PAMBANGALA

NOTÍCIAS, FOTOS E VÍDEOS

PAMBANGALA

Mensagempor maria em Quarta Out 06, 2010 2:10 pm

Tensão e expropriação no Kwanza Sul
Caracterizado por uma forte presença de fazendas, o município da Conda é uma das zonas onde se registam conflitos entre as comunidades locais e os novos donos de terras. Ainda existem no local, segundo dados apurados por este jornal, 13 fazendas ocupadas por antigos trabalhadores.

Uma fazenda com 60 mil hectares no Jombe II envolve no seu perímetro 10. O fazendeiro destruiu as culturas da população e esta replicou partindo os marcos da fazenda e outras acções de revolta.

Segundo consta, os populares já recorreram à Associação Mãos Livres para advogar o caso. Apesar da intervenção do Governo Provincial do Kwanza Sul, não houve uma solução porque o relatório informa que o empresário não acata as decisões governamentais e a população diz que prefere morrer no local.

No mesmo município, um outro empresário que, anteriormente litigava com antigos trabalhadores das fazendas aí existentes na área de Pinelas, teve de ceder parte das terras para utilização da comunidade, após a intervenção da administração municipal em 2005.

Mas até hoje se está por resolver uma outra contenda que opõe a Igreja do 7º Dia, que reclama a titularidade da Fazenda do Icucu, e os habitantes que também se dizem proprietários dos espaços onde estão, porque o antigo dono não havia comprado as parcelas. Na parte sul do Sumbe, um grupo de mulheres da comunidade de Wambele que pratica a agricultura nas margens do rio Keve foi confrontado com a informação de que o vale pertence a um privado. No local existe uma associação de campo neses que legalizou as suas terras.


O caso continua em tribunal, embora as senhoras não tenham condições de pagar os honorários de um bom advogado. Ainda na capital do Kwanza Sul, um outro privado expropriou terra de outros camponeses na zona do Ote, na área de Cassosso, onde a população sempre trabalhou.

“A disputa pelos espaços e recursos naturais também ocorre entre os privados. Na anhara Mombolo existem conflitos entre dois fazendeiros que disputam os limites pela sobreposição de croquis de localização das fazendas. O primeiro requereu a sua fazenda em 1995, portanto, antes do fim do conflito armado (cerca de 1000 ha) e o segundo fez a sua ocupação a partir de 2004, tendo incluído parte do terreno de outro na sua fazenda (cerca de 10.567 ha). O assunto já foi parar ao tribunal e o conflito está aparentemente latente”, garante a pesquisa, referindo-se ao município do Cassongue.

Por outro lado, os investigadores acrescentaram que “na Pambangala, o Projecto Aldeia Nova está a estender-se e poderá envolver várias fazendas já ocupadas por fazendeiros.Trata-se de um potencial diferendo de terras, embora ainda não se tenha tocado em nenhuma das fazendas”.








Avatar do utilizador
maria
Moderador
 
Mensagens: 154
Registado: Quarta Maio 13, 2009 12:43 am
---------

Voltar para SALA DO KUANZA SUL

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron