SAÚDE EM ANGOLA

DESENVOLVIMENTO - SAÚDE - ECONOMIA - LIBERDADE - CRIMINALIDADE - LUSOFONIA

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Out 15, 2009 2:31 am

Uíge
Malária mata 13 crianças no Negage

Uíge - Pelo menos 13 crianças menores de cinco anos de idade morreram de Janeiro a Setembro deste ano, no município de Negage, 37 quilómetro a nordeste da cidade do Uíge, em consequência da malária, informou nesta quarta-feira o Supervisor local do Programa de Luta Contra a Malária
Falando à Angop, na cidade do Negage, António Nito Mateus explicou que, durante esse período, o hospital notificou dois mil e 41 casos de malária, com maior incidência nas crianças de menor idade e mulheres grávidas.
O responsável referiu ainda que, para conter a situação, o hospital local pôs à disposição das gestantes em idade fértil e crianças 14 mil mosquiteiros.
Afirmou que uma campanha de pulverização do meio ambiente está a ser preparada com a formação de cinco pulverizadores, que vão trabalhar em todo município até Dezembro próximo, para combater o vector da doença na região.
O supervisor do Programa de Luta contra a Malária no Negage precisou que a campanha de pulverização será encabeçada por um especialista cubano em anti-vectorial, Jorge Alberto, que reforça o corpo médico na província.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 16, 2009 2:21 am

Saneamento
Inac exorta escolas a aderirem campanha de lavagem das mãos

Benguela
- A Direcção Provincial do Instituto Nacional da Criança em Benguela (Inac) exortou hoje (quinta-feira), nesta cidade, as instituições do ensino geral público e privado, sociedade civil e famílias, a aderirem a campanha de sensibilização da "Lavagem das Mãos", com vista a evitar várias doenças.
De acordo com uma nota da instituição enviada hoje à Angop, a campanha enquadrada na celebração do dia mundial da Lavagem das Mãos, que hoje se assinala, serve para cada criança, adolescente, jovem, adulto ou idoso adoptar o hábito de lavar as mãos com água e sabão.
O documento adianta ainda que, lavar as mãos é um gesto simples e muito importante na vida das pessoas, pois contribui para a prevenção de doenças que podem levar uma criança a morte, tais cólera, diarreia, hepatite, gastroenterite e outras.
Por outro lado, no município do Cubal, 171 quilómetros da cidade de Benguela, o chefe da repartição municipal para área social do município do Cubal, Pedro Hungulo apelou as crianças à observância dos princípios higiénicos, visando a prevenção de doenças, no âmbito das comemorações do "Dia internacional da Lavagem das Mãos".
O responsável que falava em representação do administrador municipal do Cubal, Veríssimo Sapalo, na escola primária Garcia Neto nº 40, precisou que, lavar as mãos antes e depois das refeições e do uso do quarto de banho ou latrina, são procedimentos a ter em conta diariamente.
De acordo com o responsável, torna-se menos dispendioso prevenir a doença ao invés de curar, tendo feito alusão a necessidade e importância de que se reveste a "Educação para a Saúde", de modo a que a sociedade tenha conhecimento dos elementos básicos e procedimentos para evitar certas doenças.
O acto central nacional dos comemorações do Dia Mundial da Lavagem das Mãos decorreu na cidade de Benguela, tendo sido presidido pelo ministro da Educação, Burity da Silva e contou com a presença da vice-ministra da Saúde, Evelize Frestas e membros do Unicef.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Domingo Out 18, 2009 2:01 am

Huambo
Feira da saúde distribui 200 escovas de dentes

Huambo
- Duzentas escovas de dentes foram distribuídas à mulheres grávidas e crianças na II feira provincial de saúde aberta hoje na cidade do Huambo, numa iniciativa da direcção local da saúde em parceira com os serviços essenciais de saúde (SES) e o grupo Tondinha Irmãos Lda.
A coordenadora do Projecto Sorriso, Sara Leandro, disse que as escovas de dentes foram adquiridas pela organização não governamental "Amosmid", parceira desta actividade que visa ***prir com o "pré natal odontológico" nas grávidas evitando doenças aos recém nascidos.
Este ano, a feira está subdividida por municípios sendo que; na tenda do município do Huambo estão a funcionar os serviços de vacinas, testagem voluntária de VIH/Sida e primeiros socorros. No Tchinjenje está-se a fazer cnsultas pré-natal e administração do Fansidar, no Longonjo (medicina geral), na Tchicala-Choloanga (palestras sobre malária) e no Mungo (farmácia).
Nos municípios de Caála (dados estatísticos), Ekunha (tensão arterial), Bailundo (aconselhamento e entrega de métodos de planeamento familiar), Londuimbali (testes rápidos de malária) e Ukuma (consultas de pediatria).
Foram ainda montadas tendas para doação de sangue, consultas de oftalmologia e palestras sobre diversos temas.
Estão também na feira as clínicas privadas, Sonangol, Soneka, Cassala e Tchissola, para além dos serviços de inspecção-geral do trabalho (Mapess) e o instituto de defesa do consumidor, com serviços diversos e gratuitos.
O evento decorre no largo Saydy-Mingas com o objectivo de educar, curar e recrear a população para além de partilhar os progressos atingidos ao longo do ano, na melhoria dos serviços e da situação sanitária da população, fortalecer as relações e esforços técnicos, académicos, organizativos com a integração de instituições públicas, sociedade civil, comunidade científica da província, comités de saúde, sector privado industrial, agro-pecuário e comercial.
O governador da província do Huambo, Albino Malungo, foi o primeiro a realizar vários testes num acto que marcou a abertura da feira que termina no principio da noite de hoje e considerou uma iniciativa positiva no quadro da sensibilização do cidadão para com os cuidados essenciais.
No dizer do director provincial da saúde a 1ª feira da saúde foi realizada no dia 15 de Novembro de 2008 sob o lema "Cuide da sua Saúde e dê vida à cidade e vida" e pensa-se realizar eventos anuais.
A feira de saúde é um evento de entretenimento de carácter educativo através do qual são utilizadas actividades de diversão ou distracção para transmitir mensagens educativas que promovam mudanças de atitude nas pessoas.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Out 20, 2009 4:03 am

Saúde
Hábitos higiénicos e alimentares podem prevenir doenças tropicais

Luanda
– A medica especialista em saúde pública Isilda Neves considerou hoje, em Luanda, que os bons hábitos higiénicos e alimentares ajudam a prevenir a malária e as doenças do fórum respiratório, assim como as diarreicas agudas frequentemente observadas na época chuvosa.
Falando à Angop, a propósito da prevenção e combate às calamidades naturais, a especialista sustentou que as doenças mais frequentes continuam a ser as transmissíveis, entre as quais a malária, as diarreias e infecções respiratórias.
Para si, nessa época aumentam as doenças porque o número de vectores e locais de reprodução dos mesmos crescem, aumentando também as doenças diarreicas que podem ser de origem viral e bacteriológica, motivadas pelo consumo de água não tratada e o consumo de alimentos higienicamente mal conservados.
“As chuvas e a escassez de água potável em alguns locais das nossas cidades propiciam também o aumento de doença como a febre tifóide, transmitida através de alimentos como as verduras mal lavadas ou que não observam os princípios básicos de boa conservação”, explicou.
Aconselhou as pessoas a acatarem os apelos das autoridades, usando regulamente mosquiteiro impregnado e tratando a água para o uso doméstico, além de lavarem as mãos e terem uma alimentação saudável e regrada.
Isilda Neves informou que, com o acesso de mais pessoas aos postos de saúde, observa-se o crescimento de doenças crónicas não transmissíveis, como hipertensão, diabete, câncer e outras cujas causas reais ainda não são conhecidas, mas aponta-se também os maus hábitos alimentares como os causadores das mesmas.
Acrescentou que a higiene e os bons hábitos alimentares passam por evitar o consumo de alimentos com origens duvidosas ou mal conservados, com muito sal ou açúcar, bem como os gordurosos e a pratica de exercícios físicos, sem álcool e tabaco como métodos de prevenção destas doenças.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Out 21, 2009 2:40 am

Huíla
Quilengues acolhe seminário sobre saúde reprodutiva

Lubango
- Um seminário provincial sobre "Saúde reprodutiva" será realizado quarta-feira, no município de Quilengues, 140 quilómetros a norte da cidade do Lubango, província da Huíla, pelo departamento de saúde pública e controlo de endemias, em parceria com o Unicef.
Durante cinco dias, os participantes ao evento, que reunirá técnicos dos municípios Cacula, Caluquembe, Chicomba e Quilengues, vão discutir aspectos relacionados com cuidados essenciais a recém-nascidos, habilidade em comunicação, o exame do recém-nascido sem patologia e sua amamentação.
Cuidados de rotina do bebé, teoria da reanimação, métodos alternativos da alimentação para o bebé, cuidados de recém-nascido de baixo peso são entre outros assuntos, a serem abordados no encontro.
A responsável pelos serviços de saúde pública na Huíla, Judite Rocheta, fez saber que a realização do seminário visa melhorar os trabalhos de saúde reprodutiva e assistência a recém-nascidos, no âmbito do programa de redução da mortalidade na primeira infância.
Fez saber também, que o seminário se insere num programa de saúde pública que se estenderá até ao fim do ano, a todos os municípios da província da Huíla, sendo que a Matala será a etapa seguinte.
A acção fomativa será dirigida a 25 técnicos de diferentes unidades sanitárias públicas dos mesmos municípios.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Out 22, 2009 3:14 am

Luanda
Hospital do Kilamba Kiaxi terá dobro da capacidade

Luanda
– O Hospital Geral Especializado do Kilamba Kiaxi voltará a funcionar, entre Março e Abril de 2010, totalmente reabilitado e com o dobro da sua capacidade inicial, informou hoje à Angop, em Luanda, o director-geral da instituição sanitária, Renato Palma.
O gestor explicou que o hospital renovado terá dois serviços novos e um total de trezentas camas, devendo ter serviços de nutrição e neo-natologia, que não existiam na instituição, cujas obras levam já dez meses.
A fonte esclareceu que as consultas externas e os internamentos foram suspensos, e desde Janeiro último está a funcionar apenas com bancos de urgência de pediatria e maternidade.
As obras, a cargo da empresa chinesa Jiangsu Internacional, devem estar concluídas em Dezembro, mas a entrega do edifício será em 2010, conclui.
O hospital do Kilamba Kiaxi, cuja a especialidade é materno-infantil, existe desde 1976 e está situado no bairro Golfe, município do Kilamba Kiaxi.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 23, 2009 2:20 am

Kwanza Sul
Notificados mais de 300 casos de tuberculose

Sumbe
- Trezentos e 37 casos de tuberculose foram notificados durante o terceiro trimestre deste ano, na província do Kwanza Sul, menos 27 em relação ao período anterior, indica um relatório de balanço do departamento local de saúde pública e controlo de endemias.
Dos casos registados, lê-se na nota enviada à Angop, 14 resultaram em morte e 292 são dados como positivo.
No mesmo período, acrescenta o relatório, os serviços de saúde pública confirmaram 456 casos de parasitose intestinais, 403 de anemia, 301 de infecções urinária, quatro de sarampo e dois de meningite.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Out 24, 2009 2:50 am

Bengo
Inaugurado centro de testagem voluntária de VIH/Sida

Caxito
- Um Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntária de doenças de transmissão sexual e VIH/Sida foi inaugurado hoje (sexta-feira), no bairro da Açucareira, na cidade de Caxito, província do Bengo, visando prevenir as populações contras essas patologias.
A infra-estrutura, inaugurada pelo governador da província do Bengo, Jorge Inocêncio Dombolo, contará com um corpo clínico constituído por doze técnicos de Saúde Pública e atenderá 50 pacientes por dia.
O centro, uma oferta do Instituto Português de Medicina Preventiva, está orçado em 200 mil dólares e tem salas de consultas, pré-testagem, estatística, pós-aconselhamento e de espera, um laboratório e duas casas de banho.
Em declarações à imprensa, o director provincial da Saúde Pública do Bengo, Mbala Kussunga, disse ser uma mais-valia para a região que fica enriquecida com esta infra-estrutura sanitária.
Adiantou que do ponto de vista epidemiológico, os jovens do município do Dande estão preparados para comparecerem no centro, uma vez que os técnicos de saúde têm realizado actvidades de educação comunitária sobre as doenças sexualmente transmissíveis.
Por seu turno, o presidente do Instituto Português de Medicina Preventiva, Manuel Pedro, disse que o combate as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) constitui uma prioridade em saúde pública, uma vez que o número de casos está a aumentar em todo o mundo.
Sublinhou igualmente que as ITS causam mortes, especialmente em mulheres grávidas e nos seus recém-nascidos, estando na base da infecção pelo VIH.
"É do consenso geral que esforços para diminuir a prevalência do VIH têm que incluir programas de prevenção das outras doenças
contagiosas", referiu.
O responsável explicou existirem projectos em carteira para a construção de centros maternos infantis nas províncias do Kwanza
Sul, Namibe, Benguela e Kwanza Norte.
A província do Bengo conta já com um centro de aconselhamento e testagem voluntária, a funcionar actualmente no hospital
provincial.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Out 26, 2009 4:49 am

Palestra
Doença urinária preocupa autoridades do Kilamba Kiaxi

Luanda - A doença do sistema urinário (****ossomiase ou bilharziose humana) está a preocupar as autoridades sanitárias do município do Kilamba Kiaxi, porquanto registou-se um aumento vertiginoso de 18 casos no ano passado, para 97 este ano até este mês.

O Chefe de Repartição de saúde do município, Domingos Cristóvão, que falava hoje (sábado) à Angop, à margem de uma palestra convocada com o objectivo de despertar a sociedade local sobre os perigos da doença, fez saber que o aumento drástico destes casos está a preocupar a sua instituição.
“Convocamos os lideres religiosos, administradores comunais, chefes de repartições, lideres das comunidades e os munícipes para dissertar sobre esta doença e fazer com que eles saibam como se prevenir dela, o que devemos fazer para que possamos acabar ou reduzir a enfermidade até o fim deste ano”, disse.
De acordo com o responsável, a administração está preocupada porque o número é grande e está a assustar a todos. Daí que se deve tomar medidas de prevenção, pois é mais fácil prevenir que curar. Por isso, salientou, “vamos englobar toda comunidade da circunscrição nessa luta”.
A fonte informou que a área mais atingida pela doença é a comuna do Golfe, nomeadamente os bairros Calemba II, Wenge Maka, bairro dos Rastas. Isso, devido a existência de charcos e cacimbas naquelas zonas. Razão porque se tem aconselhado as pessoas a lavarem as mãos com água e sabão, antes e depois das refeições, após usar a casa de banho e também ferver a água ou usar lixívia para desinfecta-la.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Out 27, 2009 3:24 am

Bengo
Registados mais 200 partos extra-hospitalares

Caxito
- Duzentos e 48 partos extra-hospitalares foram registados pelo departamento provincial de saúde reprodutiva no Bengo de Janeiro a Setembro do corrente ano, informou hoje, segunda-feira, à Angop, Madalena Castro, formadora de parteiras tradicionais.
A responsável, que falava na comuna do Úcua, município do Dande, a margem do encerramento de mais um curso de formação que contou com a participação de 26 parteiras tradicionais, disse que durante o período registou-se dois nados mortos e nenhum caso de morte materna.
Madalena de Castro defendeu a necessidade de realização contínua de seminários do género, para actualização das parteiras tradicionais em toda extensão da província, como forma de diminuir casos de mortes materno-infantil nas comunidades rurais.
Apelou às parteiras tradicionais no sentido de aplicarem os conhecimentos adquiridos nas suas localidades para diminuir os maiores riscos de vida durante os partos nas comunidades rurais.
Fez saber que esta acção formativa promovida pelo comité nacional para promoção da mulher rural, com apoio da Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Rural, dos ministérios da Agricultura e da Família e Promoção da Mulher visa reduzir a mordi mortalidade materno infantil.
No final do curso, as recém formadas beneficiaram de kits de parteiras composto por luvas, resguardo, laminas, batas, lençóis e desinfestação, bem como fogão de pressão a petróleo para cada uma.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Out 28, 2009 4:23 am

Huíla
Saúde Pública promove workshop sobre aleitamento materno

Lubango
- Um workshop sobre aleitamento materno, dirigido a jornalistas, será realizado quarta-feira, na cidade do Lubango, província da Huíla, pelo Departamento Provincial da Saúde Pública e Controlo de Endemias.
De acordo com um documento entregue à Angop, o encontro vai juntar profissionais de diferentes órgãos de comunicação social locais, com objectivo de estabelecer uma parceria com a imprensa sobre a passagem de informações permanentes sobre o aleitamento materno.
O evento, com a duração de um dia, visa também delinear estratégias e mensagens-chave sobre o assunto, por forma a informar e capacitar as comunidades em matéria de aleitamento materno.
Vai decorrer sob o lema "Aleitamento materno resposta vital em emergência".
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Out 29, 2009 4:41 am

Cunene
Realizadas mais de quatro mil consultas pré-natal

Ondjiva
– Quatro mil e quinhentas e 50 grávidas realizaram de Junho a Setembro do ano em curso consultas de obstetrícias, no Hospital Central de Ondjiva, província do Cunene, com vista a saberem da evolução dos respectivos bebés.
A informação foi avançada hoje à Angop, pelo chefe de estatística da unidade sanitária, Hilário Ndeudalela, que disse terem recebido, desse número, duas mil e cento e cinquenta e uma pacientes pela primeira vez.
Disse ser maior a aderência das gestante ao, visto que, durante o período em causa, notificou-se um aumento de 110 consultas, em relação ao mesmo período de 2008, devido a maior procura dos serviços.
Hilário Ndeudalela afirmou que este aumento passa também pela sensibilização das mulheres sobre a importância da consulta, bem como a consciência das mesmas em procurar saber da evolução da gravidez.
O responsável explicou que durante os quatro meses o Hospital Central registou 17 mil e 673 novos casos de malária, dos quais 79 resultaram em morte, bem como mil e 559 de doenças diarreicas agudas, com 19 óbitos, na maioria crianças de cinco anos de idade.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 30, 2009 3:49 am

Uíge
Cruz Vermelha capacita jovens voluntários sobre prevenção da saúde comunitária

Uíge
- Vinte jovens voluntários participam a partir de hoje, nesta cidade, do seminário de capacitação sobre a prevenção da saúde comunitária, promovido pela delegação local da Cruz Vermelha de Angola (CVA).
A acção formativa, com duração de dois dias, está a ser orientada por três formadores provenientes de Luanda e trata, entre outros aspectos, a prevenção da saúde comunitária, a reunificação familiar em campos de acolhimento e VIH/SIDA.
O coordenador nacional para área de VIH/SIDA, João Brandão, disse que o objectivo é capacitar os jovens para informarem as pessoas mais vulneráveis em distintas aldeias, comunidades e dos centros de acolhimentos, locais onde se encontram cidadãos angolanos provenientes da RDCongo.
João Brandão falou da preparação que deve ter o socorrista, possuindo competência adequada que o habilite a actuar da melhor forma na promoção da saúde na comunidade, especialmente nos centros de acolhimento.
Avançou que a CVA, como auxiliar de instituições públicas, deve trabalhar com espírito de voluntariado e prestar os serviços no campo, ajudando as comunidades mais carentes.
O secretário provincial da CVA no Uíge, Francisco Bongo Tomás, solicitou aos participantes a assimilar, com responsabilidade, as matérias a serem ministradas para melhor servirem as comunidades.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Domingo Nov 01, 2009 2:47 am

Luanda
Mulheres de Viana desconhecem a forma do uso do preservativo

Luanda
- A técnica da sala de planeamento do centro de saúde do município de Viana, Inocência Rosária Dias, disse hoje (sábado),
em Luanda, que as mulheres da circunscrição, não aderem ao uso do preservativo feminino, vulgo "femidon", por desconhecimento do seu manuseamento.
Segundo a especialista, a população tem pouca informação sobre a importância do uso do preservativo, bem como da sua forma de usar que consideram de difícil.
Adiantou ainda que os profissionais da sala de planeamento do centro tem realizado palestras do género, para instruir e informar a população da importância e a forma do uso do femidon.
De acordo com a técnica, o uso do método ajuda prevenir a gravidez precoce e indesejada, assim como das doenças transmissíveis sexualmente (DTS).
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Nov 02, 2009 12:37 pm

02-11-2009 10:29
Cunene
Registados 312 novos casos de tuberculose em Ondjiva

Ondjiva
– Trezentos e 12 novos casos de tuberculose foram diagnosticados de Junho a Setembro do presente ano no Hospital Central de Ondjiva, província do Cunene, 21 dos quais resultaram em mortes, disse hoje (segunda–feira), à Angop, o chefe de estatística da unidade sanitária, Hilário Ndeudalela.
O responsável informou que neste período em causa registou–se um aumento significativo, em relação os quatro meses anterior, devido a maior procura dos serviços por parte dos citadinos, assim como a sensibilização da mesma sobre os efeitos negativos que a doença tem originado no organismo.
“Este número de pacientes encontram-se em fase de tratamento e recuperação, visto que todos cuidados estão a ser prestados desde o abastecimento regular dos medicamentos e a sua sensibilização sobre o ***primento da receita passada pelo médico,” explicou.
Hilário Ndeudalela explicou ainda que no mesmo período foram notificados 17 mil 673 casos de malária, dos quais 79 resultaram em mortes, mil e 559 de doenças diarreicas agudas, com 19 óbitos, na maioria crianças menores de cinco anos.
De igual modo notificou-se ainda 665 novos casos de doenças respiratórias agudas, com 41 mortes, assim como foram realizadas quatro mil e 550 consultas pré- natais.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para ANGOLA - OUTROS TEMAS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron