NOTÍCIAS DO NAMIBE

NOTÍCIAS, FOTOS E VÍDEOS

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Jan 12, 2011 4:42 pm

12-01-2011 11:35

Namibe
Formados mais de trinta professores em Kamucuio

Namibe
- A Escola de Formação de Professores no município do Kamucuio, 230 quilómetros a norte da província do Namibe, formou nos últimos quatros anos 35 novos professores nas especialidades de Geografia e História.
De 2006 a 2010, a aludida instituição formou 35 docentes, sendo nove do sexo feminino que serão lançados no mercado de trabalho no próximo concurso público a ser realizado pelo Ministério da Educação, este ano, o que permitirá diminuir o número de falta de professores nesta localidade.
O acto de encerramento do curso foi presidido pelo chefe de Repartição da Educação na localidade, Tovi Mahati.
Para o responsável, a formação de professores constitui um ganho importante na história do município do Kamucuio e uma mais valia, porque é resultado da implementação dos programas do Governo para a superação de alguns dos problemas mais candentes da população.
Tovi Mahati mostrou-se satisfeito com os esforços empreendidos pelo Governo Provincial, Direcção Provincial da Educação, Escola de Formação de Professores e Puniv no envio de professores para este município, mesmo com obstáculos encontrados nas vias de acesso.
Pediu, na ocasião, ao Governo da Província do Namibe a manutenção desta antena e do Puniv para que no futuro não tenham dificuldade de quadros na área de educação, bem como a construção de residências para os funcionários do sector no município.
Os recém formados enalteceram na sua mensagem o empenho do professor.
A vice-governadora para área social e produtiva, Maria dos Anjos Mahove, congratulou-se com os resultados obtidos, pois para ela houve um bom desempenho não só do corpo directivo, mas do corpo docente.
Para si, estes resultdos espelham a realidade, apontando os dados estatísticos onde inicialmente a escola de Formação de Professores no município matriculou 64 alunos distribuídos em duas turmas nas especialidades de geografia e história e biologia e química nas 12ª e 13ª classe.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Jan 14, 2011 8:50 pm

14-01-2011 20:44

Banca
BCI lança crédito de Campanha Agrícola no Namibe

Namibe
-
O Presidente do Conselho de Administração do Banco de Comércio e Indústria, Adriano Rafael Pascoal, procedeu, hoje, ao lançamento do crédito de Campanha Agrícola para o fomento da actividade dos pequenos e médios produtores agrícolas 2011.
Beneficiaram do crédito de Campanha Agrícola três cooperativas com 85 associados cada, num valor de cinco mil dólares em inputs agrícolas.
Segundo Adriano Rafael Pascoal, o crédito de Campanha Agrícola demonstra o empenho do Governo e de diferentes instituições financeiras para integrar os camponeses no processo de reconstrução nacional, aumentado a produção para a consolidação da economia nacional.
Com instuição pública, afirmou, o BCI respondeu ao apelo do Governo para contribuir na inserção económica, financeira e social das comunidades camponesas ajudando no programa de combate à pobreza e à fome”.
"O crédito de Campanha Agrícola vai permitir que os camponeses tenham acesso aos principais mercados que precisam do seus produtos, aumentando a oferta e reduzindo os preços, por isso, acrecescentou, o projecto é extremamente importante atendendo as necessidades dos camponeses, bem como a estabilização e crescimento da economia".
O vice-governador do Namibe, Alcides Gomes Cabral, apelou aos beneficiários para honrarem com os compromissos para que tenham credibilidade junto às intuições bancárias.
Os camponeses agradeceram ao governo por ter concedido o crédito, através do BCI e comprometeram-se a reembolsar o valor no prazo estabelecido de 10 meses.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 04, 2011 9:11 pm

Namibe
Docentes universitários recebem residências

Namibe
Os docentes da escola superior pedagógica do Namibe “Maria de Lurdes” receberam hoje (quinta-feira) seis residências do tipo T3, construídas no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP / 2010).
No acto de inauguração, o vice-governador para área económica, Alcides Cabral Gomes, frisou que as infra-estruturas estão bem apetrechadas e custaram aos cofres do estado 36 milhões de Kwanzas.
Alcides Cabral Gomes sublinhou que a entrega das residências visa potenciar os quadros do sector da educação, assim como da saúde, de forma a que possam melhorar e criar condições condignas de vivência.
O director provincial da educação do Namibe, Pacheco Francisco, considerou louvável a iniciativa do governo, por ser uma acção que visa a resolução de alguns problemas de alojamento dos docentes.
O responsável frisou que nesta primeira fase foram entregue seis residência que poderão albergar nove professores, estando em agenda a preparação de outras residências para os futuros professores que poderão assegurar o terceiro e quarto ano em diversas especialidades.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Fev 08, 2011 11:37 pm

08-02-2011 19:58

Namibe
Administradores municipais devem trabalhar afincadamente para redução da pobreza

Namibe
O vice-ministro do Comércio, Archer Mangueira, exortou hoje (terça-feira) no Namibe, os administradores municipais a trabalharem afincadamente por forma a reduzir a fome e a pobreza no seio das populações.
Tal exortação foi feita no encerramento do seminário sobre “a implementação dos programas municipais integrados de desenvolvimento rural e combate à pobreza“, realizado desde segunda-feira no Namibe.
“Vamos todos trabalhar no sentido de fazer com que as nossas populações possam começar a viver em condições melhores, concretamente nos domínios da saúde, saneamento básico, segurança alimentar”, reforçou.
Por seu turno, o director provincial da Agricultura no Namibe, Gabriel Félix, considerou o encontro como instrutivo para o programa integrado dos municípios.
Gabriel Félix disse que o sector tem como aposta para este ano o aumento de níveis de produção em diversos produtos agrícolas, de forma a combater a fome e a pobreza no meio rural.
Para o responsável, a intenção este ano é trabalhar mais, com aquisição de novos meios técnicos como tractores, charruas e outros inputs agrícolas, colocando à disposição das populações vários produtos do campo.
O responsável mostrou-se ainda preocupado com a falta de meios de transporte para o escoamento dos produtos em diversas localidades da província e lamentou o estado crítico de algumas vias que, de certo modo, dificulta o trabalho dos agricultores.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 11, 2011 11:20 pm

11-02-2011 10:15

Namibe
Incêndios causam uma morte no Kamucuio

Namibe
-
A Direcção Provincial dos Serviços Bombeiro e Protecção Civil do Namibe registou, no período de 31 de Janeiro a sete de Fevereiro, três incêndios de pequenas proporções que causaram a morte de uma pessoa e danos materiais avaliados em 198 mil 500 kwanzas.
Comparativamente aos sete dias anteriores, houve o aumento de dois incêndios e danos materiais avaliados em 40 mil kwanzas. No período anterior foram registados um incêndio e prejuízos fixado em 158 mil 500 kwanzas.
Em declarações hoje à Angop, o porta-voz da instituição, Agostinho Candeeiro Pedro, afirmou que das principais causas destacam os curto-circuitos.
De acordo com a fonte, destes incêndios destaca-se a morte de uma mulher de 60 anos de idade em consequências do incêndio da residência em que vivia no município do Kamucuio a 240 quilómetros a norte da cidade do Namibe.
Agostinho Candeeiro Pedro afirmou que o incêndio além de causar a morte da idosa provocou a destruição parcial da referida residência
Agostinho Candeeiro Pedro disse que durante o período em análise foi removido o cadáver de um jovem vítima de afogamento na praia do Namibe
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 18, 2011 5:45 pm

Sinistralidade
Acidentes causam dois mortos e 13 feridos no Namibe

Namibe
- Duas pessoas morreram e 13 ficaram feridas, em consequência de 16 acidentes de viação, registados pela Direcção Provincial da Viação e Trânsito do Namibe, durante o período de sete a 14 do mês em curso, tendo causado danos materiais avaliados em 10 milhões de kwanzas.
Um relatório da corporação, chegado à Angop hoje (sexta-feira), indica que comparativamente a semana anterior, a unidade verificou aumento de um morto, mais sete feridos e mais de nove milhões e 360 mil kwanzas de danos materiais.
O Comando local da Polícia registou 16 acidentes, contra sete em relação a semana anterior.
O documento acrescentou que os referidos casos foram caracterizados por seis colisões entre veículo automóvel, quatro atropelamentos, igual número entre veículo automóvel e motociclos simples e duas colisões entre motociclos simples.
"A falta de precaução por parte dos peões na travessia das faixas de rodagens, a inobservância das regras de sinalização de trânsito do código de estrada e condução ilegal, foram apontadas como as principais causas da sinistralidade rodoviária", assegurou a fonte.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Fev 25, 2011 10:47 pm

25-02-2011 18:07

Namibe
Polícia de trânsito aplica mais de 50 multas

Namibe
-
Um total de 57 multas foram aplicadas aos transgressores do código de estrada e seus regulamentos pela Direcção Provincial de Viação e Trânsito do Namibe, no período compreendido entre 14 a 20 do mês em curso.
De acordo com um informe daquele órgão da Polícia Nacional, chegado hoje à Angop, comparativamente à semana anterior houve uma diminuição de 38 multas.
Os municípios em que tais transgressões ocorreram são, por ordem decrescente, a sede (Namibe), com 52 casos, Tômbwa, cinco, sendo que a Bibala, Kamucuio e Virei não registaram qualquer caso.
O documento refere que as infracções tiveram a ver com o não uso de capacetes de protecção, falar ao telefone no exercício de condução e por circular com vidros descaracterizados.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Mar 04, 2011 8:01 pm

04-03-2011 19:03

Namibe
Cidades do Namibe e Lubango sem ligação devido ao desabamento da ponte do Giraul

Namibe
-
A ligação entre as cidades do Namibe e Lubango está interrompida temporariamente devido ao desabamento da ponte do rio Giraul de Cima, próximo da Leba Pequena, provocado pelo forte curso das águas das chuvas que vêm do interior da província da Huila.
A ponte possuía 120 metros de comprimento e sete de largura, com capacidade de suporte de 60 toneladas. A estrutura havia sido reabilitada em 2004, num investimento do governo central, avaliado em três milhões de dólares norte-americano.

Mais de mil viaturas circulam diariamente naquela ponte.

Falando hoje á Angop, o chefe de divisão das obras do Instituto Nacional de Estradas de Angola do Namibe, Pedro Jackes, não avançou informações sobre a sua recuperação, apontando, no entanto, a via do Saco-Mar, vulgo Giraul de Baixo, em direcção ao desvio entre o troço rodoviário do campo prisional do Bentiaba e a cidade do Lubango, como a alternativa possível para a circulação.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Mar 18, 2011 5:24 pm

18-03-2011 11:06

Visita
Secretário dos Direitos Humanos aguardado no Namibe

Luanda
- O secretário de Estado para os Direitos Humanos, António Bento Bembe, efectua uma visita de trabalho de 21 a 25 do mês em curso à província do Namibe no âmbito das suas atribuições.
De acordo com uma nota de imprensa a que a Angop teve hoje, sexta-feira, acesso a deslocação de António Bento Bembe circunscreve-se em debater com os diferentes actores sociais sobre o seu papel em matéria dos direitos humanos.
Avaliar a situação dos direitos humanos na província relativamente à última visita realizada em Fevereiro de 2009, verificar o ***primento da observância dos direitos humanos no modelo do bem-estar e divulgar a cultura sobre esta matéria através do diálogo e debates são outros dos objectivos da sua deslocação à província do Namibe.
Dentre os objectivos desta visita inclui-se ainda uma deslocação a unidade penitenciaria do Bentiaba.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Mar 29, 2011 4:18 pm

Namibe
Músicos cristãos promovem concerto de beneficência às vítimas das chuvas

Namibe
– Grupos de louvor de distintas igrejas evangélicas e artistas individuais ligados à música gospel promoveram domingo, na cidade do Namibe, um concerto de beneficência às vítimas das chuvas que se abateram sobre a província.
O evento, realizado em frente ao templo da Assembleia de Deus Pentecostal, numa organização do núcleo da Associação de Músicos Cristãos do Namibe, foi assistido por centenas de fiéis que, num gesto de solidariedade, levaram produtos diversos para serem doados aos sinistrados.
As irmãs Esperança Boneca e Blachá, que exibiram as suas obras actualmente no mercado, foram a grande atracão da “tarde gospel”.
No final da actividade, o pastor Neves Ngunga Muindy lembrou que o melhor gesto no amor é praticar dando ao próximo aquilo que necessita, acrescentando ser nessas alturas que o povo de Deus deve mostrar o amor divino para ajudar aqueles que viram todos seus haveres destruídos pelas águas.
Em declarações à Angop, o coordenador do núcleo da Associação dos Cristãos do Namibe, Luciano Nonguendo, assegurou que os produtos arrecadados serão encaminhados na próxima quarta-feira para as localidades mais afectadas pelas chuvas, nomeadamente Jiraul e Saco-Mar.
Explicou que o concerto musical abriu o ciclo de beneficência que a organização vai continuar a promover, de várias formas, para acudir as populações de outras regiões atingidas pelas enxurradas.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Abr 09, 2011 3:55 pm

Namibe
Acidentes causam três mortos e 10 feridos

Namibe
- Três pessoas morreram e 10 ficaram feridas em consequência de 11 acidentes de viação registados na província do Namibe, de 27 de Março a 03 deste mês, pela Direcção Provincial da Viação e Trânsito, soube-se hoje, sexta-feira.
Segundo o relatório semanal da corporação a que a Angop teve acesso, comparativamente à semana anterior, a unidade verificou o aumento de um morto e três feridos.
Os danos materiais foram avaliados em um milhão e 900 mil kwanzas contra um milhão e 030 mil kwanzas da semana anterior.
O comando registou 11 acidentes, mais três em relação à semana anterior, e caracterizaram-se em colisões entre veículos automóveis, atropelamentos, despistes, entre outros, em que estiveram envolvidos sete veículos automóveis e 10 motociclos simples.
A falta de precaução por parte dos peões na travessia das faixas de rodagem, a inobservância do código de estrada e condução ilegal foram as principais causas dos acidentes.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor Vitor Oliveira em Domingo Maio 01, 2011 7:40 pm

Cheias no Namibe arruínam as lavras

Imagem Especialistas preocupados com a degradação dos solos de dezenas de fazendas inundadas vaticinam baixa de produção hortofrutícola

A devastação pelas cheias de fazendas, lavras e hortas nos vales dos rios Bero, Macala e Giraúl lançou na ruína dezenas de famílias da cintura verde do Namibe. São às centenas os pequenos agricultores que ficaram sem nada e estão parados desde o dia 4 de Março.
No Giraúl de Baixo, o agricultor António Pedro perdeu todos os seus haveres. As enxurradas destruíram as lavras e hortas. A maioria dos fazendeiros está inconsolável e recorda, com tristeza, que há muito vêm lutando contra as cheias e as secas.
“É preciso estudar os rios e proceder ao seu desassoreamento”, disse à reportagem do Jornal de Angola António Pedro.
“Já vimos que algumas entidades revelam um desconhecimento quase total do que são os vales dos rios da província, onde as cheias são cíclicas, mas ninguém toma medidas para evitá-las”, disse ainda António Pedro.
Com esta situação aumenta o desemprego e a pobreza. Mas o ministro da Agricultura, Afonso Pedro Canga, prometeu medidas de apoio às vítimas das calamidades.
As secas e as cheias na região acontecem ciclicamente. A 5 de Abril de 2001, os agricultores dos vales dos rios Bero, Macala, Giraúl tiveram avultados prejuízos, avaliados em milhões de dólares, como consequência das secas e das cheias.
António Pedro diz que “de lá para cá nada se fez para prevenir a situação”. A título de exemplo, referiu que as obras para o controlo das cheias do rio Bero estão atrasadas, por alegada falta de financiamento.
“O vale do rio Bero foi sempre um vale de lágrimas para os agricultores. Ou perdem as culturas com as secas ou as vêem destruídas pelas cheias”, lamenta António Pedro. O administrador municipal do Namibe, Armando Valente, diz que as obras de regularização do caudal do rio pertencem ao Executivo e são fiscalizadas pela Opway.

Números preocupantes

Os vales do rio Bero, Macala e Giraúl têm 202 fazendeiros agro-pecuários em 35.473 hectares de terras. “Todos estão parados devido às cheias que destruíram quase todos os seus haveres”, afirmou António Pedro.
Na região existem 112 associações com 9.932 camponeses e 23 cooperativas com 3.895 membros. “Todos estão parados”, disse o agricultor. Explicou que “agora há aqui um problema que tem a ver com a dívida contraída à banca por algumas associações e cooperativas agro-pecuárias do Namibe para a campanha agrícola 2010/2011”. Os valores dos empréstimos contraídos ao Banco do Comércio e Indústria (BCI) e ao Banco de Poupança e Crédito (BPC) são de milhões de kwanzas, cujo reembolso deve ser feito em dez meses.
Num encontro entre a União Nacional dos Camponeses Angolanos (UNACA), a Federação das Associações e Cooperativas Agro-pecuárias e a Direcção Provincial da Agricultura do Namibe foram avaliados os prejuízos das cheias. E foi tomada a decisão de pedir aos bancos o reescalonamento da dívida e a concessão de novos créditos aos que perderam as culturas.

Uma dura realidade

Alguns agricultores da cintura verde do Namibe ainda conseguiram colher tomate e couve, em terrenos não atingidos pelas cheias. Estão a vender os produtos nos principais mercados da cidade.
Em pequenas propriedades familiares estão a ser produzidos batata-doce, cebola, repolho e cenoura. No Giraúl de Baixo, onde a ponte que desabou isolou povoações inteiras, Fernando Calenga trabalha nas culturas que escaparam das cheias. Cultiva tomate, pimento, cenoura, batata-doce e couve: “dá para viver com o cinto apertado”, disse com o rosto a demonstrar toda a tristeza que lhe invade a alma. Uma pequena horta que se salvou das inundações, duas vacas leiteiras e alguns cabritos são o que resta a este agricultor.
“Quem não conheceu outra vida, acaba por criar gosto a este tipo de trabalho. Há 50 anos que trabalho no campo. Nasci e fiquei logo ligado à terra. Com quatro anos já andava com uma junta de bois. O que me aconteceu foi uma grande desgraça mas não é a primeira vez, os meus pais já eram agricultores neste terreno”, disse com os olhos marejados de lágrimas.
Fernando Calenga conta que os seus filhos quebraram o pacto com a terra: “os nossos filhos nunca se agarraram à agricultura. Tenho um filho empregado no Porto Comercial do Namibe e uma filha é professora do primeiro ciclo no Lubango”. Embora não saiba ler nem escrever, conta que a mulher, Anunciação da Silva, já andou na escola: “quem me dera saber ler, como ela”.
Reconhece que as dificuldades causadas pelas cheias são muitas. O que o leva a aguentar o barco, é a criação de cabritos, aves e as duas vacas leiteiras que não foram sacrificadas pelas cheias. “O tomate e a couve vão dando algum dinheiro”.
O agricultor Jorge Artur, um jovem, está inconsolável: “esta gente sofre muito, trabalha tanto a terra para nada”.
As parcas economias que amealhou foram por água abaixo: “nesta hora precisamos de todo o apoio, sobretudo créditos com juros bonificados”.

Produtos mais caros

Com a devastação das lavras, fazendas, currais, capoeiras e equipamentos agrícolas da cintura verde do Namibe, devido às cheias de 4 de Março, os preços dos produtos do campo ao consumidor estão agora mais altos.
O tomate, a batata e a cebola são os produtos que mais dispararam no mercado local. Um balde de cinco quilos de tomate está a ser vendido a mil kwanzas contra os anteriores 250 kwanzas, o de cebola a 700 kwanzas e 800 e cinco quilos de batata custam 800 kwanzas.
O director provincial do Instituto de Desenvolvimento Agrário, José Maria, disse que os níveis de produção hortofrutícola nos vales dos rios Giraúl de Baixo e de Cima podem ****** consideravelmente nos próximos tempos, devido às transformações que ocorreram nos solos por causa das cheias que inundaram aquela região.


Imagem
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor Vitor Oliveira em Domingo Maio 01, 2011 7:45 pm

Esperança substitui chuvas da desgraça

Imagem Os tons castanhos da terra e o cinzento das chapas sobrepõem-se na paisagem do acampamento de deslocados de Giraúl de Cima

Os pingos diminuíram. Não se vê a aridez típica do clima semi-desértico. O verde cobre totalmente a terra de piso regular. Namibe, a cidade, ficou para trás. A uma certa distância já dá para ver quão extensa é a área. A maioria das casas é feita de chapas de alumínio. Blocos de cimento e pedras são empregues apenas para fixar a cobertura, igualmente de chapas. Há algumas tendas de lona, do tipo militar. Vemos 13 grandes. Batemos a uma dessas “portas” para falar com o soba ou com o responsável do acampamento de deslocados de Giraúl de Baixo instalados nos arredores da cidade.
Da casa improvisada sai um homem de estatura média. Veste camisola amarela e calça azul de ganga. Sapatilhas e um boné escuro compõem o visual. Mesmo sem sabermos quem é, reconhecemos, pelo porte, que se trata de alguém imbuído de autoridade. Contrariamente ao Giraúl de Cima, a maioria dos deslocados do Giraúl de Baixo é de origem ovimbundu. “Mas eu sou mucubal”, apresenta-se o soba Augusto Jerónimo Carlos. No lugar do *** ou da catana, característica dos homens do seu grupo etnico-linguísitico, traz numa mão o telemóvel e na outra, uma esferográfica.
Augusto Jerónimo Carlos é um soba dos tempos modernos, adaptado às necessidades do quotidiano. Indica que o bairro começou a “nascer” ali, em 5 de Março, logo após as primeiras enxurradas do dia anterior. “Os populares começaram a vir aos poucos, o Governo deu carros para transportar as pessoas”, recorda. Curiosamente, não há aqui vestígios dos campos verdes. Os tons castanhos da terra e o cinzento das chapas sobrepõem-se na paisagem, onde a luta pela sobrevivência convive com a esperança.
Naquele acampamento, como nos demais, a alimentação constitui o maior problema. A população, maioritariamente praticante da agricultura de subsistência, perdeu bens, as áreas de cultivo e a principal fonte de rendimento. Os donativos, em número crescente, ajudam a diminuir as dificuldades, mas são insuficientes para suprir as carências alimentares básicas.
“Aqui ninguém ficou com nada, toda a gente está a chorar, a ver a água passar pelas nossas hortas.
Está-se mal mesmo”, desabafa. A falta de água constitui outra “dor de cabeça” para a comunidade. Uma cisterna abastece o acampamento duas ou três vezes por semana, o que não atende às necessidades. O ideal era “ter cinco cisternas”, estima.
Como alternativa, os moradores têm de acarretar água no rio que, além de barrenta, arrasta troncos e todo tipo de detritos, incluindo animais mortos. Reflectindo essa realidade, o soba informou que o posto médico montado numa tenda regista diarreias e febres como doenças mais comuns.
“Estamos aqui provisoriamente. A nossa futura área indicada pela administração é aquela ali”, aponta para o terreno, onde já se vêm máquinas niveladoras. Enquanto esperam por melhores condições tentam, dentro do possível, organizar a vida. A prioridade é arranjar, pelo menos, duas tendas para servirem de escola para as crianças. No acampamento vivem dois professores que não estavam quando passamos. “Os demais são da cidade, mas temos um autocarro”, afirma.

A vida renasce

Augusto Jerónimo Carlos dá algumas orientações. Sobe para a motorizada e convida-nos a segui-lo pelos recantos do novo bairro que conhece bem. Ao lado do posto médico circula um tractor que não interrompe a marcha. O soba trata as pessoas pelo nome. Ao longo do trajecto, os miúdos saúdam-no. Alguns competem com a motorizada, que anda em marcha lenta, até perderem o fôlego. Regressam para as suas abstracções. “Garrafinha”, “Mete e tira”, “Buraca” e outras mil brincadeiras.
Por volta das 15 horas é enorme a movimentação. Encontramos baldes e bacias enfileiradas no ponto de paragem do camião que traz água. Mulheres equilibram recipientes na cabeça, carregam sacos cheios. Algumas ainda trazem bebés às costas. Vergadas ao peso da responsabilidade de manterem as famílias unidas e de colocarem alimentos “na boca” dos filhos, nunca dispensam o sorriso na altura da saudação.
Olinda Maria dá passadas largas. Vem da cidade, conseguiu “alguma coisa” que transporta no saco preto de calendário de um qualquer ano passado. “Os filhos não querem saber se perdemos a nossa casa e a lavra. Eles choram quando têm muita fome”, diz. De 34 anos, vive com a família no acampamento. O marido “remedeia-se” com pequenos biscates. A ela, uma prima ajudou-a a arranjar trabalho de lavadeira no Namibe. “A minha mãe me ensinou a lavar bem lá no rio”, comenta. As roupas branquinhas no estendal justificam a vaidade.
Os quatro filhos correm em direcção à mãe. Brindam-na com o abraço reconfortante que apenas as crianças proporcionam. Por instantes, problemas e dificuldades se diluem. Os dois mais novos disputam, radiantes, a nota de dez kwanzas. Dá perfeitamente para comprarem dois “sambapitos” na quitanda ao lado de casa. Olinda entra e nós prosseguimos a visita guiada por Augusto Jerónimo Carlos.
Além, um miúdo de 6 anos está sentado por cima de um tamborão. Outro, de 3, está de pé. Inquiridores, olham para o carro de reportagem do Jornal de Angola. Aceleramos a marcha e o mais novo põe-se a correr. O outro, rebolando o tamborão, corre atrás dele, sob os aplausos da “assistência”. Falta-nos capacidade para alcançar o imaginário das crianças, mas captamos o seu sorriso.

Antenas e geradores

Já percorrermos mais de um quilómetro dentro do bairro. Afinal, é maior do que aparentava. Perguntamos novamente ao soba a densidade populacional. Confirma que vivem acima de 1.500 pessoas. “Só? Parece haver mais”. Diante da insistência, a explicação: “Ainda não recebi o duplicado do registo.
A administração tem o número exacto porque os deslocados foram chegando aos poucos”. Pertinho da zona residencial, um camião e o tractor de marca Caterpillar indicam a realização de obras. Os trilhos na areia húmida indicam a passagem recente de viaturas de grande porte.
Apesar da precariedade das casas de chapa, o acampamento de deslocados de Giraúl de Baixo tem um pulsar de vida que não vimos noutros campos. Há cantinas improvisadas e barraquinhas de venda. Vários grupos de moradores conversam animadamente. Galinhas à solta procuram grãos em quintais não demarcados. Cães dormitam ao lado dos donos… Enfim, cenas dispersas que transmitem a sensação de tranquilidade.
A motorizada de marca Yamaha com o respectivo capacete pendurado estacionada defronte a uma moradia não é uma imagem propriamente rara. Menos raras são as antenas de televisão, assim como os fios condutores de electricidade a partir de pequenos geradores particulares.
E também se vê televisão por satélite em pouquíssimos agregados familiares. Já no campo de deslocados do Giraúl de Cima vimos apenas uma antena parabólica e uma motorizada a “destoar” totalmente do cenário de carências.
Na noite em que o rio começou a transbordar, muitos moradores conseguiram resgatar artigos de consumo como geradores e televisores. Outros, em maior número, perderam absolutamente tudo devido à falta de meios próprios de transporte.
Foram-se os bens materiais, ficou a disposição de reerguer-se e continuar a lutar pela vida, como recorda o soba. Perto do fim do acampamento avistamos o autocarro número 28 da “ACP Solidariedade, Serviço de Transporte Público”.
O autocarro estabelece ligações regulares entre o bairro e a cidade.
Enquanto uns aguardam ordeiramente para subir, outros descem. Trazem tudo o que podem. Saltam à vista as chapas de alumínio enrodilhadas que o senhor de meia-idade transporta aos ombros com algum esforço. É o esforço de protagonistas em busca do final feliz para o drama que mobilizou a opinião pública local e nacional.
Rádios e igrejas apelaram à solidariedade, personalidades como o futebolista Akwá emprestaram o seu nome à causa, uma petrolífera doou cerca de duas mil chapas de zinco em prol da campanha que ainda não terminou.
Mas a visita guiada termina. Chegamos ao fim do acampamento. O soba Augusto Jerónimo Carlos faz inversão de marcha. Despede-se. Mil tarefas aguardam pela sua presença. Os moradores do campo de deslocados do Giraúl de Baixo começam a recolher-se para a refeição do dia. É também a hora do reencontro familiar. Quase a anoitecer sente-se o sopro que prenuncia a mudança de clima. Dias frios se avizinham.


Imagem
Avatar do utilizador
Vitor Oliveira
Administrador do fórum
 
Mensagens: 5484
Registado: Sexta Abr 24, 2009 2:14 pm
Localização: Alferrarede - Abrantes - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Maio 03, 2011 3:48 pm

Namibe
Secretário da Unta considera baixo salário mínimo nacional

Virei
-
O secretário executivo provincial do Namibe da UNTA-CS, António Calambo, disse hoje, na vila do Virei, que o salário mais baixo da função pública não permite adquirir a sexta alimentar básica e fazer face a outros gastos de um agregado familiar, tais como a saúde, educação, transporte, entre outros.
Em declarações à Angop, nesta vila que dista a 145 quilómetros da sede da província do Namibe, à margem das festividades do primeiro de Maio, afirmou que é digno que os trabalhadores exijam do governo melhor distribuição da renda nacional para satisfazer as suas necessidades básicas.
"É verdade que a economia angolana encontra-se num crescimento alto, mas os benefícios sociais estão aquém de garantir a sobrevivência sã e a vida dos trabalhadores e suas famílias. Pois se o país cresce em todos os sectores, não se justifica com alegada falta de produtividade para proporcionar o reajuste dos salários ", enfatizou.
António Calambo continuou dizendo que perante este desiderato resta aos sindicatos aprimorar a sua acção reivindicativa para resgatar o que é de direito dos trabalhadores enquanto criadores da riqueza nacional. Empreender a luta contra as doenças comuns, especialmente contra o paludismo e a propagação do HIV e a estigmatização dos portadores do vírus continuará na agenda de trabalho dos sindicatos.
Garantiu que o papel da UNTA deve incidir na defesa sindical dos interesses e deveres dos trabalhadores e em primeira instância no diálogo entre o liderado e a entidade patronal.
Defendeu igualmente a regulamentação da lei geral de trabalho doméstico, criação e gestão do fundo social nas empresas, postos de saúde farmacêuticos e exames médicos, bem como afinar os aspectos de inspecção geral de trabalho, celebração de contrato de trabalho, criação de condições de prevenção de acidentes de trabalhos e doenças nas empresas.
De acordo com o secretário-geral da Unta no Namibe, os sindicatos vão continuar a privilegiar o ideal e a ordem de acção social permanente em todos assuntos relacionados com os direitos laborais, com o propósito de salvaguardar a existência de uma paz social e favorável à reconstrução nacional.
A Unta no Namibe controla mais de 16 mil trabalhadores, seis mil dos quais estão filiados na central sindical.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: NOTÍCIAS DO NAMIBE

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Maio 12, 2011 9:21 pm

12-05-2011 13:09

Namibe
Mais de cem responsáveis participam no conselho da criança

Namibe
- Cento e sessenta e quatro responsáveis de diversos órgãos, administradores municipais e comunais, entidades eclesiásticas e autoridades tradicionais participaram hoje, quarta-feira, no conselho provincial da criança, no município da Bibala, 180 quilómetros a Norte da cidade do Namibe.
Na qualidade de coordenadora do Conselho Provincial da Criança, a vice-governadora provincial para o sector político e social, Maria dos Anjos Mahove, enalteceu, durante o acto de abertura, os objectivos pelos quais foi criado o referido órgão.
Durante o encontro, foi analisado o relatório bienal 2009/2011 referente a implementação dos 11 compromissos da criança, por cada município da província.
Por último, os participantes mostraram-se satisfeitos com o funcionamento do conselho em relação os onze pontos sobre a criança, bem como comprometeram-se ***prir com todos os programas que visam dar uma qualidade de vida a todas as crianças.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para SALA DO NAMIBE

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron