GRANDES PROJETOS

Afim de teres uma ideia mais realista da reconstrução de Angola, vai acompanhando este tópico.

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor Vitor Oliveira em Sexta Dez 25, 2009 6:03 pm

Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Jan 06, 2010 3:07 pm

Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor matumbo em Quinta Fev 18, 2010 8:27 pm

matumbo
Top membros
 
Mensagens: 383
Registado: Quinta Nov 19, 2009 5:41 pm

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor matumbo em Quinta Fev 18, 2010 8:29 pm

matumbo
Top membros
 
Mensagens: 383
Registado: Quinta Nov 19, 2009 5:41 pm

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor LILI em Segunda Abr 19, 2010 5:41 pm

Avatar do utilizador
LILI
Top membros
 
Mensagens: 682
Registado: Quinta Maio 21, 2009 12:05 pm
Localização: Leiria - Portugal

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor LILI em Segunda Abr 19, 2010 5:44 pm

Avatar do utilizador
LILI
Top membros
 
Mensagens: 682
Registado: Quinta Maio 21, 2009 12:05 pm
Localização: Leiria - Portugal

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor francisco cachipemba em Quinta Abr 29, 2010 2:15 pm

Governo investe 18 biliões de dólares na energia para acelerar industrialização


Imagem
O ministro de Estado e Chefe da Casa Civil da Presidência, Carlos Maria Feijó

Luanda – O sector eléctrico angolano vai necessitar, até 2018, de pelo menos de 18 biliões de dólares norte-americanos para investir na produção, transporte e distribuição de energia, de modo a não comprometer o programa de industrialização do país, anunciou hoje, em Luanda, o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil da Presidência, Carlos Maria Feijó.

Segundo o governante, que falava numa conferência de imprensa que visou fazer o balanço dos três meses de governação após a aprovação da Constituição da República, tais investimentos são necessários tendo em conta os desafios actuais e o programa de longo prazo de industrialização do país.

Para satisfazer as necessidades imediatas da cidade de Luanda, disse que o Governo vai construir, na vila do Soyo, província do Zaire, uma central eléctrica de ciclo combinado, com uma capacidade instalada de 400 megawatts.

Outro projecto a ser implementado em breve, no sector da produção de energia, acrescentou o governante, será a ampliação da barragem de Cambambe, província do Kwanza Norte, através da construção de uma segunda central eléctrica o que permitirá elevar a capacidade para 700 megawatts.

A barragem de Cambambe, construída na década de 50 do séc. XX, tem uma capacidade instalada de 180 megawatts.

O ministro disse que, em função dos avultados valores para a implementação dos projectos até 2018, o Governo vai procurar as melhores formas de financiamento (interno e externos) para não pressionar o Orçamento Geral do Estado (OGE).

A conferência de imprensa sobre os três primeiros meses de governação, após a entrada em vigor da Constituição de Angola, contou com a participação dos ministros de Estado Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e Manuel Júnior, assim como o titular das Finanças, Carlos Alberto Lopes, e do governador do BNA, Abraão Gourgel.
francisco cachipemba
Top membros
 
Mensagens: 240
Registado: Domingo Ago 02, 2009 11:15 am

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor tozé em Segunda Jun 21, 2010 7:32 pm

Projecto.Detalhe ganha concepção de parque da Sonangol

A empresa portuguesa de engenharia Projecto.Detalhe ganhou, através da sua subsidiária angolana, um contrato no valor de dois milhões de dólares (1,6 milhões de euros) para a concepção de um parque de combustível da petrolífera estatal angolana Sonangol, em Luanda.

A nova infra-estrutura irá reforçar a capacidade de armazenamento e de distribuição de combustível na cidade angolana, de acordo com um comunicado da empresa portuguesa.

A Projecto.Detalhe ficará responsável pela concepção da obra e por todos os trabalhos associados à arquitectura e engenharia, incluindo a gestão e fiscalização do parque, segundo o comunicado.

O projecto terá a duração de 16 semanas e envolve a deslocação de especialistas da empresa Projecto.Detalhe, nas áreas de consultoria e engenharia civil, engenharia mecânica e engenharia de electricidade, instrumentação e controlo.

"Angola é um mercado altamente competitivo na área de engenharia. Os concorrentes de peso neste sector estão em Angola. Este contrato vem por isso reconhecer a nossa experiência e qualidade técnica e humana", considera Joaquim Neto Filipe, director geral da Projecto.Detalhe na mesma nota de imprensa.
Avatar do utilizador
tozé
Moderador de sala
 
Mensagens: 1400
Registado: Segunda Maio 11, 2009 7:19 pm
Localização: Faro - Portugal

Re: GRANDES PROJETOS

Mensagempor Vitor Oliveira em Terça Dez 14, 2010 1:26 pm

Condomínio custa USD 15 milhões ao Grupo Chicoil Imagem O grupo Chicoil investiu USD 15 milhões na construção de um condomínio em Saurimo, província da Lunda-sul. O projecto, denominado “ Moyoueno”, será erguido de forma faseada, ao longo de um período de 36 meses, por uma empresa chinesa.

A primeira fase integra apartamentos de duas e três assoalhadas e espaços adjacentes. Já a segunda fase do complexo englobará apartamentos de tipologia T4, ocupando uma área de 382 metros quadrados cada, contemplando suites, casas de banho, sala de estar, sala de jantar, piscina, jacuzzi e jardim.

O complexo possuirá zonas verdes, uma piscina e um espaço para o parqueamento de viaturas. Contará também com uma estrutura administrativa, que inclui serviços de limpeza, colheita de lixo e segurança.

Na última fase, serão erguidos mais de uma centena de fogos habitacionais e outros edifícios, como hospitais e escolas, estruturas que complementarão o projecto e servirão os moradores.

Segundo o presidente do grupo, Elias Chimuco, o lançamento desse condomínio visa a contribuir para a redução do défice habitacional no nosso país, particularmente em Saurimo: “a nossa intenção é alargar o número de fogos no país, visto que se regista um défice muito elevado no sector da habitação”.

Por outro lado, acrescenta, “a nossa intenção é alargar o número de fogos no país, visto que se regista um défice muito elevado no sector da habitação”.

O responsável adiantou ainda que, o seu grupo pretende expandir os projectos deste tipo, destinados à camada mais jovem da população. “ Sabemos que a nossa juventude enfrenta vários problemas e, por isso, pensamos em fazer algo em prol dela”, sublinha.
Muito mais que imobiliário

O grupo Chicoil, fundado em 1992, detém hoje uma posição de relevo no mercado nacional, actuando em diferentes áreas, desde indústria ao comércio, passando pelos transportes, hotelaria e turismo. Em Angola já marca presença nas províncias de Kuando Kubango, Benguela, Huíla, Cabinda, Cunene, Lunda Norte e Sul, Bié, Huambo e Cuanza Sul, mas estende a sua influência a outros países como a África do Sul, Portugal e Namíbia. O grupo investiu recentemente cerca de USD 5 milhões na expansão de suas actividades nos domínios do comércio e desporto na província de Benguela, planeando ainda construir um centro comercial nos arredores da cidade desta última cidade, o qual irá servir, estima-se, mais de 1.000 clientes por dia e criará cerca de 70 postos de trabalho.

O grupo, que vem revelando um rápido crescimento, integra seis empresas que cobrem um amplo leque de actividades: obras públicas, saúde, turismo, transporte, importação e exportação e comércio em geral. Facilitar o desenvolvimento dos serviços da indústria e do comércio em diferentes regiões de Angola é uma das metas traçadas pelo grupo Chicoil. Este objectivo tem em vista preparar a comunidade para desenvolver empresas locais, o que permitirá melhorar a qualidade de vida nas áreas envolvidas. Ao mesmo tempo, a marca Chicoil alargarse-á a todo o território nacional.

O grupo Chicoil estabeleceu uma forte base de relações de longo prazo com os principais produtores mundiais de diversas gamas de produtos, o que o posiciona como um dos principais fornecedores de bens intermédios no mercado nacional.

Assente em critérios de eficiência, aposta no fornecimento de produtos de qualidade a preços competitivos aos respectivos clientes.
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal
---------

Anterior

Voltar para RECONSTRUÇÃO ANGOLANA - VÍDEOS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron