresariais entre os dois países, Aguinaldo Jaime disse que os investimentos referidos geraram mais de 11 mil postos de trabalho fora do sector petrolífero.

“Hoje os empresários estão a investir na indústria, deixando para atrás o sector agrícola pelo que gostaríamos de convidar-vos a investir na agricultura”, disse Aguinaldo Jaime, referindo que tinha acabado de assinar um acordo para a recuperação da fábrica de tecidos Textang II, que irá dar um impulso à produção de algodão em Angola.

O fórum de negócios Angola/Japão realizou-se no âmbito da visita de uma delegação japonesa de governantes e empresários que se encontra em Angola desde o passado domingo, regressando hoje ao Japão.
(macauhub)
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Set 07, 2010 10:24 pm

07-09-2010 17:05

Huambo
Fábrica de gasosa testa nova linha de enchimento

Huambo
- Uma nova linha de enchimento de gasosa, com capacidade para produzir em media 10 mil e 500 grades de refrigerante/dia, será testada, em Outubro, na fábrica Sefa no Huambo, informou o director da unidade fabril, Neto Rocha.
Orçada em 20 milhões de dólares norte americanos, a nova linha vai permitir a produção em grande escala de gasosas da marca coca-cola, sprite e fanta.
A entrada em funcionamento da nova linha de enchimento permitirá aumentar o número de trabalhadores de 130 para 200. Os produtos serão comercializados nas províncias do Huambo, Bié e Moxico.
Em declarações á Angop, o director geral da SEFA no Huambo, afirmou que nesta altura esta a ser feita a manutenção do equipamento que será inaugurado em Janeiro de 2011.
A unidade fabril, localizada na zona industrial da Cuca, arredores da cidade do Huambo, produz actualmente uma media de três mil grades de gasosa da marca coca-cola e fanta por dia. Foi instalada em 1970.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Set 08, 2010 9:44 pm

Financiamento
BDA financia Akz 6 biliões para indústria de materiais de construção

Luanda
O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) financiou, durante o ano de 2009, um valor estimado em seis biliões de Kwanzas para projectos no ramo da indústria de materiais de construção, informou hoje (quarta-feira), em Luanda, o representante da instituição financeira, Tito Mendonça.
De acordo com Tito Mendonça, que falava num fórum económico realizada no âmbito da VII Semana do Brasil em Angola, o financiamento do BDA cobriu, neste período, toda a cadeia produtiva da indústria de materiais de construção.
Aquele responsável aconselhou os empresários, que trabalham em Angola, a olharem mais para as oportunidades de negócios que se abrem além do sector agrícola, realçando que o banco tem em carteira financiamentos para projectos no sector da agro-industrial.
Afirmou que a aposta em financiar projectos no sector da agro-industrial visa, entre outros factores, permitir que este segmento da economia nacional recupere a sua capacidade produtiva a médio e longo prazos .
Destacou igualmente, o financiamento, pelo BDA de projectos na cadeia produtiva de algodão e no sector hoteleiro, neste último com realce para os aldeiamentos turísticos em zonas rurais.
O BDA é uma instituição financeira pública criada em 2006 com o objectivo de apoiar o crescimento económico sustentado do país. Está orientado para o aumento da riqueza nacional, a melhoria contínua do bem-estar das populações e a construção e consolidação da economia do país.
Numa promoção da Associação de Empresários e Executivos Brasileiros em Angola (AEBRAN), o invento reuniu brasileiros e angolanos. A actividade enquadra-se nas comemorações da semana do Brasil em Angola alusiva à data da independência do Brasil, que se assinalou terça-feira, dia 07.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 17, 2010 9:48 pm

Namibe
Praia Amélia vai contar com um hotel de três estrelas

Namibe
-
A localidade da Praia Amélia, 10 quilómetros da sede da província do Namibe, vai contar em 2011com um hotel de três estrelas, cujas obras tiveram início em Novembro de 2009, através de um investimento do Ministério de Hotelaria e Turismo.
A cargo de uma empreiteira chinesa, o empreendimento vai contar com 150 quartos, área de estacionamento para 140 viaturas, uma piscina, áreas de lazer e uma sala de conferências.
De acordo com o porta-voz do empreiteiro, Wang Jun, com a conclusão de quatros pisos, a obra está na fase final, faltando alguns acabamentos.
O hotel foi projectado, anteriormente, pelo Ministério da Hotelaria e Turismo, no quadro das infra-estruturas de apoio ao Can-2009, mas por falta de material o empreendimento não foi entregue no momento exacto.
O porta-voz justificou que para além da falta de material, não é possível em Angola concluir as obras no prazo previsto, devido à transportação de material a partir da China.
O novo hotel, o primeiro empreendimento do género construído naquela localidade, vai garantir 51 postos de trabalho.
A província do Namibe tem, actualmente, uma rede hoteleira composta por 212 unidades, como hotéis, pensões , hospedarias e restaurantes.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Set 21, 2010 4:26 pm

21-09-2010 13:56

Empreendimentos
Primeiro shopping do país com tapete rolante apenas pronto em 2011

Luanda
– O primeiro shopping center do país, que terá tapete rolante, em construção na zona de Luanda Sul, município de Viana, apenas fica concluído em 2011, ao contrário de Novembro deste ano, como se previa.
A informação foi avançada hoje, terça-feira, à Angop, pelo director-geral do empreendimento, Ernesto Manuel, justificando o atraso com alguns problemas burocráticos inerentes ao desalfandegamento de determinadas mercadorias, incluindo quatro elevadores.
Neste momento, disse o responsável, está-se a efectuar obras de acabamentos e decoração de parte das 72 lojas, contidas na primeira fase do projecto, assim como a testagem de alguns equipamentos e materiais.
Quanto à segunda etapa do prospecto, Ernesto Manuel salientou estar em projecção, cingindo-se na construção de um parque de estacionamento para 50 viaturas e de nove salas de cinema, algumas com capacidade para 500 espectadores e outras para 800.
Denominada “Centro Comercial de Viana”, a infra-estrutura encontra-se em construção desde Agosto de 2009, com um orçamento inicial de USD 15 milhões, contemplando as duas escadas rolantes, do primeiro ao sétimo piso (um negativo).
O empreendimento congregará bancos, boutiques, restaurantes (com vista ocidental), entre outras de bens alimentar, electrodomésticos, materiais eléctricos e electrónicos, equipamento de construção civil e outros.
A sua primeira fase, relativa a construção do edifício principal, abarca uma área útil, por piso, de 957 metros quadrados e uma área bruta de seis mil e 699 metros quadrados, e poderá gerar 200 postos de trabalho fixos.
Já a segunda fase do projecto arranca apenas no segundo semestre do próximo ano, consistindo na construção de um segundo bloco, com nove pisos, seis elevadores e quatro escadas rolantes.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 24, 2010 9:03 pm

24-09-2010 20:46

Alimentícia 2010
Vice-ministro dos Transportes defende maior divulgação da Feira Alimentícia

Luanda
O vice-ministro dos Transportes para a área ferroviária, João Kuvíngua, propôs hoje (sexta-feira), em Luanda, a realização de mais campanhas publicitárias na vésperas das próximas edições da Feira Alimentícia, a fim de atrair maio número de empresários nacionais ao evento.
Em declarações à Angop, o responsável referiu que caso seja feito igualmente um maior trabalho de base de informação e sensibilização dos produtores nacionais tornará a feira mais animada com produtores e produtos nacionais.
Ao pronunciar-se sobre a reduzida participação de empresas angolanas na exposição, João Kuvíngua é de opinião que “o evento não teve a divulgação que merecia, foi algo que notei, de facto a produção nacional esta um pouco ausente”.
Segundo o interlocutor da Angop, por conhecer as potencialidades agro-alimentares do país, esperava ver na Alimentícia a produção nacional um pouco mais representada, tendo, apesar disso, reconhecido o facto de as poucas empresas presentes estarem a exibir produtos de boa qualidade.
O vice-ministro dos Transportes felicitou os mentores do evento por, na sua óptica, permitir a aproximação dos produtores e consumidores e incentivou os organizadores a manterem-se motivados na realização de feiras desta natureza.
Sobre o apoio do Ministério dos Transportes à classe empresarial angolana e não só, indicou que o Executivo está a implementar o Programa de Reabilitação dos Caminhos de Ferro, cujo objectivo é facilitar a circulação de pessoas e bens, sobretudo, por via ferroviária por permitir o transporte de um bom número de viajantes e grandes quantidades de mercadorias a custo relativamente baixo.
Com término previsto para domingo, a 5ª edição da Feira Alimentícia prossegue sábado com a realização de contactos de negócios entre expositores e feirantes, troca de experiências entre os participantes, assim como com a realização de conferências sobre o sectores alimentar, de bebidas, restauração, entre outros.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Set 30, 2010 10:36 pm

30-09-2010 18:41

Serviços
Governo investe 48 milhões de dólares na construção de mediatecas

Luanda
O Governo vai construir, a partir de Outubro deste ano, seis mediatecas (bibliotecas informatizadas e multimédia) em seis províncias do país, num investimento inicial de 48 milhões de dólares norte-americanos, informou hoje, em Luanda, o vice-ministro das tecnologias de informação, Pedro Sebastião Teta.
De acordo com o responsável, o projecto, apresentado oficialmente à imprensa e membros do Governo, surge no quadro da criação de uma Rede de Mediatecas em Angola, por força do decreto presidencial 28/2010, de 25 de Maio, que institui a criação de uma Comissão Executiva para a implementação da respectiva iniciativa.
Pedro Sebastião Teta disse que o projecto vai abranger todo o país, devendo, numa primeira fase, contemplar as províncias de Luanda, Huambo, Zaire, Benguela e Lunda Sul.
“O projecto vai começar com estas províncias, devendo, os trabalhos durar 12 meses”. Depois disso segue nas demais regiões até a sua conclusão”, disse Pedro Sebastião Teta, que também coordena os trabalhos da respectiva comissão.
Quanto à inserção de conteúdos que servirão as referidas mediatecas, o vice-ministro acrescentou que serão formados profissionais nas distintas provinciais em que se vão implantar o projecto. Além disso vai contar-se com os conteúdos da rede universal de informações, e outros órgãos afins.
Sobre as vantagens que há-de conferir o projecto, que para já constitui uma inovação nos modelos de formação e informação em Angola, Pedro Sebastião Teta disse que as mediatecas vão contribuir, de forma significativa, na disseminação dos mais variados conteúdos para os interessados em trabalhos de pesquisa.
De acordo com informações disponibilizadas pela comissão, as mediatecas são bibliotecas informatizadas e multimédia, que têm por objectivo fundamental proporcionar, a todos os possíveis interessados, a consulta de uma vasta gama de serviços e suportes de informação digitalizada, quer de carácter técnico especializado, quer de carácter geral e cultural.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 08, 2010 10:29 pm

08-10-2010 22:02

Kwanza Norte
Banco BIC inaugura agência na cidade de Ndalatando

Ndalatando
- Uma nova agência do Banco Internacional de Crédito (BIC) foi inaugurada nesta sexta-feira, na cidade de Ndalatando, em cerimónia presidida pelo vice-governador provincial do Kwanza Norte para a organização e serviços técnicos, José Alberto Quipungo.
Na ocasião, o vice-governador salientou que a inauguração de mais um balcão do Banco BIC na região constitui um contributo para o crescimento económico da província.
Solicitou à administração do banco BIC a abrir novas dependências noutros municípios, sobretudo naqueles onde é ainda notória a ausência da actividade bancária, com vista a promover o crescimento económico em toda extensão da província.
Por sua vez, o presidente do conselho da administração do banco BIC, Fernando Teles, garantiu que com a abertura deste novo balcão há a possibilidade do empresariado local obter crédito.
"O nosso objectivo é continuar apoiar os pequenos agricultores e outros ligados à pecuária, assim como os empresários e funcionários da província do Kwanza Norte, sobretudo agora, na liberalização do pagamento dos salários da função pública", disse, pedindo para o efeito melhor colaboração entre os empresários e o banco.
As obras de reabilitação das instalações do empreendimento orçaram em 400 mil dólares americanos.
A nova dependência bancária, que garante oito novos postos de trabalho, vai prestar todos os serviços tradicionais desenvolvidos pelos bancos, disse ainda Fernando Teles.
Com uma carteira de negócios avaliada em cerca de três biliões e sete milhões de dólares e créditos disponibilizados à ordem dos 2,2 mil milhões de dólares norte-americanos, o banco BIC possui 135 balcões em todo o país e 520 mil clientes.
Com a abertura deste balcão, Kwanza Norte conta com quatro agências do BIC, respectivamente nos municípios de Kambambe, Samba-Cajú e Ambaca e na cidade de Ndalatando, capital da província.
Está prevista a abertura de um novo balcão no município de Lucala daqui a dois meses.
A instituição bancária perspectiva a abertura até final deste ano de mais 30 balcões em várias localidades do país.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 15, 2010 10:32 pm

15-10-2010 22:02

Constrói Angola 2010
Feiras contribuem para projecção das empresas e satisfação dos clientes

Luanda
O economista angolano Armando Gildo considerou hoje, em Luanda, que a realização de feiras no país tem servido de veículo para que as empresa consigam angariar novos clientes e divulgar a qualidade dos seus produtos.
Em declarações à Angop, na Feira Internacional de Materiais de Construção Civil e Obras Públicas (Constrói Angola/2010), Armando Gildo acrescentou que a grande participação de empresas no evento tem demonstrado a importância do certame.
Segundo disse, com o processo de reconstrução em curso no país é vantajoso que se invista mais no sector da construção civil, com a implementação de industriais de produção e comercialização de material diversificado.
A feira Constrói Angola/2010, que decorre nas instalações da Feira Internacional de Luanda (FILDA) até domingo, conta com a participação de sectores da construção civil, informática e bancário, sendo 70 porcento das empresas participantes de direito angolano.
As exposições decorrem nos pavilhões um, dois e cinco, correspondentes à uma extensão de 13 mil metros quadrados, bem como a parte exterior adjacente ao pavilhão um, onde estão expostos equipamentos de grande porte como bulldozers, camiões e gruas.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 22, 2010 9:48 pm

22-10-2010 16:33

Huíla
CVA investe mais de 80 mil dólares em projectos sociais

Lubango
-
O Secretariado Provincial da Cruz Vermelha de Angola (CVA) na Huíla investiu, em 2009, 82 mil dólares norte-americanos em projectos de prevenção contra o VIH/Sida, cólera e de programas de sensibilização contra as minas.
Em declarações à imprensa, para um balanço das actividades realizadas durante os últimos dois anos, naquela localidade, a secretaria provincial da Cruz Vermelha de Angola, Ana Paula Fonseca, esclareceu que estes projectos foram implementados nas cidades do Lubango, Matala e Cacula.
Do montante, 52 mil dólares foram financiados pelo Fundo Global e reverteram para um programa de sensibilização do VIH/Sida, dez mil foram dados pelo Unicef e destinados ao combate à cólera e 20 mil doados pela Federação Internacional da Cruz Vermelha (FICV) para desminagem.
Avançou que estes programas beneficiaram um universo de 300 mil cidadãos, nesta região.
No âmbito da acção de sensibilização do programa de combate ao VIH/Sida, Ana Paula Fonseca informou que a CVA na Huíla apoiou vinte e uma mulheres trabalhadoras de sexo em programas de auto-emprego.
No âmbito do mesmo projecto, a responsável adiantou que as trabalhadoras de sexo conseguiram mobilizar durante as suas actividades mais vinte e uma mil pessoas do Lubango e Matala sobre o risco que representa o VIH.
Já para as acções de combate à cólera, a gestora revelou que a representação que dirige e a Direcção Provincial de Energia e Águas desinfectaram na cidade do Lubango, entre 2009 e 2010, mil poços de água e entregaram três mil barris de armazenamento de água e mil e 200 mosquiteiros impregnados.
O CVA na Huíla, acrescentou, realizou campanhas de sensibilização contra os acidentes de minas, em benefício de 130 mil pessoas residentes na localidade da Cacula.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Nov 16, 2010 7:11 pm

Kwanza Sul
Cidade do Sumbe ganha nova unidade hoteleira

Sumbe
-
A cidade do Sumbe, província do Kwanza Sul, conta a partir de hoje, com uma nova unidade hoteleira de três estrelas denominada hotel "Kalunda", inaugurada pelo ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi.
O empreendimento, que possui 43 quartos, quatro salas de conferências, uma sala de cinema, discoteca, cinco restaurantes e piscina, orçou em cerca de 10 milhões de dólares norte-americanos.
O ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi, disse que o país tem estado a dar passos significativos no domínio hoteleiro.
Com efeito, aconselhou os promotores do empreendimento no sentido de valorizarem o momento actual que o país vive, de reconstrução nacional.
Já o governador local, Serafim Maria do Prado, disse que a província do Kwanza Sul tem vindo a desenvolver um trabalho árduo no ramo da hotelaria e turismo.
Fez saber que no proximo ano a cidade do Sumbe contará com mais uma unidade hoteleira. Para o próximo Domingo está previsto a inauguração do hotel Ritz, no município do Waku-Kungo.
O hotel Kalunda ofereceu emprego a 65 trabalhadores e 15 colaboradores. Os preços da hospedagem variam entre os 150 dólares norte-americanos a 390.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Nov 22, 2010 11:13 pm

22-11-2010 18:49

Suécia
Embaixada de Angola realiza seminários sobre investimentos

Estocolmo
– A Embaixada de Angola nos Países Nórdicos, Estados Bálticos da Estónia e Lituânia iniciou hoje, segunda-feira, em Estocolmo, um ciclo de seminários para captação de investimentos para Angola a partir da Suécia, Dinamarca e Finlândia.
O evento que conta com a presença do coordenador da Agência Nacional para Investimento Privado (ANIP) Aguinaldo Jaime, visa também estudar mecanismos para viabilizar a criação de parcerias entre o empresariado público privado da Escandinávia e de Angola.
Segundo uma nota de imprensa da embaixada angolana no Reino da Suécia, a oportunidade servirá para evidenciar as potencialidades económicas do país, promover a imagem da “Nova Angola” na Europa do Norte e o intercâmbio empresarial.
O embaixador extraordinário e plenipotenciário da República de Angola na região, Domingos Culolo, tem reiterado apelos para o empresariado nórdico aumentar os seus investimentos em aéreas da economia angolana, por serem detentores de tecnologia avançada, necessária ao desenvolvimento de Angola.
O seminário contará com a participação de personalidades ligadas ao sector público e privado dos Países Nórdicos, empresários angolanos, bem como representantes diplomáticos acreditados em cada um dos países, onde decorrerão os encontros.
A realização do seminário enquadra-se nas comemorações do 35º aniversário da Independência Nacional, cujo acto central será em Oslo, capital da Noruega.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Dez 03, 2010 9:59 pm

03-12-2010 18:59

Benguela
Cerca de mil toneladas de farinha de peixe serão exportadas para Ásia

Baía Farta
-
Cerca de mil toneladas de farinha de peixe, produzidas na empresa Pesca Fresca, na Baia Farta, em Benguela, serão exportadas para a China, Japão, Tailândia e à Coreia do Norte e do Sul.
O produto será exportado a partir do porto de Walvis Bay, Namibia, através de um navio denominado Solango, da Namíbia, com capacidade para mil e 772 toneladas, que atracou quinta-feira, no município da Baia Farta.
Segundo o director administrativo da empresa, Francisco Gabriel, estava previsto numa primeira fase, a exportação de 500 toneladas de farinha de peixe, mas devido à capacidade do barco e os níveis de produção, a empresa poderá exportar cerca de mil toneladas.
A Angop apurou que a operação de carregamento que envolve mais de 40 trabalhadores terminará domingo. A embarcação seguirá segunda-feira para Walvis Bay (Namíbia), onde a farinha será transportada para os países asiáticos
A empresa "Pesca Fresca, inaugurada em Novembro, através de um financiamento de cinco milhões de USD, que envolve empresários angolanos, namibianos e sul-africanos, é a primeira na Baía Farta a reiniciar a exportação de farinha de peixe, paralisada depois da independência de Angola, em 1975.
Dados apurados ainda pela Angop indicam que o óleo de peixe não será exportado nesta primeira operação, devido à falta de reservatórios.
Você não tem permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: ECONOMIA, INVESTIMENTOS,...

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Dez 08, 2010 4:12 am

Cooperação
Angola participa na conferência de negócios entre África e Médio Oriente

Luanda –
O vice-ministro dos petróleos, Aníbal Silva, regressou hoje (terça-feira), a Luanda, proveniente de Riad, Arábia Saudita, onde participou de 04 a 05 do corrente mês na segunda conferência sobre oportunidades de negócios entre África e o Médio Oriente.
Em declarações à imprensa, momentos após a sua chegada a Luanda Aníbal Silva Informou que se tratou de uma cimeira muito interessante, uma vez que, serviu para mostrar aos presentes as potenciais oportunidades que Angola ostenta.
“Nós mostramos tudo aquilo que temos e o que fazemos em Angola, e a margem do encontro lançamos as bases, que poderão servir em alguns casos para o nascimento e noutros para o fortalecimento da cooperação com os países da região do golfo”, disse
Ainda de acordo com a fonte depois do encontro concluiu-se que há a necessidade de se aumentar a cooperação entre as duas regiões, para tal, será necessário fazer um levantamento das necessidades de ambos os lados.
Aprofundar o conhecimento sobre os mercados do Médio oriente e possibilitar a realização de negócios foram os objectivos do encontro que contou com a participação de representantes de vários países da Africa e do Médio Oriente.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para ANGOLA - OUTROS TEMAS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron