NOTÍCIAS DE CABINDA

NOTÍCIAS, FOTOS E VÍDEOS

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Jul 03, 2010 12:23 am

Cabinda
Melhoria da qualidade do ensino é preocupação permanente do Governo

Cabinda
-
A melhoria da qualidade do ensino constitui preocupação permanente do Governo angolano, afirmou hoje o vice-governador de Cabinda para área social, Feliciano Lopes Toco.
O governante, que presidia ao acto provincial do 25º aniversário da Associação dos Professores Angolanos (APA), acrescentou ser necessário uma articulação entre os diferentes organismos e agentes intervenientes no processo de educação e ensino, na formação profissional, no binómio professor/aluno, na diferenciação do género, nas idades dos alunos e no rácio aluno/sala de aula.
Defendeu a necessidade de a escola constituir-se num centro de oportunidades para o desenvolvimento local, onde o professor desempenhe o papel guia do dia.
Durante o acto, em que 28 antigos docentes foram homenageados, o secretário provincial da APA, António Verdade, exortou os professores a não enveredarem pelas práticas que não contribuam para a dignificação da classe.
Para o responsável, a criação da APA veio alimentar as esperanças do valor dos professores, pela árdua tarefa como elemento fundamental para o desenvolvimento do país.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Jul 06, 2010 11:53 pm

Educação
Administrador defende criação de núcleo superior em Lândana

Cabinda
- A criação de um Núcleo da Universidade 11 de Novembro na vila de Lândana, sede do município de Cacongo, cerca de 46 quilómetros a norte de Cabinda, foi hoje (terça-feira), defendida pelo administrador local, João Macaia Tati.
João Macaia Tati, que falava à Angop sobre o estado actual do sector da Educação no território sob sua jurisdição, disse que o crescimento que se tem vindo a assistir na sede do município e nas comunas deve-se a um engajamento sério da sua administração, sobretudo no que toca as infraestruturas escolares.
"Temos tido muitos finalistas no Instituto Médio Politécnico Serra Van-Dúnem e, por isso, muitos destes estudantes têm dificuldades de acomodação, alojamento e mesmo de mobilidade para irem às faculdades na cidade de Cabinda", pontualizou.
Para tal, e no sentido de absorver estes estudantes, defende a criação, na urbe, de um ou mais núcleos do ensino superior, pelo que, garantiu, esforços estão a ser envidados pelas autoridades locais junto do governo provincial e da Reitoria da Universidade 11 de Novembro, para a prossecução deste objectivo.
Sobre a situação escolar nas zonas rurais, o administrador de Cacongo, disse não haver problemas de maior quanto a infraestruturas
escolares a nivel das localidades.
"Nós temos escolas em quase todas as aldeias das duas comunas (Dinge e Massabi), incluindo a comuna sede (Lândana). O governo no âmbito do Fundo de Gestão Municipal implementou projectos que visavam a substituição de escolinhas construídas no programa do regime colonial denominado 'Calabube' por escolas mais amplas que hoje asseguram o ensino nestas localidades", esclareceu João Tati.
O municípcio de Cacongo está localizado na zona litoral centro da província de Cabinda. Tem uma população estimada em cerca de 30 mil habitantes. A pesca, caça, agricultura e comércio são as principais actividades dos seus habitantes.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Jul 08, 2010 9:57 pm

08-07-2010 12:38

Cabinda
MPLA realiza seminário sobre auditoria e disciplina

Cabinda
- O primeiro seminário do Conselho de Disciplina e Auditoria do Comité Provincial de Cabinda do MPLA foi aberto hoje, quinta-feira, nesta cidade, com o objectivo de capacitar seus membros em matérias ligadas a Comissão de Disciplina e Auditoria ao nível do Comités Provincial, Municipal e Comunal.
A sessão de abertura foi presidida pelo segundo secretário do Comité Provincial do MPLA, José Mangovo Tomé, que na ocasião solicitou aos participantes no sentido de acatarem com seriedade os assuntos a serem abordados.
Na ocasião, o político sublinhou que “o sentido e espírito de organização deve ser prioridade para os membros das CDAs visando promover a solidez das actividades”.
O seminário que conta com a participação dos coordenadores das CDAs e seus adjuntos ao nível dos Comités provincial, municipal e comunal do Partido MPLA bem como do Conselho de Disciplina e Auditoria do Comité Provincial, tem como temas, a apresentação da Constituição da República de Angola, das Leis de Proibidade Pública e do Tribunal de Contas.
Constam ainda os temas, informações dos coordenadores das comissões de disciplina e auditoria dos comités municipais sobre a organização e funcionamento das respectivas comissões, a apreciação do projecto de regimento das CDAs e de instrução de processos disciplinares partidários.
A apreciação do projecto de regulamento de aplicação de sanções disciplinares partidários e de impugnação dos actos e das deliberações dos órgãos e organismos do partido e do ante-projecto de regulamento de auditoria, são igualmente pontos que dominarão o encontro.
Orienta os trabalhos com a duração de um dia, Caetano Baião, membro do CC do MPLA e chefe da equipa de acompanhamento do Comité Central do Partido e membro do Conselho de Disciplina e Auditoria do CC-MPLA ao I seminário de capacitação em Cabinda.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Jul 12, 2010 9:01 pm

Cabinda
Crédito agrícola considerado incentivo para o combate à pobreza

Cabinda
- O administrador do município de Cacongo, província de Cabinda, João Macaia Tati, afirmou sábado, na Vila de Lândana, que o programa do governo central que visa a cedência de micro-créditos aos agricultores no país é um grande incentivo para o aumento da produção no campo e o combate à pobreza.
Em declarações à Angop sobre a actictividade agrícola naquele município, o responsável sublinhou que a administração municipal
e as associações agrícolas e cooperativas têm trabalhado juntos visando criar mecanismos para que o sector tenha níveis de
produtividade aceitável para uma oferta satisfatória de produtos do campo no mercado local e não só.
Para tal, realçou que ""essas cooperativas tiveram apoios da administração e do governo provincial na preparação de terras e
sementes, o que tem mostrado indicadores de aumento da produção no campo", disse.
Macaia Tati manifestou-se satisfeito com o quadro do sector agrícola ao nível do município e indicou que, "quando tem havido
feiras agro-pecuárias organizadas pela Unaca, os agricultores de Cacongo são os que se fazem mais representar com todos os tipos
de produtos de campo e isso é fruto dos apoios da administração e governo".
"Os agricultores e camponeses do Cacongo tem estado a fornecer grandes quantidades de produtos do campo nos mercados da província com destaque para Cabassango, Massabi e o das Rolas", sublinhou.
O responsável disse ainda que a administração municipal está a trabalhar visando incentivar cada vez mais os micro-créditos ao
agricultores com vista a melhorar a produção.
A mandioca, variedades de banana, bem como de tubérculos (batatas), dendém, feijão macunde, hortícolas, frutas como
laranja, tangerina, mamão, melancia, milho e abacate são, entre outros, os produtos em grande escala produzidos pelos agricultores
do municipio de Cacongo.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Jul 19, 2010 8:13 pm

17-07-2010 19:26

Cabinda
Reposto fornecimento de energia aos municípios de Buco-Zau e Belize

Cabinda
- Os municípios de Buco-Zau e Belize, que distam entre 120 e 220 quilómetros a norte da cidade de Cabinda, viram já reposto, nesta sexta-feira, o fornecimento de energia eléctrica, duas semanas depois de estarem às escuras.
O facto foi anunciado hoje, na cidade de Cabinda, pelo vice-governador de Cabinda para a area Técnica, Manuel Gime.
Manuel Gime disse que após ter recebido as autoridades administrativas de Buco Zau, Marta Lelo, e de Belize, José Kubaia, foram tomadas providências junto da direcção da Sonangol para a regularização do abastecimento de combustível para os grupos geradores.
“A Sonangol distribuidora já fez deslocar para os dois municípios 30 mil litros de gasóleo para cada uma, com vista a ultrapassar a situação”, afirmou
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Jul 21, 2010 5:44 pm

Cabinda
Recomendada maior firmeza no combate à falsificação de documentos

Cabinda
- O Conselho do Governo da Província de Cabinda reunido segunda-feira, na vila de Lândana, município de Cacongo, na sua quinta sessão ordinária, recomendou maior firmeza dos órgãos competentes da justiça no combate à falsificação de documentos para a aquisição do Bilhete de Identidade.
Sob orientação do governador provincial, Mawete João Baptista, o conselho apelou a população e as autoridades, a todos os níveis, no sentido de denunciarem estas atitudes negativas.
O conclave considerou de capital importância a implementação dos serviços de justiça em toda extensão da província, tendo em conta o seu papel na pacificação de conflitos na convivência social.
Ainda no âmbito do sector da justiça, recomendou trabalhar com a direcção da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos no sentido de encontrar os apoios técnico-materiais para implementação do programa de sensibilização e mobilização da população sobre os direitos humanos, a nível de toda província.
O conselho serviu também para a tomada de conhecimento por parte dos seus membros, sobre o Programa da Reforma da Justiça em curso na província, em particular, e no país, em geral.
No domínio da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, o conselho constatou que a taxa de desemprego na província apresenta-se delicada a todos os níveis etários, resultante do fraco desenvolvimento do sector empresarial e dos investimentos públicos e privados, bem como o deficiente incremento das acções inspectivas no sector económico.
Encarregou o vice-governador para o sector empresarial para levar a cabo um trabalho de registo para o licenciamento de empresas públicas e privadas, com incidência aos sectores da agricultura, saúde, educação, obras públicas, transportes e comércio, hotelaria e turismo, para o fomento do auto-emprego, micro-finanças, combate ao desemprego e a criação de renda no seio das famílias.
A desapropriação das fazendas agrícolas inoperantes e definição de políticas para a sua melhor gestão em benefício do estado, dos proprietários e da população em geral, assegurar a capacitação dos funcionários nos seus vários níveis com o concurso do núcleo de formadores locais e do ENAD em matéria da administração pública, bem como a realização das jornadas técnicas da função pública e da inspecção do trabalho também foram recomendadas.
Para o sector dos transportes, o conselho recomendou a reorganização urgente de todos os serviços afins para sua melhor rentabilização em benefício do Estado e das comunidades, bem como a criação de mais cooperativas de táxi para melhor correspondência com as exigências do momento, através da uniformização das cores nacionais do táxi e a observância da ética profissional do taxista.
A delegação do Ministério do Interior foi encarregada de providenciar a retirada das sucatas existentes ao longo da via pública da cidade de Cabinda, em particular, e da circulação viária da província, em geral.
Para acompanhar os diversos problemas socioeconómicos e culturais que decorrem a nível dos municípios da província, recomendou-se aos vice-governadores, António Manuel Gime, para o município de Cabinda, Feliciano Lopes Toco, Cacongo e Macário Romão Lembe, para Buco-Zau e Belize.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Jul 23, 2010 5:39 pm

23-07-2010 17:45

Cabinda
Primeira Unidade de Polícia de Fronteiras reunida em Conselho Consultivo Alargado

Cabinda
- O Comando da 1ª Unidade da Polícia de Fronteiras estacionada em Cabinda encontra-se reunido desde quinta-feira na localidade de Ntó, sul de Cabinda, no seu primeiro Conselho Consultivo Alargado com vista a fazer o balanço das acções realizadas durante o ano de 2009 e o primeiro semestre do ano em curso.
Sob orientação do seu comandante, 1º superintendente-chefe Lourenço Filipe Deia, o encontro que vai terminar este sábado tem como temas análise do fenómeno migratória na região, a situação da fronteira terrestre com os dois Congos, e fluvial com a RC, e da Lagoa de Manenga no Massabi igualmente com RC, bem como a da faixa marítima".
O encontro foi aberto, esta quinta-feira, pelo 2º comandante provincial para ordem pública, subcomissário Américo Simões, que solicitou aos comandantes e subcomandantes das unidades maior vigilância para o combate à imigração ilegal.
Américo Simões salientou ainda que as constantes mutações dos modus operandis no fenómeno da emigração ilegal exige que a Polícia de Protecção de Fronteiras esteja cada vez mais organizada e apetrechada de meios humanos e materiais capazes de dar respostas adequadas às situações operativas e militares que se apresentam.
"As forças de polícia de fronteiras ao nível de Cabinda, fruto da implementação de programas de formação profissional básica como indicador temático da qualidade e eficiência, têm mantido a sua prontidão e a justa intervenção no combate aos actos de violação de fronteiras, contrabando de mercadorias diversas, devastação da flora e da fauna", ressaltou.
Aquele oficial superior da Polícia Nacional considerou ser importante a realização do evento, tendo desejado que se atinja os objectivos traçados, alertando que o reforço da disciplina no seio dos efectivos, o respeito pelos cidadãos, o brio profissional, a isenção em actos de corrupção e ao suborno, que lesem a boa imagem da corporação, sejam lembretes indispensáveis no seio da corporação.

O encontro conta com a participação de todos os comandantes e subcomandantes de unidades sedeadas na província.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor tozé em Sábado Ago 14, 2010 7:11 pm

Cabinda reabilita estradas terciárias

Imagem

Depois de concluídas as vias estruturantes que ligam a capital da província aos municípios, o governador de Cabinda deslocou-se, no fim-de-semana, a Cacongo, Buco-Zau e Belize para o lançamento do projecto de reabilitação das vias terciárias das aldeias das três municipalidades, inoperantes há mais de 30 anos.
O acto formal para o início dos trabalhos realizou-se na aldeia Caiguembo, comuna de Miconje (Belize), 200 quilómetros a norte da cidade de Cabinda, com uma cerimónia pouco comum, em que o governador Mawete João Baptista, em vez de colocar a primeira pedra, subiu para um tractor e accionou o botão de arranque, simbolizando, assim, o começo das obras.
A primeira estrada em reabilitação, cujo troço começa na aldeia de Caiguembo e vai até à povoação de Bulo, numa extensão de 74 quilómetros, está a cargo da empreiteira “Meng Engenharia” e custa aos cofres do Estado 18 milhões de dólares. Os trabalhos incluem desmatação, construção de 56 pontes de pequena e média dimensões, terraplanagem, compactação e colocação de burgau.
Apesar das constantes alterações climatéricas no alto Maiombe, onde mesmo em pleno tempo seco chove, o que pode obrigar à paralisação dos trabalhos, o supervisor das obras, Tolentino Paulo, assegurou que o empreiteiro vai ***prir com o prazo contratual de três meses estabelecido entre as partes.
Para dar maior confiança ao governo e poder honrar o compromisso assumido, Tolentino Paulo disse que foram criadas três brigadas de trabalho, compostas por 50 operários, cabendo a cada uma delas executar 23,5 quilómetros.
Depois de Caiguembo, a delegação governamental, constituída também pelo vice-governador para Área Técnica, António Manuel Gime, e secretários provinciais, dirigiu-se ao município de Buco Zau, onde o governador Mawete João Baptista formalizou, num acto idêntico, o início dos trabalhos de reabilitação da estrada entre as aldeias de Quissamano/Catabuanga/Condelito, numa extensão de 25 quilómetros, intransitável desde 1976.
Esta empreitada, cujos custos não foram revelados, está a cargo da HAL-Lda, empresa de direito angolano, e envolve igualmente trabalhos de desmatação, terraplanagem, compactação e colocação de burgau. A inoperância da via durante todo este tempo provocou o despovoamento em 14 aldeias, cujas populações, com o início dos trabalhos de reabilitação da estrada, já podem começar a pensar no regresso.
O administrador da HAL-Lda, Herculano Amorim, garantiu tudo fazer para que o trabalho saia com perfeição.
“Faremos tudo, mas tudo mesmo, para que o governo veja que não fez uma aposta em vão”, frisou.
Sob a responsabilidade da HAL-Lda estão também os trabalhos de reabertura da estrada Dinge/Chivovo/Ngomongo/Tchiluti, numa extensão de 35 quilómetros, com a realização de trabalhos semelhantes às das anteriores vias.
A jornada de trabalho do governador terminou no município sede, tendo procedid na aldeia de Buco Ngoio ao lançamento do projecto de reabilitação do troço que começa naquela localidade, passa por Tchinzazi e vai até à povoação de Ntó, numa extensão de 52 quilómetros.
A estrutura física deste troço vai ser diferente das restantes vias em reabilitação, segundo o presidente do Conselho de Administração da empreiteira EMCICA.
Raul Rocha disse que vai ser introduzida uma nova técnica de terraplanagem, utilizada actualmente na África do Sul, que consiste em aplicar nas estradas situadas em zonas bastante arenosas camadas betuminosas de 30 centímetros de espessura para se evitar o desmoronamento de terras.
“Vamos estabilizar a base com produtos adequados e, posteriormente, fazer a sua impregnação para que resista às chuvas”, afirmou.
Raul Rocha referiu ser muito pouco provável que a conclusão dos trabalhos aconteça antes do período chuvoso, embora a empreitada seja a sul de Cabinda, onde chove pouco em relação à zona norte.

Empresários satisfeitos

O facto do governo da província adjudicar as obras de reabilitação das vias terciárias a empresas de direito angolano que estão em Cabinda foi elogiado pela classe empresarial local, que vê neste gesto forma de capitalizar as empresas nacionais e de dar emprego a um maior número possível de nacionais.
O empresário Francisco Raul Rocha sublinhou que o empreendedorismo, de que muito se fala no país, passa também por dar ao angolano a possibilidade de realizar obras que o ajudem a fortalecer-se no mercado.
“Apostar no empresário nacional, além de constituir uma mais-valia para a economia do país, traz sempre efeitos multiplicadores, pois quando se concede maior favorecimento ao estrangeiro, este coloca o dinheiro na sua terra, enquanto o cidadão nacional, ganhe pouco ou muito, investe os recursos financeiros na sua terra”, disse.
O presidente do Conselho da Administração da EMCICA, Raul Rocha, considerou excelente a estratégia adoptada pelo governador Mawete João Baptista de adjudicar obras a empresas nacionais que tenham demonstrado capacidade.
Qualquer país que queira caminhar para o desenvolvimento, salientou, tem, necessariamente, de apostar no empresário nacional, sem descurar a parceria estrangeira. José Maria Mbuca, da empresa “Meng Engenharia”, a quem o governo da província adjudicou a maior quantidade de obras de reabilitação e de construção de estradas, também louvou a iniciativa do governador, tendo pedido à população que critique o que esteja eventualmente a ser mal feito para se melhorar a qualidade das obras.
“Toda obra feita pelo homem nunca é perfeita, é passível de critica, só Deus é perfeito”, referiu.

Apelo do governador

Mawete João Baptista considerou relevante e prioritário o trabalho de reabilitação das estradas terciárias em toda extensão da província. Parafraseando o regedor da aldeia de Caiguembo, António Gimbe, quando referiu que “estrada significa independência e livre circulação de pessoas e bens”, assegurou que o governo vai continuar a prestar especial atenção ao trabalho de reabertura das vias terciárias, mesmo sabendo que o programa vai consumir avultadas somas em dinheiro.
“O objectivo deste trabalho é encontrarmos a satisfação das populações, pelo que devem cuidar, quer dos equipamentos, quer dos técnicos que estão a executar as obras”, pediu o governador aos populares.
“Não queremos mais que haja alguém a atacar as máquinas e os operários que se dedicam ao desenvolvimento da província e do país em geral, o que queremos é pessoas com espírito solidário, ajudando em bens alimentares (mandioca, banana, jinguba) os técnicos que estão a trabalhar, sobretudo, no alto Maiombe”, disse.
O governo, adiantou, não pode estar indiferente ao sofrimento das populações, quando estas percorrem diariamente mais de 70 quilómetros a pé para usufruírem da escola, saúde e de outros bens sociais.
“Estamos aqui para resolver os problemas do povo, nomeadamente os da comunicação e desenvolvimento, daí o nosso empenho no projecto de reabilitação das estradas terciárias”, salientou.
Sem estradas em condições, referiu, não pode haver melhoria de vida das populações porque só com elas é possível levar os serviços sociais básicos às pessoas.
“Para colocarmos escolas, hospitais, comércio e outros serviços junto da população é preciso que tenhamos estradas”, lembrou.
Mawete João Baptista referiu que o êxito do trabalho para a reabertura das vias terciárias só é possível com “a colaboração das três empresas de construção civil locais escolhidas pelo governo” para a realizarem as obras.
O trabalho, revelou, está a ser feito sem qualquer pagamento antecipado devido à confiança que os empreiteiros seleccionados têm no governo local e por entenderem que o “programa tem como objectivo principal permitir o regresso às áreas de origem de milhares de populares deslocados”, que vivem nos grandes centros urbanos do país e no estrangeiro. O governador disse que tem recebido cartas de angolanos residentes no Congo Brazzaville e no Congo Democrático a manifestarem a intenção de regressarem.
“Daí a preocupação do governo em criar as condições para que o seu o regresso se processe sem dificuldades”, declarou.

Fim do calvário

“Depois de muito tempo de expectativa, eis que chegou o fim do calvário e a vez das populações da aldeia de Caiguembo beneficiarem de uma estrada em condições para circulação”, disse, ao Jornal de Angola, o regedor António Gimbe, que recordou “as décadas em que a via esteve intransitável, os aldeões andavam quilómetros a pé à procura de assistência médica e de educação ou mesmo carregando à cabeça ou às costas cargas para auto sustento”.
O regedor disse acreditar que, com a estrada em condições, vai ser fácil o governo colocar na aldeia os serviços sociais básicos, como escolas e hospitais, para evitar que as populações, incluindo crianças, continuem a deslocar-se à RDC ou Congo-Brazzaville para receberem assistência médica ou para ir à escola.
“A falta de estradas força a população a recorrer aos países vizinhos por serem localidades mais próximas da aldeia do que da sede municipal, onde existem escolas e hospitais, ou mesmo da comunal”, disse.
O regedor de Buco Zau, Filémon Matoco Bumba, também considerou o trabalho de reabilitação das vias terciárias imprescindível para o desenvolvimento da região porque, frisou, além de facilitar a circulação de pessoas e bens, torna possível a concretização do programa de realojamento das populações deslocadas.
A administradora municipal de Buco Zau, Marta Lelo, declarou que a reabilitação da estrada Quissamano/Catabuanga/Condelito vai estimular a prática da agricultura, pois os camponeses sem estradas em condições encontravam dificuldades no escoamento dos produtos para os grandes centros de consumo.
“A via de Catabuanga foi destruída em consequência da guerra. Esta regedoria é muito produtiva e com a reabertura da via, acredito que vai aumentar a produção agrícola”, frisou.
Avatar do utilizador
tozé
Moderador de sala
 
Mensagens: 1400
Registado: Segunda Maio 11, 2009 7:19 pm
Localização: Faro - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Ago 17, 2010 3:53 pm

17-08-2010 11:28

Cabinda
Actualização do registo eleitoral / cadastrados mais de mil jovens

Cabinda
-
Mil e 622 cidadãos foram cadastrados na província de Cabinda, no âmbito do processo de actualização do registo eleitoral, iniciado a 30 de Julho último, em todo território nacional.
O dado foi avançado hoje (terça-feira) à Angop, na cidade-sede, pelo responsável pela organização e estatística da Comissão Provincial Eleitoral em Cabinda, Nicolau Bifica.
Indicou que o número inclui jovens que completam 18 anos até 31 de Dezembro do ano em curso, bem como os cidadãos que, por várias razões, não se registaram em ocasiões anteriores.
Na província de Cabinda, para este processo de actualização do registo eleitoral foram desdobradas cinco brigadas, num total de 44 brigadistas.
Nicolau Bifica manifestou-se satisfeito pela adesão, salientando que o processo decorre como previsto em toda a extensão da circunscrição jurídico-administrativa.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor tozé em Domingo Ago 22, 2010 5:06 pm

Derrame petrolífero nas praias da colónia de Cabinda é de pequena proporção

O derrame de petróleo, detectado quinta-feira, nas praias de Luvassa, zona piscatória da colónia de Cabinda, é de pequena proporção e da responsabilidade da empresa petrolífera Perenko, disse uma fonte ligada ao ambiente.


A informação foi hoje avançada pelo chefe de departamento do Ministério do Ambiente de Angola em Cabinda, Manuel Nunes Barata, salientando que a origem do derrame foi detectada depois de ter sido sobrevoada a costa angolana, com helicópteros da Chevron.

Segundo a fonte, o derrame de crude foi detectado, na quinta-feira às 23:00, por pescadores da zona sul da cidade de Cabinda, que viram as suas redes manchadas pelo petróleo.

Em declarações à agência de notícias angolana ANGOP, Manuel Nunes Barata disse que os trabalhos de limpeza da zona afectada ainda não estão concluídos “apesar da empresa já ter sido notificada, o que poderá complicar e aumentar a gravidade das consequências, a julgar pelas alterações da maré”.

Entretanto, o chefe do departamento das pescas disse que, avaliada a situação, os pescadores poderão exercer sem problemas a sua actividade piscatória, por se tratar de um derrame de pequenas proporções.

Na limpeza das praias de Luvassa, na colónia angolana, estão envolvidas equipas constituídas pelas companhias petrolíferas norte-americanas Cabinda Golf Oil Company, Chevron, bem como entidades locais da colónia de Cabinda e comunidades de pescadores da área.

A Cabinda Golf Oil Company, após a ocorrência, emitiu uma nota, onde informava que foram recolhidas amostras dos locais para serem analisadas com recurso a técnicas de “fingerprint”, que ajudarão a identificar a origem precisa do hidrocarboneto.
Avatar do utilizador
tozé
Moderador de sala
 
Mensagens: 1400
Registado: Segunda Maio 11, 2009 7:19 pm
Localização: Faro - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor tozé em Domingo Ago 29, 2010 4:09 pm

ONU reconhece ataques de Angola a refugiados de Cabinda Imagem A fuga para a imprensa de um relatório preliminar da ONU sobre o conflito na República Democrática do Congo, entre 1993 e 2003, sugere que o exército do Ruanda pode ser acusado de genocídio. Angola, vizinha de Kinshasa a sul, também não sai isenta de uma investigação sem precedentes das Nações Unidas àquela que é tida como “a guerra mundial de África”.

Aproveitando a cobertura da guerra, as forças angolanas não se coibiram de atacar refugiados do enclave de Cabinda. Angola terá executado “todos os suspeitos de conluio com os seus inimigos”, violado e pilhado, sustenta o relatório citado pelo “The Guardian”. Paulo Gorjão, director do Instituto Português de Relações Internacionais e Segurança (IPRIS), contactado pelo i, diz que “parte dos factos eram mais ou menos conhecidos” mas que a oficialização pela ONU “dá um peso institucional ao sucedido”. O documento de 545 páginas, e cuja versão final poderá ser revelada no próximo mês, resulta de uma investigação do Alto Comissariado para os Direitos Humanos onde se expõem crimes de guerra e ataques perpetrados pelo Ruanda na República Democrática do Congo ao longo de uma década. Acções que foram classificadas pela ONU como “crimes contra a Humanidade, crimes de guerra ou mesmo genocídio.”

História Os ataques do Ruanda à R.D. Congo, então Zaire, visavam inicialmente os campos de refugiados de Goma e Bukavu que estavam a ser usados como refúgio pelas forças armadas Hutus. Centenas de milhares de Hutus foram forçados a voltar para o Ruanda, mas muitos mais – inclusivamente homens responsáveis pelo genocídio de Tutsis no Ruanda em 1994 – fugiram para o Zaire profundo onde foram perseguidos e chacinados pelo exército ruandês e um grupo rebelde do Zaire comandado por Laurent Kabila. As vítimas eram “maioritariamente crianças, mulheres, idosos e doentes”.

Genocídio O relatório descreve “uma natureza sistemática, metódica e premeditada” dos ataques contra os Hutus. A perseguição durou meses e a ajuda humanitária aos refugiados “era deliberadamente bloqueada privando-os de bens essenciais à sua sobrevivência”. O facto dos ataques terem feito dezenas de milhares de vítimas e o “número de elementos contundentes poderiam, se provados perante um tribunal competente, ser descritos como genocídio”. A investigação pode vir a ter consequências políticas, mas não é provável que Angola sofra com elas para além do “impacto mediático e sururu político”, refere Paulo Gorjão. No Ruanda, o relatório foi classificado de “malicioso, ofensivo e ridículo.” Na opinião do governo de Kigali, é mesmo “imoral e inaceitável que a ONU -que falhou em prevenir o genocídio no Ruanda – , agora acuse o mesmo exército que conteve o genocídio no Congo”.
Avatar do utilizador
tozé
Moderador de sala
 
Mensagens: 1400
Registado: Segunda Maio 11, 2009 7:19 pm
Localização: Faro - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor Vitor Oliveira em Quarta Set 01, 2010 7:19 am

Governo quer apoio do Japão para construção da ponte Soyo/Cabinda

Imagem
Maquete da ponte que vai ligar as províncias do Zaire e de Cabinda

Luanda – O Governo angolano solicitou, segunda-feira, em Luanda, o apoio financeiro e tecnológico do Japão, para a construção de uma ponte entre as províncias do Zaire e de Cabinda, cujas obras estão estimadas em 2,55 biliões de dólares.


Segundo um comunicado de imprensa da Agência Nacional para o Investimento Privado (Anip), Angola manifestou essa intenção durante um encontro entre governantes japoneses e angolanos, na sede do Ministério das Relações Exteriores (Mirex).


De acordo com o projecto, o percurso, que começa no Soyo (Angola), terá cerca de 150 quilómetros, incluindo uma ponte de 20 quilómetros de extensão e passará pelas regiões de Yema, Muanda e Banana (RDC), até Cabinda.


O empreendimento, denominado Cabinda Link, avaliado em 2,55 biliões de dólares norte-americanos, vai fomentar as trocas comerciais com outras províncias do país, buscando complementaridade e vantagens comparativas, que visam contrapor o efeito do
comércio transfronteiriço com os países vizinhos.


A propósito do projecto, as autoridades angolanas e congolesas têm mantido encontros periódicos para analisar as várias fases de implementação, tais como a da escolha da planta, financiador e executante, além de visitas a todo o seu percurso.


No quadro da intenção de se edificar essa infra-estrutura rodoviária, a “China Road and Bridge Corporation”, elaborou, a pedido do Governo angolano, quatro maquetas com orçamento, características e prazos de execução diferentes.


Numa reunião realizada em Maio de 2009, as duas partes decidiram optar por uma combinação entre os modelos B e C, por serem teoricamente os menos onerosos, passando por localidades economicamente estratégicas.


Defendida pelos angolanos, a variante B estava orçada em cerca de USD 2 biliões dólares norte-americanos, propondo a ligação entre a vila do Soyo e a localidade de Banana, República Democrática do Congo (RDC), através de uma ponte de 13 quilómetros sobre o rio Zaire.


O restante percurso seria feito em auto-estrada até Cabinda, numa extensão total de 74 quilómetros, incluindo uma ponte de mais de 13 quilómetros, atravessando o território congolês, mormente as localidades de Muanda e Banana.


No entanto, as autoridades congolesas manifestavam-se a favor da variante C (2.826.18 biliões de dólares e 240 quilómetros de extensão) por acharem ser a melhor resposta à integração económica dos dois países.


O documento refere que durante a reunião, o Executivo angolano, representado pela secretária de Estado da Cooperação, Exalgina Gambôa, solicitou igualmente o apoio nipónicos em projectos de grande dimensão relativos a estradas e mini-hídricas.


No encontro com a delegação japonesa, chefiada pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Osamu Fujimura, Angola pediu também ajuda para a criação e implementação do sistema de TV digital em todo o país.
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor Vitor Oliveira em Segunda Set 06, 2010 7:18 am

Derrame petrolífero na colónia de Cabinda está controlado, diz ministra angolana

A ministra do Ambiente de Angola, Fátima Jardim, garantiu que o derrame de petróleo que atingiu a praia de Luvassa, a sul da cidade de Cabinda, está controlado. Em entrevista à Televisão Pública de Angola (TPA), após uma reunião da Comissão Nacional de Luta contra o Derrame de Petróleo, a ministra disse ainda que a atividade piscatória também está a regressar à normalidade naquela colónia. Contudo, os responsáveis pelo derrame ainda não estão identificados, adiantou a governante, admitiu que o acidente pode ter sido consequência de um problema que ocorreu entre as fronteiras de Angola e do Congo. “Como sabemos, os dois países têm exploração conjunta deste recurso e o mar é único, não tem fronteiras e sabe como é. Nos vamos continuar a trabalhar e fazer com que o mesmo não volte acontecer”, frisou Fátima Jardim. Entretanto, devido aos custos elevados das operações de limpeza, a governante realçou que a entidade responsável é irá suportar as despesas, quando for identificado.
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Set 07, 2010 9:09 pm

07-09-2010 8:53

Cabinda
Cadastrados mais de dois mil jovens

Cabinda
- Dois mil e 986 cidadãos foram cadastrados na província de Cabinda, no âmbito do processo de actualização do registo eleitoral, iniciado a 30 de Julho último, em todo território nacional.
O dado foi avançado segunda-feira à Angop, pelo responsável da organização e estatística da Comissão Provincial Eleitoral em Cabinda, Nicolau Bifica.
O responsável disse que os trabalhos decorrem num ritmo satisfatório e sem sobressaltos contando com cinco brigadas, sendo duas para o município de Cabinda, e uma para cada um dos três restantes, para além dos postos destacados em cada município.
Nicolau Bifica mostrou-se satisfeito pelo grau de afluência dos jovens aos postos de registos, adiantando que são registados em média 120 jovens por dia.
Aproveitou a ocasião para apelar aos jovens abrangidos neste processo e aqueles que por qualquer razão não se tenham ainda registado a aproveitar a oportunidade para exercer o seu dever cívico.
A província prevê registar 4. 966 jovens que completam 18 anos até 31 de Dezembro do ano em curso, incluindo os cidadãos que não o fizeram em ocasiões anteriores.
Quarenta e quatro brigadistas, distribuídos em cinco equipes, participam na presente fase de actualização do registo eleitoral.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DE CABINDA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Set 08, 2010 9:21 pm

08-09-2010 10:09

Cabinda
Utilidade do Provedor de Justiça esclarecida em sessão plenária

Cabinda
-
Uma sessão plenária de esclarecimento sobre a utilidade do Provedor de Justiça teve lugar terça-feira, nesta cidade, orientada pelo seu titular Paulo Tjipilica.
O prelector centrou a sua dissertação especificamente sobre a "Função, mandato, origem e utilidade do Provedor de Justiça", realçando esta figura como sendo uma entidade pública independente, defensor dos direitos e liberdade dos cidadãos.
Segundo ele, o Provedor de Justiça assegura através dos meios informais a justiça e a legalidade da actividade da administração pública.
Em Angola, acrescentou, o Provedor de Justiça é eleito pela Assembleia Nacional independente do executivo e da magistratura judicial para um mandato de cinco anos.
Esclareceu que os cidadãos e pessoas colectivas podem apresentar ao Provedor de Justiça suas queixas, por acções ou missões dos poderes públicos, quando se sintam injustiçados, através de meios informais, atendendo as questões por todo o país mediante terminais telefónicos.
A acção do Provedor de Justiça recai sobre os órgãos da administração pública, as empresas públicas, ou de capitais maioritariamente públicos e todos os serviços que intervêm no serviço do cidadão e do país.
Referiu que esta figura surgiu em 1809, na Suécia.
A sessão foi dirigida aos membros do Governo da Província de Cabinda, magistrados do ministério público, representantes das forças armadas, da polícia nacional, entre outros convidados.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para SALA DE CABINDA

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron