SAÚDE EM ANGOLA

DESENVOLVIMENTO - SAÚDE - ECONOMIA - LIBERDADE - CRIMINALIDADE - LUSOFONIA

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Jun 28, 2010 1:42 am

Kwanza Norte
Hospital municipal do Golungo-Alto regista redução de casos de malária

Golungo Alto
- Três mil 146 novos casos de malária foram registados de Janeiro a Maio deste ano, no hospital municipal do Golungo-Alto, província do Kwanza Norte, de que resultaram seis (06) óbitos, disse hoje à Angop o director da instituição, José Franco Martins.
O responsável informou que, neste período, registou-se uma diminuição de 131 casos de malária, em relação ao idêntico período de 2009, em que foram diagnosticados três mil 277 casos de paludismo que resultaram em 16 óbitos.
Do total de casos diagnosticados, 336 são crianças menores de 15 anos e os outros 288 adultos.
A inexistência de uma morgue para a conservação de cadáveres, a falta de materiais de laboratório de análises clínicas foram apontadas, entre outras, como as principais dificuldades enfrentadas pela unidade sanitária.
Explicou que o reforço dos stocks de medicamentos assim como a recepção recentemente de uma ambulância para o transporte de pacientes das várias localidades do município para o hospital local como condições que estão a contribuir para a melhoria nos distintos serviços da instituição sanitária.
Francisco Martins deu a conhecer que o hospital possui medicamentos suficientes para o combate à malária.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Jul 01, 2010 1:42 am

Saúde
Kamanongue lidera casos de malária no Moxico

Luena
Onze mil e 152 pessoas foram diagnosticadas com malária, no município de Kamanongue, província do Moxico, liderando a lista dos nove municípios da província, durante o primeiro semestre de 2010, informou hoje a inspectora provincial da Saúde, Madalena Upite Diogo.
A responsável revelou os dados à Angop, a margem de capacitação dos técnicos em novos métodos de Tratamento da Malária e esclareceu que, em igual período, a Inspecção da Saúde, registou no município do Moxico sete mil 546 casos, Luacano três mil 815, Alto-Zambeze três mil 313, Luau dois mil 932, Caméia dois mil 266, Luchazes 825, Bundas 777 enquanto o Léua com apenas 167 casos.
Do número dos casos de paludismo registado, precisou Madalena Diogo, originou a morte de 79 pessoas na sua maioria crianças, em toda a província.
Face a situação, a responsável apelou aos profissionais de saúde (enfermeiros e médicos), a aplicarem ao máximo os conhecimentos adquiridos para exercerem com zelo as suas actividades e obter os resultados esperados.
A acção formativa que teve a duração de três dias, visou dar a conhecer as formas sanitárias sobre os novos métodos de diagnósticos e terapia da malária, para permitir uma assistência médica e medicamentosa mais adequada e eficaz.
Os 25 profissionais, entre médicos e enfermeiros de toda província, abordaram a malária simples, quadro clínico da malária, bem como tratamento da malária em geral e, em particular, a mulher grávida.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sábado Jul 03, 2010 12:38 am

Malanje
Hospital Municipal de Caculama notifica 4 casos de lepra

Caculama
- Quatro casos de lepra foram notificados em Abril no hospital municipal de Caculama, 55 quilómetros a leste da cidade de Malanje, situação está a preocupar o corpo clínico daquela unidade sanitária.
O facto foi revelado hoje à Angop pelo supervisor municipal da luta contra a lepra, João Pedro Franco, que disse ser alarmante o surgimento da patologia na região, tendo em conta as consequências que a mesma origina à população.
O responsável fez saber que o hospital possui meios necessários para estancar a doença, tendo em conta que alguns pacientes portadores da lepra internados no hospital local em estado grave já estão em fase de recuperação, adiantando que dois dos quatro terão já alta dentro de alguns dias.
Segundo João Franco, dos casos notificados se verificoue lepra do grau zero e dois, mas os pacientes estão a ser tratados com fármacos (MDT), multe vacilar adulto.
A fonte informou ainda que, de 2002 a Abril de 2010, a instituição registou 35 caso de lepra, tendo sido tratados com sucesso.
Exortou os familiares dos pacientes com lepra a prestarem todo o apoio necessário para que estes não se sintam desprezados, tendo em conta que o acompanhamento dos parentes ajuda na recuperação prévia.
O hospital municipal de Caculama tem a capacidade para 100 camas e funciona com 5 médicos, sendo 4 de nacionalidade cubana e um angolano. Tem ainda 24 técnicos básicos e médios de enfermagem.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Jul 07, 2010 12:25 am

Saúde
Quadro epidemiológico da gripe A no país mantém-se estável

Luanda -
A situação epidemiológica da gripe A (H1N1) em Angola continua estável, sem novos casos, mantendo-se o total acumulativo de 37 registados até Novembro do ano transacto (2009), informou hoje (terça-feira), em Luanda, a porta-voz da reunião da Comissão Interministerial sobre a pandemia, Adelaide de Carvalho.
Em declarações à imprensa, no final de mais um encontro da respectiva comissão, Adelaide de Carvalho disse que os níveis de vigilância no país continuam altos, estando as autoridades sanitárias a trabalhar para a prevenção e eventual detenção de novos casos.
Quanto a casos de mordedura por raiva, os registos dão a ocorrência de 85 casos na província de Benguela e um na cidade do Namibe. Não houve nenhum caso de morte.
Desde o início da pandemia da gripe A H1N1 e até 27 e Junho e 2010 foram notificados a nível global 18 mil e 24 óbitos.
A transmissão activa da gripe pandémica mantém-se em áreas localizadas dos trópicos, em particular no sul e sudeste da Ásia, no Caribe e no oeste de África.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Segunda Jul 12, 2010 9:34 pm

Bié
Testadas mais de 500 pessoas contra HIV/Sida

Katabola
- Mais de quinhentas pessoas foram testadas contra HIV/Sida no Centro de Aconselhamento e Testagem Voluntário (CATV), no primeiro semestre de 2010, no município de Katabola, província do Bié.
Em declaração hoje à Angop, o chefe de repartição de saúde de Katabola, Alcino Katombela, frisou que entre os testados houve um caso positivo, realçando que o mesmo beneficia já tratamento especializado no hospital provincial, na cidade do Kuito. Comparativamente ao período anterior, a fonte realçou ter havido maior participação dos cidadãos, como resultado das acções de sensibilização contra a Sida.
Para a prevenção contra a Sida e outras doenças sexualmente transmissíveis, o sector de saúde em Katabola conta com a ajuda de instituições religiosas e autoridades tradicionais.
Durante as campanhas de sensibilização, a população beneficia-se ainda de preservativos, livros, panfletos e outros meios com informações sobre os cuidados a ter com a Sida.
Com vista a facilitar os trabalhos nas localidades mais distantes, o sector conta com uma clínica móvel, que esta a permitir a realização de testes de HIV/Sida em gestantes e voluntários.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Jul 21, 2010 6:36 pm

21-07-2010 19:17

Luanda
Médico admite que crianças são principais vítimas de queimaduras

Luanda –
Crianças com menos de cinco anos de idade são as principais vítimas de queimaduras de água quente que acorrem ao Hospital Neves Bendinha, revelou hoje, em Luanda, o director clínico, Francisco Custódio.
O médico, que falava à Angop, salientou que as causas mais frequentes de queimaduras em crianças são os líquidos ferventes, nomeadamente água quente, leite, chá, água de arroz, e que a maior parte desses incidentes acontecem no domicilio e na presença dos adultos.
“As crianças dirigem-se à cozinha, mexem em panelas com esses líquidos ou alimentos quentes que provocam queimaduras e isso aliado ao descuido dos pais”, sustentou, adiantando que também ocorrem queimaduras na cavidade oral dos pequenos.
Esses incidentes, de acordo com o especialista, acontecem pelo facto de as mães não verificarem a temperatura dos alimentos colocados à disposição das crianças.”Também ocorrem queimaduras durante o banho, porque as mães não têm cuidado em verificar a temperatura da água e põem a criança na banheira com líquido quente e daí a queimadura”, notou.
Francisco Custodio aconselhou as mães ou os tutores das crianças a prestarem mais atenção para evitar que se queimem por distracção dos adultos.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Ago 17, 2010 4:53 pm

17-08-2010 17:39

Huambo
Mortes por sarampo ******am em 6,7 porcento no início do ano

Huambo
-
As autoridades sanitárias da província do Huambo registaram uma diminuição de 6,7 porcento de mortes por sarampo nos primeiros seis meses deste ano, período em que foram notificados 82 casos da doença em crianças menores de cinco anos de idade.
Tal diminuição, de acordo com o chefe do departamento de saúde pública e controle de endemias, Salomão Ernesto, deve-se as acções de sensibilização promovidas pelas autoridades sanitárias no sentido de as mães levarem os filhos menores de 5 anos as campanhas de vacinação.
Lembrou que de Janeiro a Junho de 2009 foram registadas 66 mortes por sarampo, contra as quatro deste ano.
O responsável provincial do departamento de saúde pública e controle de endemias informou também que nos primeiros seis meses de 2009 as autoridades sanitárias haviam diagnosticado 1.433 casos de sarampo, número que comparado aos dados deste ano representa uma baixa de 1.351 pessoas contaminadas por esta doença.
Afirmou que este ano foram vacinadas contra o sarampo 29.393 crianças dos nove meses aos cinco anos de idade, para evitar que sejam atacadas por esta enfermidade bastante frequente em crianças menores de 5 anos.
Salomão Ernesto frisou que o departamento que dirige tem estado a realizar palestras nas diversas unidades sanitárias da província com objectivo de informar os pacientes sobre os riscos e formas de prevenção do sarampo.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Set 07, 2010 10:26 pm

07-09-2010 23:07

Malanje
Cidadã dá luz bebés siamesa

Malanje
- Uma cidadã identificada por Maria Estrela de 35 anos de idade deu a luz segunda-feira no hospital municipal do Kuango
(Lunda Norte), dois bebés siamesas, unidas pelos intestinos grossos.
Segundo apurou à Angop hoje, terça-feira, nesta cidade, os bebés foram transferido para a província de Malanje pelo facto do município do Kuango se encontrar distante do Dundo (Lunda Norte), sua área de jurisdição.
De acordo com o director da maternidade provincial de Malanje, Eliseu Chimbangela, uma dos bebés chegou a falecer durante a viagem, mas Apesar disso, a cirurgia que visou a separação das mesmas decorreu com normalidade, mas que o estado clínico da outra bebé inspira cuidados.
O responsável apontou a má formação congénita, resultado de alguma Alteração durante o desenvolvimento intra-uterino principalmente nos primeiros três meses de gravidez
Por sua vez, a parturiente, Maria Estrela, que é mãe de cinco partos, disse que, durante o período de gestação, fez todas as consultas pré natal , não tendo feito apenas os exames de ecografia por falta destes serviços na localidade do Kuango, província da Lunda norte.
Este é o segundo caso de siameses que a maternidade provincial de Malanje, recebe há menos de cinco anos, o primeiro nasceu na mesma unidade, em 2007.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quarta Set 08, 2010 9:47 pm

08-09-2010 18:01

Luanda
Hospital Psiquiátrico atende 80 pacientes/dia

Luanda
-
O Hospital Psiquiátrico de Luanda regista a assistência de 80 pacientes por dia, nos bancos de urgência e frequências de consultas externas.
De acordo com o psicólogo clínico da instituição, Gonga Tone, são assistidos pacientes em consultas de piscatória, detercologia, psicologia clínica, psicoterapia sexual, de entre outras especialidades.
De acordo com o médico, a maior parte dos pacientes, em ambos os sexos, são levados ao hospital em recolhas na via pública pela Polícia Nacional e familiares.
Acrescentou que em relação ao primeiro semestre do ano findo houve uma significativa procura da instituição, o que sugere o aumento da capacidade de atendimento e internamento no Hospital Pediátrico de Luanda.
O hospital comporta 12 quartos, sala de recuperação mental, pátio, enfermaria, escritório e cozinha colectiva.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 17, 2010 9:45 pm

17-09-2010 7:53

Kwanza Norte
Membros do governo impressionados com hospital municipal de Ambaca

Camabatela
-
Os membros do governo do Kwanza Norte ficaram quinta-feira impressionados, em Camabatela, com a grandeza e a imponência do novo hospital municipal de Ambaca, construído pelo Governo, visando reforçar a assistência sanitária das populações locais e de municípios vizinhos das províncias do Uige e Malanje.
Os membros do Executivo da província que visitaram o hospital à margem da quinta sessão ordinária do governo do Kwanza Norte decorrida quinta-feira, sob orientação do governador, Henrique André Júnior, consideraram o empreendimento como uma unidade ultramoderna, capaz de concorre com outros hospitais de referência do país.
O assessor para a área social do governador provincial, Paulo Panzo considera a unidade de nível superior, a julgar pelos diversos serviços que serão nela prestados e acredita que dará resposta aos inúmeros problemas que o sector da saúde na província enfrenta.
Referiu que a densidade populacional do município de Ambaca e das localidades vizinhas serão insuficientes para que o hospital explore todas as suas capacidades.
Para a administradora municipal do Cazengo, sede da província, Edviges de Jesus Ribeiro, a unidade sanitária contribuirá para a melhoria da prestação dos serviços no sector da saúde no município e na província.
O director provincial da Saúde no Kwanza Norte, Manuel Duarte Varela, destacou o facto da nova unidade possuir serviços nunca antes prestados em nenhum outro hospital da região, como a endoscopia, oftalmologia, odontologia e um banco de urgência com sala de observação moderna.
Consta igualmente dos serviços, a imageologia, cirurgia, radiologia, farmácia, medicina interna, materno-infantil, cardiologia e estomatologia.
Iniciadas em 2008, as obras de construção daquela unidade sanitária terminaram em Março deste ano. Aguardando apenas pela sua inauguração.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Terça Set 21, 2010 4:24 pm

21-09-2010 16:22

Huíla
Administração dos Gambos constrói quatro postos de saúde

Gambos
- A Administração Municipal dos Gambos, província da Huíla, inicia em Outubro próximo a construção de quatro postos de saúde, nas comunas de Chiange (sede), Chibemba e Rio de Areia, no âmbito do Programa de Intervenção Municipal (PIM) de 2010/11.
A informação foi avançada hoje à Angop, pelo administrador local Elias Sova, adiantando que estes postos elevarão para 21 (incluindo um centro de saúde de referência existente na sede) o número de infra-estruturas que compõem a rede de suporte e apoio à actividade sanitária local, em benefício de 160 mil cidadãos.
Disse que abertura dos quatro postos visa melhorar as condições e prestar aos munícipes um serviço médico-medicamentoso de qualidade e com pontualidade, visto que em muitos casos os cidadãos dos Gambos são forçados a deslocar-se a localidades vizinhas, como Chibia, Lubango e Cahama (Cunene), em busca de assistência.
Neste momento, a rede hospitalar dos Gambos emprega 35 técnicos de saúde e oferece aos utentes mais de 50 camas para internamentos.
Elias Sova indicou que no âmbito do PIM o seu pelouro vai, além de alargar os serviços de saúde, construir outras infra-estruturas, nomeadamente escolas, sistemas de fornecimento de energia eléctrica e águas e a ainda a reabilitação de estradas.
O município dos Gambos dista a 167 quilómetros a Sul da cidade do Lubango e tem uma população estimada em 160 mil habitantes, com uma área territorial de oito mil e 150 quilómetros quadrados.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Set 24, 2010 9:01 pm

24-09-2010 19:57

Saúde
Director do Hospital Sanatório anuncia baixa de mortalidade

Luanda -
O director-geral do Hospital Sanatório, Afonso Wete, anunciou hoje, em Luanda, que os índices de mortalidade naquela unidade hospitalar ******am consideravelmente, de 30 para 28 porcento.
Falando à imprensa, à margem das Segundas Jornadas Técnico-científicas do Trabalhador da Saúde, encerradas hoje, disse que isso deve-se ao esforço relevante dos trabalhadores, imbuídos em ***prir com uma das resoluções das primeiras jornadas.
Nesse primeiro encontro, os participantes haviam se comprometido em lutar para ****** o índice de mortalidade.
Afonso Wete disse que em 2009 foram atendidos mil e 69 pacientes, 69 porcento dos quais saiu vivo, contra 37 que acabou por encontrar a morte.
Por sua vez, adiantou, o hospital atendeu no primeiro semestre deste ano mil e 236 pacientes , 71 porcento dos quais vivos e 29 mortos.
O responsável ressaltou a celebração das Segundas Jornadas do Trabalhador da Saúde, realizadas em alusão ao 25 de Setembro (Dia do Trabalhador da Saúde).
Durante dois dias, os participantes desenvolveram dois cursos pré-jornada , sendo um relacionado à atenção do paciente com HIV/SIDA e outro ligado às noções básicas de enfermagem.
Foram feitas nove apresentações orais e 13 em modalidade de “posters”.
As jornadas, que decorreram sob o lema “Para uma melhor qualidade e satisfação dos serviços de saúde”, visaram discutir temas ligados à qualidade da atenção hospitalar e satisfação dos serviços de pacientes e trabalhadores, bem como motivar a investigação permanente e sistemática para profissionais e técnicos do hospital.
Expor trabalhos relacionados à qualidade do atendimento a pacientes com tuberculose e HIV/SIDA regime de internamento e tratamento ambulatório foi outro propósito do encontro.
Participaram das jornadas médicos e enfermeiros, assim como estudantes de medicina da Universidade Jean Piaget de Angola. Recomendaram que se continue a melhorar as condições dos serviços aos pacientes e se dê atenção integral, incluindo na especialidade de psicologia.
De igual modo, solicitaram que se realize um estudo da organização laboral do serviço de enfermagem e se continue a melhorar as infra-estruturas sanitárias.
O Hospital Sanatório, com capacidade de internamento de 200 pacientes, foi inaugurado em Julho de 1972. Funciona com 18 médicos angolanos, 12 médicos cubanos, 177 enfermeiros, 68 técnicos de diagnóstico, 122 técnicos de apoio ao hospital, 89 operários e auxiliares, além de 39 técnicos administrativos.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Quinta Set 30, 2010 10:38 pm

30-09-2010 17:53

Kwanza Norte
Diagnosticados 21 novos casos da doença de sono

Ndalatando
-
Vinte e um novos casos da doença do sono foram diagnosticados de Janeiro a Junho deste ano, na província do Kwanza Norte, pelo Instituto de Controle e Combate às Tripanossomíases (ICCT).
Em declarações hoje à Angop, o director provincial da Saúde, Manuel Duarte Varela, explicou que nesse período foram diagnosticadas 16 mil e 355 pessoas, sem registo de qualquer caso de morte.
Os diagnósticos, explicou, foram feitos por cinco equipas móveis, acrescentando que foram igualmente prospectadas 24 mil e 341 pessoas em campanhas de prospecção passiva, nos municípios de Kambambe, Cazengo, Lucala, Samba-Cajú, Banga, Bolongongo, Kiculungo, Ambaca e Golungo-Alto.
A prospecção activa consiste na procura do doente de sono ao domicílio, ao passo que na passiva o enfermo vai ao encontro dos técnicos do ICCT, no centro de diagnóstico e tratamento, esclareceu.
Manuel Duarte Varela acrescentou que em idêntico período de 2009 haviam sido notificados 57 novos casos, de um total de 17 mil oitocentas e cinco pessoas examinadas, nos municípios de Kambambe, Cazengo, Golungo-Alto e Lucala, tendo resultado em cinco óbitos.
Mostrou-se satisfeito com o facto de as equipas de prospecção conseguirem estender as acções a quase toda província, ao abrangerem todos os municípios, facto que não acontecia nos anos anteriores, dada a escassez de recursos humanos e materiais.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 08, 2010 10:27 pm

08-10-2010 19:03

Saúde
Hospital psiquiátrico atende 80 pacientes com perturbações mentais por dia

Luanda
- Oitenta pacientes, entre homens, mulheres e crianças, provenientes de vários pontos do país, são atendidos diariamente no Hospital Psiquiátrico de Luanda, informou hoje, terça-feira o médico chefe dos serviços de urgência, Jaime Lourenço
Estes pacientes, segundo Jaime Lourenço, são encaminhados por hospitais nacionais, provinciais, recolhidos nas ruas pelos efectivos da Polícia Nacional e outros por si só procuram estes serviços.
Falando à Angop em alusão ao “10 de Outubro” Dia Mundial da Saúde Mental, o responsável referiu que os factores psico-sociais, emocionais, doenças mal curadas e adquiridas, homicídios, uso excessivo de bebidas alcoólicas, drogas e violações estão na base dessa doença.
Em função do elevado número de pacientes atendidos nesta unidade hospitalar com a capacidade para 300 camas se regista uma superlotação, visto que são controlados actualmente 417 doentes com diferentes problemas de perturbações mentais.
“Temos estado a registar muitos casos, porque na periferia não encontramos estruturas sanitárias do tipo psico-social que possam atender pessoas com perturbações mentais ”, enfatizou Jaime Lourenço.
Assim, defendeu a necessidade de criação de estruturas sanitárias que possam cuidar da saúde mental da população na periferia.
O hospital psiquiátrico de Luanda funciona com 13 especialistas, entre psicólogos, psicanalistas, sociólogos, psicopedagogos e outros dos serviços de apoio hospitalar.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal

Re: SAÚDE EM ANGOLA

Mensagempor paulo gonçalves em Sexta Out 15, 2010 10:31 pm

15-10-2010 19:53

Huambo
Parteiras tradicionais ganham kits de trabalho na Caála

Caála
-
Sessenta parteiras tradicionais das comunas da Calenga, Cuima e Catata, município da Caála, província do Huambo, beneficiaram hoje, sexta-feira, de kits de trabalho, entregues pela Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher.
O material foi distribuído na comuna da Catata (106 quilómetros a Sul da cidade do Huambo), durante a cerimónia comemorativa do Dia Internacional da Mulher Rural (15 de Outubro).
Pretende-se com o gesto melhorar a higiene durante a realização dos partos e reduzir a mortalidade infantil nas comunidades.
A Direcção da Família distribuiu, igualmente, trezentas enxadas, 150 catanas, 150 machados e 100 limas para apoiar a mulher rural na sua actividade de produção agrícola e permitir que contribuíam mais para o desenvolvimento socioeconómico do país.
Na ocasião, 200 idosos receberam também tecidos e bens de primeira necessidade, para minimizar as suas dificuldades.
Ao intervir, a directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Maria do Rosário Amadeu, apelou as mulheres camponesas a trabalharem para o aumento da produção agrícola e a criação de pequenos negócios na comunidade rural.
Considerou fundamental que a mulher da comunidade rural implemente projectos agrícolas para garantir a sua autonomia na sociedade, uma vez que as organizações não-governamentais nesta época de paz começam a reduzir os seus programas em prol dos agentes comunitários.
Recomendou às mulheres rurais a empreenderem esforços que visam a preservação da paz, ***prindo as regras de conduta social, observância dos hábitos e costumes da cultura angolana.
O diálogo constante entre famílias, a formação académica da mulher na comunidade rural, a busca de valores éticos e morais para a educação das crianças foram também focalizados pela directora, como sendo princípios necessários para a preservação da paz.
Do seu ponto de vista, "é preocupante que algumas mulheres da comunidade rural timidamente recusem-se a denunciar os casos de violência doméstica, da qual são vítimas no lar".
Para combater esta timidez, informou que a sua instituição vai reforçar os programas de sensibilização sobre os riscos que a violência doméstica representa na sociedade, uma actividade que conta com a parceria das autoridades tradicionais e religiosas.
As comemorações do dia Internacional da Mulher Rural terminaram com a realização de visitas às infra-estruturas da administração da comuna da Catata (em construção), residência do administrador, a um empreendimento comercial e ao centro de saúde daquela circunscrição.
Avatar do utilizador
paulo gonçalves
Administrador do fórum
 
Mensagens: 7197
Registado: Quarta Maio 27, 2009 9:40 am
Localização: Porto Espada - Marvão - Portugal
---------

AnteriorPróximo

Voltar para ANGOLA - OUTROS TEMAS

Quem está ligado

Utilizadores a navegar neste fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes

cron